EDP condenada a multa de 48 milhões por abuso de posição dominante na produção de energia

Tiago Petinga / Lusa

O presidente da EDP, António Mexia

A Autoridade da Concorrência (AdC) condenou a EDP por abuso de posição dominante. A coima de 48 milhões de euros foi aplicada à EDP Produção por manipular a oferta de serviços de sistema que regula a disponibilidade das barragens para entregar energia ao sistema.

Em causa está uma prática que segundo o regulador terá durado cinco anos, entre 2009 e 2013, e que limitou a oferta de capacidade das centrais a operar ao abrigo do regime CMEC (custos de manutenção do equilíbrio contratual), no qual a remuneração é garantida, para a desviar para centrais que operam em regime de mercado.

A AdC acrescenta que esta atuação trouxe um duplo benefício à EDP Produção que se traduziu num prejuízo para os consumidores calculado em 140 milhões de euros.

A sobrecompensação às centrais da EDP, sobretudo barragens, foi conseguida por duas vias, explica o Observador. Primeiro, o aumento do preço da energia devido a serviços mais caros e, depois, a subida da parcela de custos que é financiada pelas compensações pagas ao abrigo do regime CMEC. Este mecanismo que beneficiou a maioria das centrais da EDP tem sido apontado como uma das principais fontes das chamadas rendas excessivas no setor da eletricidade.

A prática que agora é sancionada só foi possível por causa da existência dos CMEC e porque a EDP tem um posição dominante na produção de eletricidade em Portugal, nomeadamente nas barragens, o que também lhe dá força no mercado que gere os serviços de sistema. Algumas das centrais envolvidas nesta investigação estão em processo de venda a investidores internacionais e já perderam o direito à remuneração garantida que era dada pelo CMEC.

A condenação depois do contraditório feito pela empresa após ter sido comunicada a nota de ilicitude em setembro do ano passado.

Os serviços de sistema permitem à REN (Rede Elétrica Nacional) assegurar que existe um equilíbrio constante entre oferta e a procura de eletricidade, gerindo os eventuais desvios que resultem da produção de energia face ao consumo.

Com a multa à elétrica, que é uma das maiores imposta a apenas uma empresa, a Autoridade da Concorrência deverá registar este ano o maior volume de coimas aplicado e que visaram o setor financeiro e a energia, mas também o negócio das bebidas.

Só em quatro processos contra grandes empresas, bancos e seguradoras, a Concorrência aplicou coimas de 351 milhões de euros: 225 milhões a 14 bancos, 54 milhões a quatro seguradoras e 24 milhões de euros à Superbock por fixação de preços mínimos.

A maior multa individual de 82 milhões de euros foi imposta à Caixa Geral de Depósitos por ter participado numa troca de informações sobre spreads nos créditos à habitação, consumo e empresas por mais de dez anos. Pela mesma razão o BCP foi multado em 60 milhões de euros, seguindo-se agora a coima da EDP.

Nos casos de multas mais elevadas, quase todos os visados anunciaram a intenção de recorrer da condenação para o Tribunal do Comércio de Santarém.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Covid-19: Portugal com uma morte e 324 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje uma morte atribuída à covid-19, 324 novos casos de infeção pelo novo coronavírus e uma ligeira subida no número de internamentos em enfermaria, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o …

Roma já tem uma máquina de venda automática de pizza

A capital italiana tem agora uma máquina de venda automática que faz pizzas em apenas três minutos. Os preços variam de 4,50 aos seis euros (e as opiniões sobre esta ideia também). Raffaele Esposito, o napolitano …

Morreu Bo, o cão de água português de Barack Obama

Bo, o cão de água português que o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, adotou em 2009 morreu este domingo com 13 anos, em consequência de um cancro, anunciou o político nas redes sociais. O cão …

Futuro pós-vacinação entre reforço de dose, controlo de variantes e medicamentos

A incerteza sobre a duração da imunidade das vacinas contra a covid-19 deixa o futuro do combate à doença entre o reforço da vacinação, a monitorização de novas variantes e o desenvolvimento de terapêuticas alternativas, …

Presidente da República promulga Carta de Direitos Humanos na Era Digital

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou este sábado a Carta de Direitos Humanos na Era Digital, aprovada em abril na Assembleia da República, segundo uma nota divulgada no site da Presidência. A lei, …

Depois de 17 anos no subsolo, biliões de cigarras vão emergir nos Estados Unidos

Biliões de cigarras vão emergir nos Estados Unidos. O aviso é de um grupo de cientistas que alerta que, dentro de alguns dias ou semanas, as cigarras da Ninhada X vão surgir depois de 17 …

Foguetão chinês regressou à Terra (e a maior parte desintegrou-se)

Um importante segmento do foguetão chinês desintegrou-se este domingo ao reentrar na atmosfera terrestre e caiu no oceano Índico, perto das Maldivas, anunciou a agência espacial da China. "De acordo com o percurso e análise, pelas …

"Se eu encaixar, eu sento-me." Os gatos adoram caixas ilusórias

Qualquer amante de gatos sabe que estes animais têm uma predileção inata por se sentarem em espaços fechados, mesmo que o espaço seja apenas um contorno bidimensional de um quadrado no chão.  Os cientistas analisaram esta …

Jet pack da Marinha britânica. Fuzileiros navais testam macacão Gravity em exercício de embarque

Quem melhor do que as organizações militares para testar e usufruir dos jet packs? A Marinha Real Britânica e os Fuzileiros Navais reais testaram um macacão a jato, desenvolvido pela empresa Gravity Industries. Esta semana, a …

Marés de Júpiter podem ajudar a perceber a história do Sistema Solar

Uma equipa de investigadores detetou uma pequena perturbação gravitacional em Júpiter. A descoberta pode ajudar a investigar o interior do planeta e perceber melhor a história do Sistema Solar. "Se você tentasse mergulhar em Júpiter, nunca …