“É um título”. Candidato liberal a Lisboa justifica declaração sobre nacionalização da TAP

Dias depois de terem sido recuperadas as declarações do candidato à Câmara Municipal de Lisboa pela Iniciativa Liberal sobre a TAP, Miguel Quintas justificou-as através de uma publicações no Facebook.

No ano passado, questionado sobre até onde poderia e devia ir a intervenção da TAP, Miguel Quintas respondeu que não tinha números nem estava por “dentro da gestão da empresa” para poder “identificar que tipo de intervenção o Governo português poderá fazer na TAP.”

Depois, referiu que, se houvesse apoio à companhia, o Estado devia “pedir contrapartidas”. No entanto, a “avaliar pelos montantes” que a empresa precisava, o melhor seria mesmo nacionalizar.

Agora, de acordo com o jornal Observador, perante as críticas de que tem sido alvo, Miguel Quintas publicou uma explicação na sua página do Facebook. “O título do artigo não demonstra a plenitude da minha visão. É um título”, escreveu.

Caros Liberais, antes de mais uma boa segunda-feira! Sei que já estamos a meio da tarde, mas aproveitei este dia e meio…

Publicado por Miguel Quintas em Segunda-feira, 8 de março de 2021

Num texto de nove pontos, além de falar da TAP como um “buraco descomunal a caminho de mais de 4 mil milhões de euros” do qual “ainda nem se viu o fundo”, Miguel Quintas acusou o Governo de “continuar a insistir no mesmo caminho, sabendo que tal percurso apenas resultará numa ainda maior erosão da riqueza nacional”. “Caberá a todos nós, contribuintes individuais e empresas, pagar este mesmo erro”, atirou.

O candidato liberal recordou as suas próprias palavras na SIC Notícias e insistiu que “não é economicamente responsável meter mais dinheiro da TAP” e não é “justo para as demais empresas da nossa economia receberem apenas uma mínima fração daquilo que se está a esbanjar com a TAP”.

Na tal entrevista à SIC Notícias, Miguel Quintas criticou o valor dos apoios dados à TAP, dizendo que os 1.200 milhões injetados pelo Governo na empresa, representava “metade do apoio que foi dado às empresas todas do país”. “A TAP representa 2% do PIB nacional, os outros 98% recebeu apenas o dobro do que a TAP recebeu.”

Em teoria, escreveu Miguel Quintas, o investidor deve “comprar ao melhor preço e ter uma estratégia para o ativo que está a comprar”. “Ou seja, no limite, uma intervenção pública numa empresa privada tem que ter o que se chama um plano de saída, o que o atual Governo fez no caso da EFACEC, muito recentemente”, notou, na altura.

Agora, escreveu, a situação é diferente. “Deveria o Estado assinar um cheque em branco? O nosso Governo pensa que sim e fê-lo. Eu não!”,

Defendendo-se das críticas, Miguel Quintas insistiu ainda que “qualquer leitura mais atenta do artigo perceberá que a lógica é sempre de investimento e retorno, bem na linha de qualquer investidor avisado”.

AIniciativa Liberal, recorde-se, defende a privatização da TAP e já o propôs durante propostas do Orçamento do Estado.

Maria Campos, ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Jogos Olímpicos. Ouro e prata para atletas de...13 anos

Pódio muito jovem na estreia do skate feminino. A espreitar o pódio ficou uma norte-americana com quase o triplo da idade. O skate está a "viver" os seus primeiros dias na história dos Jogos Olímpicos. Inserido …

SEF e PSP reforçam fiscalização às regras aplicáveis nas viagens de avião

O SEF e a PSP reforçaram a fiscalização nos aeroportos às regras do tráfego aéreo devido às variantes de covid-19 e ao aumento do número de voos previsto para as próximas semanas, segundo um despacho …

Ramalho Eanes defende que Otelo "tem direito a lugar de proeminência" na História

O ex-presidente da República Ramalho Eanes defendeu esta segunda-feira que Otelo Saraiva de Carvalho, falecido no domingo, tem direito a um "lugar de proeminência histórica", apesar "da autoria" do que considerou "desvios políticos perversos, de …

Hidilyn Diaz dá primeira medalha de ouro de sempre às Filipinas

A filipina Hidilyn Diaz deu esta segunda-feira a primeira medalha de ouro de sempre ao seu país em Jogos Olímpicos, ao conquistar a categoria de -55 kg de halterofilismo em Tóquio2020. Depois de ter sido segunda …

Londres e Paris assinam acordo de segurança marítima para o Canal da Mancha

Os governos britânico e francês assinaram esta segunda-feira um tratado de cooperação em segurança marítima em caso de ameaças, como ataques a navios que operam no Canal da Mancha. O Governo do Reino Unido explicou, em …

Estudantes ingleses deverão estar vacinados contra a covid-19 para assistir a aulas nas universidades

Governo britânico estará a considerar a obrigatoriedade de apresentação de certificado de vacinação contra a covid-19 nas salas de aula, auditórios e residências das universidades, não estando previstas na medida alternativas como um teste negativo …

Mali. Morreu o homem suspeito de tentar matar Presidente interino

O governo do Mali anunciou a morte do homem acusado de tentativa de homicídio do Presidente de transição do Mali, coronel Assimi Goita, sob detenção dos serviços de segurança malianos. "Durante as investigações, o estado …

Pré-candidato à presidência da Nicarágua é detido a mando do governo. É já o sétimo

Legislação do país impede que os indivíduos que se encontrem a ser investigados ou detidos concorram a cargos públicos. Daniel Ortega está na liderança do país desde 2007, promovendo ao longo dos anos diversas estratégias …

Bruxelas propõe alívio das regras para slots das companhias aéreas até 2022

A Comissão Europeia propôs esta segunda-feira prolongar, até março de 2022, o alívio das regras da União Europeia (UE) para faixas horárias de descolagem e aterragem das companhias aéreas, devido aos efeitos ainda visíveis da …

Termos associados à pandemia foram os mais pesquisados no Google

Num ano marcado pela pandemia, os termos mais pesquisados no Google em Portugal estão relacionados com a covid-19, sendo a primeira vez em que a liderança do 'ranking' de pesquisas não está associada à meteorologia. "O …