Em Itália, preparar o regresso às escolas inclui serras afiadas

wwworks / Flickr

Itália, o primeiro epicentro de covid-19 fora da China, usou um regime agressivo de testes e uso de máscaras para conter uma segunda vaga no país. Agora, as escolas estão a preparar-se para receber, no próximo ano letivo, crianças para o regresso às aulas presenciais.

O distanciamento social é vital para travar a propagação do coronavírus, mas a maioria das escolas italianas ainda usa bancos, que acomodam vários alunos para economizar espaço nas suas apertadas salas de aula. Mesas individuais nas escolas são raras, conta a CNN.

O Ministério da Educação de Itália lançou uma licitação em toda a Europa no início de julho para três milhões de escrivaninhas de assento único. A decisão é esperada em breve, com entrega até 8 de setembro.

No entanto, muitas regiões estão precupadas com a possibilidade de as novas secretárias não chegarem a tempo por isso estão a resolver o problema com as próprias mãos, serrando os bancos já existentes. “A hipótese é serrar os bancos, se forem de madeira, ou separá-los de outra forma”, disse Adelfio Cardinale, encarregado da tarefa dos bairros escolares da Sicília, em declarações à plataforma popular de ensino Orizzonte Scuola.

“Poderíamos usar separadores, também em madeira, para evitar o contacto, mas a melhor solução continua a ser a divisão das bancadas ”, disse. “É uma solução extrema para resolver aquele que é considerado o maior obstáculo a ultrapassar na ilha”.

O regresso dos alunos à escola é visto como um passo crucial para a Itália, que até agora conseguiu evitar uma segunda onda do vírus. O país foi a primeira nação europeia a fechar. Algumas escolas fecharam no dia 5 de março e todas estavam encerradas no dia 10 de março. Apenas as crianças mais novas tiveram autorzação para voltar.

A ministra da Educação da Itália, Lucia Azzolina, tem enfrentado fortes críticas sobre a forma como lidou com a reabertura das escolas. Embora quase todas as outras entidades no país pudessem começar a reabrir em 18 de maio, as escolas foram mantidas fechadas.

Distanciamento, aulas ao ar livre e em igrejas

O plano de reabertura das escolas italianas inclui disposições para limitar o número de alunos nas salas de aula, para garantir pelo menos um metro de distância entre eles, bem como horários alternados.

Tanto os professores como os alunos usarão máscaras e protetores faciais.

As salas de aula serão higienizadas várias vezes ao dia e as aulas serão divididas em grupos de estudo mais pequenos para limitar o contato social, o que permitirá um rastreamento mais fácil de contato caso o teste de um aluno seja positivo.

Se possível, as aulas serão dadas ao ar livre ou em teatros, parques e museus, especialmente nos casos em que o distanciamento social não pode ser mantido em edifícios escolares mais antigos. Em Roma, algumas aulas serão dadas em igrejas para garantir um ensino presencial com segurança.

O ensino à distância será conduzido em conjunto para alunos do ensino médio que podem optar por não assistir às aulas se morarem em situações com familiares vulneráveis.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Assimetrias celestes. Afinal, os ventos estelares não são esféricos

Uma equipa de astrónomos realizou várias observações de ventos estelares em torno de estrelas envelhecidas e, como resultado, apresentaram uma nova explicação para as formas das nebulosas planetárias. Os cientistas descobriram que, afinal, os ventos estelares …

Consumo excessivo de álcool afeta o sistema nervoso (e aumenta a ansiedade)

Investigadores do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde concluíram que o consumo repetitivo de álcool afeta diretamente células imunes do sistema nervoso central, que eliminam parte da comunicação entre os neurónios, e provoca o …

Afinal, os tubarões-baleia macho não são os maiores peixes dos oceanos

Um novo estudo revela que, afinal, os tubarões-baleia machos não são os maiores peixes do oceano. As fêmeas crescem continuamente muito depois de os machos pararem, atingindo tamanhos maiores - ainda que demorem mais tempo …

Exército norte-americano usou fundos de emergência covid-19 para comprar armas

O exército dos Estados Unidos utilizou fundos de emergência aprovados pelo Congresso especificamente para combater a covid-19 para comprar armas, denuncia esta semana o jornal norte-americano The Washington Post. O caso remonta a março passado, …

Carpinteiros usam técnica medieval na reconstrução de Notre Dame

A reconstrução de Notre Dame - que se prevê estar concluída no prazo de cinco anos - continua a avançar e os carpinteiros usaram técnicas medievais para erguer uma estrutura na fachada do monumento. A Catedral …

Durante um ano e meio, uma aldeia inteira perdeu a Internet todos os dias à mesma hora (e já se sabe porquê)

Durante 18 meses, os residentes de uma vila no País de Gales perderam a Internet todos os dias à mesma hora. Agora, engenheiros identificaram o motivo: uma televisão em segunda mão que emitia um sinal …

Gado na UE produz 704 milhões de toneladas de CO2 (mais do que todos os transportes juntos)

De acordo com uma nova análise da Greenpeace, animais de criação como vacas, porcos e outros, estão a emitir mais gases com efeito de estufa na Europa do que todos os transportes juntos. Na última década, …

É distraído e está sempre a perder a carteira? A Cashew Smart Wallet é para si

Uma simples carteira pode vir a melhorar os seus dias. A Cashew Smart Wallet é dotada de uma tecnologia de bluetooth que permite proteger os seus bens e ainda o ajuda caso a perca por …

Desportivo das Aves SAD desiste do Campeonato de Portugal

O Desportivo das Aves SAD vai abdicar da participação no Campeonato de Portugal (CdP), após ter falhado as negociações com o Perafita para utilizar as instalações do clube de Matosinhos. "As inscrições fechavam ontem [terça-feira] e …

Celebridades doam dinheiro para pagar dívidas a ex-presos impedidos de votar nos EUA

O bilionário Michael Bloomberg, o cantor John Legend e o basquetebolista LeBron James são algumas das celebridades que estão a doar dinheiro para pagar dívidas de ex-presidiários da Florida, impedidos de votar nas próximas eleições …