Embaixador britânico na União Europeia apresenta demissão

Sean Dempsey / EPA

-

O embaixador britânico junto da União Europeia apresentou esta terça-feira a sua demissão, a menos de três meses do início das negociações do Brexit.

Ivan Rogers, considerado um diplomata experiente nas negociações com a UE, renunciou ao cargo pouco antes de o Reino Unido ativar, em finais de março, o processo de negociações sobre o Brexit, a saída do país do bloco europeu.

De acordo com o Financial Times, o embaixador britânico limitou-se a comunicar aos seus funcionários a decisão de antecipar a partida, que estava prevista para novembro.

Designado em finais de 2013, o diplomata foi um dos principais assessores do ex-primeiro-ministro conservador David Cameron nas negociações prévias ao referendo europeu para tentar garantir alterações às cláusulas da participação britânica na UE.

Na sequência dessas conservações, onde foram acordadas mudanças no acesso dos cidadãos comunitários às ajudas sociais britânicas, Cameron decidiu convocar um referendo sobre a permanência ou saída do Reino Unido da UE, que decorreu em 23 de junho.

No final de 2016, Rogers suscitou uma enorme controvérsia, ao considerar que o acordo comercial com a UE após a saída britânica do bloco levaria uma década a ser concretizado e que inclusivamente poderia fracassar porque necessitaria da ratificação dos restantes 27 Estados-membros.

Ivan Rogers pede desafio ao “pensamento confuso” sobre negociações do Brexit

O embaixador britânico na União Europeia pediu aos seus colegas em Bruxelas para desafiarem o “pensamento confuso” e que digam a verdade ao “poder” sobre as negociações do “Brexit”.

Na sua carta de demissão enviada aos colegas em Bruxelas, e publicada esta quarta-feira na imprensa britânica, o diplomata teceu duras críticas contra o Governo, ao afirmar que os ministros precisam de ouvir pontos de vista “incómodos” da Europa.

Também revela que os funcionários ainda não sabem quais são as prioridades de negociação do governo de Londres.

O embaixador, que deixará o seu posto nas próximas semanas, quando for nomeado o seu substituto, adverte que o Governo só conseguirá o melhor para o país se “aproveitar a melhor experiência (de pessoal) que nós temos”.

“Espero que se apoiem uns aos outros nesses momentos difíceis, em que devem entregar mensagens que são desagradáveis para os que necessitam ouvi-las”, acrescentou.

Segundo o Financial Times, as relações do embaixador com a equipa da primeira-ministra britânica, a conservadora Theresa May, deterioraram-se nos últimos meses.

Rogers é um funcionário britânico e foi secretário pessoal do ex-ministro da Economia Kenneth Clark, tendo ainda colaborado com o ex-primeiro-ministro trabalhista Tony Blair.

Theresa May indicou que vai fornecer, durante este mês, diversos pormenores sobre os seus planos de negociação com o bloco europeu, após ter sido criticada pela ausência de informações sobre o que sucederá no ‘pós-Brexit’.

O Reino Unido deverá abandonar a União Europeia na primavera de 2019.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pela primeira vez, os norte-americanos querem mais imigração - e não menos

Pela primeira vez, os norte-americanos querem ver aumentar a imigração no seu país, escreve o Business Insider citando uma sondagem da Gallup. De acordo com os números apresentados pelo jornal norte-americano, 34% dos cidadãos dos …

Porto 5-0 Belenenses | Segunda parte demolidora no Dragão

O FC Porto respondeu de forma categórica à vitória do Benfica sobre o Boavista por 3-1 na noite de sábado. Na recepção ao Belenenses, os “azuis-e-brancos” golearam por expressivos 5-0, com quatro golos a serem apontados …

Foi exposto o primeiro núcleo exoplanetário. Pode pertencer a gigante gasoso "planeta falhado"

Astrónomos da Universidade de Warwick descobriram o núcleo sobrevivente de um gigante gasoso em órbita de uma estrela distante, oferecendo uma visão sem precedentes do interior de um planeta. O núcleo, que é do mesmo tamanho …

As águas profundas provocam terramotos e tsunamis (e já se sabe como)

Uma nova investigação vincula diretamente o ciclo da água na Terra com a produtividade magmática e a atividade sísmica. A água (H2O) e outros elementos voláteis (como o CO2 e o enxofre) que circulam nas profundezas …

Cidade japonesa acaba de proibir a utilização de telemóveis enquanto se caminha

A cidade japonesa de Yamato acaba de aprovar uma proposta de lei que proíbe as pessoas de utilizarem telemóveis enquanto caminham. A cidade, localizada num subúrbio de Tóquio, entende que os telemóveis são um risco …

MIT apagou base de dados popular que ensinou IA a ser racista e sexista

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, viu-se obrigado apagar uma base de dados de treinamento de Inteligência Artifical (IA) depois de esta ensinar vários algoritmos a usar insultos racistas e sexistas. …

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …