Embaixador britânico na União Europeia apresenta demissão

Sean Dempsey / EPA

-

O embaixador britânico junto da União Europeia apresentou esta terça-feira a sua demissão, a menos de três meses do início das negociações do Brexit.

Ivan Rogers, considerado um diplomata experiente nas negociações com a UE, renunciou ao cargo pouco antes de o Reino Unido ativar, em finais de março, o processo de negociações sobre o Brexit, a saída do país do bloco europeu.

De acordo com o Financial Times, o embaixador britânico limitou-se a comunicar aos seus funcionários a decisão de antecipar a partida, que estava prevista para novembro.

Designado em finais de 2013, o diplomata foi um dos principais assessores do ex-primeiro-ministro conservador David Cameron nas negociações prévias ao referendo europeu para tentar garantir alterações às cláusulas da participação britânica na UE.

Na sequência dessas conservações, onde foram acordadas mudanças no acesso dos cidadãos comunitários às ajudas sociais britânicas, Cameron decidiu convocar um referendo sobre a permanência ou saída do Reino Unido da UE, que decorreu em 23 de junho.

No final de 2016, Rogers suscitou uma enorme controvérsia, ao considerar que o acordo comercial com a UE após a saída britânica do bloco levaria uma década a ser concretizado e que inclusivamente poderia fracassar porque necessitaria da ratificação dos restantes 27 Estados-membros.

Ivan Rogers pede desafio ao “pensamento confuso” sobre negociações do Brexit

O embaixador britânico na União Europeia pediu aos seus colegas em Bruxelas para desafiarem o “pensamento confuso” e que digam a verdade ao “poder” sobre as negociações do “Brexit”.

Na sua carta de demissão enviada aos colegas em Bruxelas, e publicada esta quarta-feira na imprensa britânica, o diplomata teceu duras críticas contra o Governo, ao afirmar que os ministros precisam de ouvir pontos de vista “incómodos” da Europa.

Também revela que os funcionários ainda não sabem quais são as prioridades de negociação do governo de Londres.

O embaixador, que deixará o seu posto nas próximas semanas, quando for nomeado o seu substituto, adverte que o Governo só conseguirá o melhor para o país se “aproveitar a melhor experiência (de pessoal) que nós temos”.

“Espero que se apoiem uns aos outros nesses momentos difíceis, em que devem entregar mensagens que são desagradáveis para os que necessitam ouvi-las”, acrescentou.

Segundo o Financial Times, as relações do embaixador com a equipa da primeira-ministra britânica, a conservadora Theresa May, deterioraram-se nos últimos meses.

Rogers é um funcionário britânico e foi secretário pessoal do ex-ministro da Economia Kenneth Clark, tendo ainda colaborado com o ex-primeiro-ministro trabalhista Tony Blair.

Theresa May indicou que vai fornecer, durante este mês, diversos pormenores sobre os seus planos de negociação com o bloco europeu, após ter sido criticada pela ausência de informações sobre o que sucederá no ‘pós-Brexit’.

O Reino Unido deverá abandonar a União Europeia na primavera de 2019.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Alverca 2-0 Sporting | Leões desinspirados afastados da Taça pelo Alverca

O Alverca surpreendeu hoje o Sporting com uma vitória por 2-0, na terceira eliminatória da Taça de Portugal, tornando-se no primeiro grande «tomba-gigantes» da competição ao afastar o atual detentor do troféu. Alex Apolinário, aos 10 …

A Barbie também arrenda casa no Airbnb

A boneca mais famosa do mundo celebra 60 anos. Agora, a empresa que produz a Barbie, a Matel, tornou a boneca uma anfitriã no Airbnb e vai arrendar uma mansão à beira-mar em Malibu, na …

Os primeiros bebés podem nascer no Espaço daqui a 12 anos

A empresa SpaceBorn United pretende realizar missões espaciais entre 24 e 36 horas para que algumas mulheres dêem à luz em órbita dentro de 12 anos. A notícia é avançada pelo fundador e CEO da empresa, …

Japão importou cinco vírus mortais, incluindo Ebola, por causa de Tóquio 2020

Com os Jogos Olímpicos à porta, um laboratório japonês decidiu importar cinco vírus mortais, nomeadamente Ebola, para fazer frente a um eventual surto durante a competição que vai levar ao país mais de 600 mil …

Empresa anónima quer os direitos do seu rosto para construir robôs (e paga 115 mil euros)

Uma empresa privada anónima está a oferecer 115 mil euros pelos direitos de usar o seu rosto numa nova linha de robôs humanóides. A empresa quer usar a imagem para dar uma cara a um robô …

Empresa está a vender vinho (com flocos de ouro) para celebrar o Brexit

Quando o Reino Unido abandonar a União Europeia, uma saída programada para 31 de outubro, é provável que as pessoas celebrem com um vinho especial com flocos de ouro. Para aqueles que querem celebrar a saída …

Neandertais ocuparam ilhas do Mediterrâneo dezenas de milhares de anos antes do que se pensava

Cientistas descobriram provas de que a ilha de Naxos, na Grécia, já era habitada por neandertais há 200.000 anos, dezenas de milhares de anos antes do que se pensava até agora. Um estudo publicado esta quinta-feira …

Testes "bárbaros" em macacos levam ativistas a pedir encerramento de laboratório alemão

Durante meses, um ativista pelos direitos dos animais trabalhou no Laboratório de Farmacologia e Toxicologia (LPT, na sigla inglesa), em Hamburgo, na Alemanha, onde testemunhou situações de violência contra os animais utilizados em testes e …

Próxima cimeira do G7 vai ser num resort de Donald Trump

A próxima cimeira do G7 será realizada num dos clubes de golfe do Presidente norte-americano, Donald Trump, na Florida, e o clima não constará da agenda de trabalhos, disse esta quinta-feira o chefe de gabinete …

Russos e ucranianos estão em guerra por causa de sopa

A sopa de beterraba é russa ou ucraniana? Um tweet do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Federação Russa veio falar em prato nacional e a reação na Ucrânia não tardou a chegar. O tweet é de …