EDP e APA alvo de buscas por alegada fraude fiscal na venda de barragens

José Sena Goulão / Lusa

A EDP e a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) estão a ser alvo de buscas, esta terça-feira, no âmbito do negócio da venda de seis barragens à Engie.

A EDP já confirmou ter sido alvo de uma operação de busca por parte da Autoridade Tributária, por alegada fraude fiscal, no âmbito do negócio da venda de seis barragens no rio Douro ao consórcio francês da Engie.

“A EDP confirma que foi hoje alvo de uma operação de busca com a coadjuvação da Autoridade Tributária no âmbito da venda de um portefólio de seis barragens à Engie, por alegada fraude fiscal”, disse à agência Lusa fonte oficial da empresa.

A elétrica acrescentou que “está a prestar toda a colaboração com as autoridades e mantém-se convicta de que a operação de venda cumpre todos os requisitos legais”.

A SIC Notícias avançou ainda que a Autoridade Tributária e o Ministério Público estão a realizar buscas nos Ministérios das Finanças e do Ambiente, no âmbito das investigações a este negócio das barragens.

Por sua vez, o jornal online Observador adianta que as instalações da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) também estão a ser alvo desta operação, assim como os escritórios da Engie, em Miranda do Douro, e a barragem de Bemposta, no concelho do Mogadouro.

Em comunicado, o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) confirma que se tratam de 11 locais de buscas não domiciliárias. “Estas buscas decorrem em instalações de barragens, escritórios de advogados, um organismo do Estado, uma sociedade de contabilidade e sociedades ligadas ao sector hidroelétrico”, lê-se na nota, citada pelo Observador.

Entretanto, fonte oficial das Finanças esclareceu que o Ministério não está a ser alvo de buscas. A mesma garantia foi dada pelo Ministério do Ambiente no que diz respeito ao edifício onde estão os seus serviços centrais.

Em causa estão, segundo a mesma publicação, suspeitas de fraude fiscal na transação valorizada em 2,2 mil milhões de euros e que não pagou Imposto de Selo.

A EDP concluiu, no dia 17 de dezembro, a venda das seis barragens na bacia hidrográfica do Douro ao consórcio de investidores formados pela Engie, Crédit Agricole Assurances e Mirova.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. A fraude fiscal já é bastante mau, mas pior que isso e ninguém fala deste assunto, parece-me ser a venda de 6 (sim…seis) barragens aos Franceses, país do qual nós importamos…electricidade. É um bocado como o porco preto preto que vai para Espanha para depois o venderem a Portugal, só que numa escala com muito mais zeros. Neste caso a electricidade nem chega a sair de cá.

    • Pois… e antes de serem vendidas aos franceses, as barragens eram do chineses – porque alguns iluminados do governo “da troika” (e “amigos” como o Catroga) acharam boa ideia vender infraestruturas essenciais do país a empresas chinesas…

  2. Curiosa coincidência do ministro do ambiente, Matos Fernandes, entrar em quarentena desnecessária !
    Dor de barriga ou de cabeça ??

RESPONDER

Políticos e especialistas querem legalizar canábis (com impostos para prevenir o consumo)

Um grupo de 65 personalidades, entre especialistas médicos e ex-ministros, apela à legalização da canábis, considerando que é a melhor forma de prevenir o consumo desta droga, nomeadamente através dos impostos aplicados ao sector. Esta carta …

Mais 1062 casos e seis mortes por covid-19. Internamentos continuam em queda

Há actualmente 497 doentes internados, menos 30 pessoas do que no último balanço. Mais seis pessoas morreram de covid-19 nas últimas 24 horas. Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais seis mortes e mais 1062 casos …

Crescimento sustentado da economia dá margem ao Governo nas negociações para OE

Governo tem a seu favor uma evolução positiva das receitas fiscais, o que lhe deverá permitir metas mais ambiciosas de redução do défice ou, em alternativa, assumir mais medidas com impacto negativo no orçamento. O crescimento …

Portugal contratou mais professores, mas salários baixaram

Em ano de pandemia, um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) mostra as diferenças que existem nas carreiras dos professores na Europa e em Portugal. O reforço do número de professores no …

Afinal, a crise no transporte marítimo mundial não vai estragar o Natal - pelo menos em Portugal

O transporte de mercadorias está a desacelerar na Ásia e o aumento dos custos está a causar uma onda preocupação na distribuição. Porém, o problema não se deverá fazer sentir na época de Natal. A falta …

Líder do Estado Islâmico no Grande Saara morto por forças francesas

O Presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou esta madrugada que o líder do grupo terrorista "Estado Islâmico no Grande Saara" (EIGS), Adnan Abu Walid Sahraoui, foi "neutralizado" por forças militares francesas. "Trata-se de um novo grande sucesso …

Portugal vai ser o país europeu com mais escalões de IRS

Com o desdobramento do terceiro e do sexto escalão de IRS, Portugal será, a par do Luxemburgo, o país europeu com mais níveis na tabela de taxas de imposto. As mexidas nos escalões de IRS já …

Fisco enviou 50 mil notificações de IUC indevidas e vai anulá-las

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) identificou o envio de cerca de 50 mil notificações indevidas para pagamento do IUC, que serão anuladas. A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) identificou o envio de cerca de 50 …

A dança das cadeiras de Boris está a ser interpretada como uma preparação das próximas eleições

A remodelação governamental que Boris Johnson levou a cabo esta quarta-feira está a ser lida como uma preparação para as próximas eleições, ainda que o calendário político não exija uma ida às urnas antes de …

MP deteta omissões nos diplomas sobre o controlo das bases de dados do SEF

O Conselho Superior do Ministério Público detetou falhas e omissões nos diplomas sobre o controlo das bases de dados do SEF e a transferência das competências administrativas. O Diário de Notícias escreve, esta quarta-feira, que o …