Crianças tailandesas estão vivas (mas resgate pode demorar meses)

Akkapol Chanthawong / Facebook

As 12 crianças desaparecidas numa gruta na Tailândia

As 12 crianças e o seu treinador de futebol, presos há mais de uma semana numa gruta na Tailândia, foram encontrados com vida, esta segunda-feira, anunciou o governador da província de Chiang Rai, Narongsak Osatanakorn.

Narongsak Osatanakorn afirmou que a equipa de futebol foi encontrada a salvo e que estava a ser resgatada, mas a “operação ainda não acabou”.

Os rapazes, de 11 a 16 anos, e o seu técnico entraram na caverna Tham Luang Nang Non depois de uma partida de futebol, no dia 23 de junho, mas chuvas quase constantes desde então impediram as operações de resgate.

As autoridades já tinham expressado, durante as operações de resgate, as suas esperanças de que o grupo tivesse encontrado um local seco dentro da caverna e que continuassem vivos.

Começou a chover não muito tempo depois de a equipa ter entrado na caverna e esse tem sido um dos principais obstáculos até agora. A chuva tornou impossível passar pela entrada principal da caverna e acredita-se que isso tenha sido o que impediu o grupo de voltar.

Várias centenas de socorristas, incluindo soldados norte-americanos e mergulhadores britânicos, participaram nas operações de busca e resgate dos jovens de uma das maiores grutas da Tailândia, na província de Chiang Rai.

Vamos enviar comida extra para pelo menos quatro meses e treinar os 13 membros do grupo para mergulhar, enquanto continuam a evacuar a água” da complexa rede subterrânea, disse o capitão Anand Surawan, da marinha tailandesa, citado pelas forças armadas.

Esta é a quarta caverna mais longa da Tailândia e bastante popular entre os turistas e moradores pelas suas impressionantes formações rochosas de pedra calcária.

Estas formações tanto originam um ambiente amplo e alto, parecido com o de um grande anfiteatro, como formam passagens estreitas que levam a uma rede de cavernas menores nas quais os locais dizem não ser seguro se aventurar, especialmente durante a temporada de chuvas, que normalmente começa em julho.

Resgate pode levar meses

O resgate pode levar cerca de 3 a 4 meses. As autoridades estão a reunir esforços para perceber qual é a melhor forma de retirar as crianças da gruta onde estão presas, mas avisam que como os níveis da água estão muito altos, ainda é perigoso tentar resgatá-las. Por isso, pode ser necessário esperar que termine a época das monções.

Os especialistas estão agora a avaliar várias hipóteses de resgate. Nenhum dos rapazes sabe nadar ou mergulhar e ensiná-los pode ser uma possibilidade. De qualquer forma, enquanto o nível da água estiver tão alto, todas as operações podem pôr em risco crianças e mergulhadores.

Ben Reymenants, um dos mergulhadores envolvido no resgate explicou, em entrevista à BBC, que estão previstas chuvas fortes nos próximos três dias, o que vai dificultar a missão de resgate.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Celta! Vai tomar os medicamentos. Essa observação é de uma pessoa desiquilíbrada. Estás todo baralhado.
    Reorganiza-te. Era algo devias ter feito com 2 anos depois de passares a fase regressiva.

RESPONDER

Investigadores "voltam atrás no tempo" para calcular idade e local de explosão de supernova

Os astrónomos estão a "voltar atrás no tempo" num remanescente de supernova. Usando o Telescópio Espacial Hubble da NASA, refizeram o percurso dos estilhaços velozes da explosão a fim de calcular uma estimativa mais precisa …

Cientista dos EUA acredita que o monstro do Lago Ness pode ser uma antiga tartaruga marinha

Um importante cientista dos Estados Unidos acredita que desvendou o mistério do Monstro de Lago Ness e pensa que a criatura é uma espécie ancestral de tartaruga marinha. Henry Bauer, professor aposentado de Química e Estudos …

Biden quer banir uma palavra das leis de imigração dos Estados Unidos

Se o projeto de lei proposto por Joe Biden, recém-eleito Presidente dos Estados Unidos, for aprovado, a palavra alien ("estrangeiro") vai desaparecer das leis de imigração norte-americanas, sendo substituída pelo termo noncitizen ("não cidadão"). A …

“As pessoas são mortas na mesquita, na rua e no trabalho". Em Cabul, reina o medo

Os assassínios seletivos de jornalistas, políticos e defensores dos direitos humanos são cada vez mais frequentes no país, com Cabul e várias províncias a registarem um aumento da violência nos últimos meses. O medo está …

"Fiquem em casa". Enfermeiros deixam "grito de alerta desesperado" aos portugueses

A Ordem dos Enfermeiros lançou esta sexta-feira uma campanha de sensibilização a apelar aos portugueses para ficarem em casa, afirmando que é “um grito de alerta desesperado face à situação de catástrofe que se vive …

Senado francês aprovou lei que protege os sons e cheiros do campo

O Senado francês aprovou a lei, esta quinta-feira, que protege o "património sensorial" das áreas rurais do país, depois de várias queixas sobre os ruídos e cheiros típicos do campo. De acordo com o canal televisivo …

Identificado em Portugal o primeiro caso da variante da África do Sul

O primeiro caso de covid-19 associado à variante genética da África do Sul foi identificado esta sexta-feira em Portugal pelo Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA), adiantou à agência Lusa a instituição. O caso identificado …

Está a nascer o primeiro comboio português a hidrogénio (e vai substituir o Vouguinha)

Já arrancou o projecto para o desenvolvimento do primeiro comboio português a hidrogénio. A iniciativa visa transformar as automotoras a gasóleo que circulam na Linha do Vouga - o comboio chamado Vouguinha - por células …

Guardiola diz que Bernardo Silva "sempre foi importante" para City

O treinador Pep Guardiola disse esta sexta-feira que o português Bernardo Silva “está de volta” ao melhor nível e que “sempre foi importante" para o Manchester City, depois de ter "sentido" dificuldades na temporada passada. “Ele …

Fauci fala de "sentimento libertador" após saída de Trump da Casa Branca

O infeciologista Anthony Fauci, o principal rosto da Casa Branca no combate à pandemia de covid-19, admitiu um sentimento "libertador" após a saída da administração de Donald Trump e afirmou que poderá agora falar sobre …