Mais duas mil detenções na Bielorrússia. Reunião de Riga pede envolvimento urgente da União Europeia

Tatyana Kenkovich / EPA

Mais de duas mil pessoas foram detidas na segunda noite de manifestações de protesto na Bielorrússia contra os resultados das eleições presidenciais. A Letónia, Estónia, Finlândia e Polónia concordaram com a marcação de uma reunião urgente com os parceiros da União Europeia.

“Em todo o país foram detidas mais de duas mil pessoas, entre outros motivos, pela participação em atos não autorizados”, referiu o Ministério do Interior da Bielorrússia em comunicado.

As principais manifestações mais participadas, indica a mesma nota, decorreram em Minsk, Brest, Moguiliov e Novopolotsk. Segundo as forças da ordem, durante as manifestações registaram-se agressões contra os agentes tendo 21 polícias ficado feridos.

As eleições presidenciais de domingo são consideradas fraudulentas e desencadearam uma vaga de protestos contra o governo. Oficialmente morreu um manifestante na segunda-feira.

No dia após as eleições, o Ministério do Interior informou que três mil pessoas foram detidas, entre as quais, jornalistas russos e bielorrussos. A principal opositora ao regime ditatorial de Lukashenko pediu a impugnação dos resultados eleitorais e refugiou-se esta terça-feira na Lituânia. Num vídeo divulgado na terça-feira, Svetlana Tikhanovskaia confirmou ter tomado a “decisão difícil” de abandonar a Bielorrússia.

“Tomei a decisão sozinha e sei que muitos me condenam, muitos me compreendem, muitos me odeiam”, afirmou Tikhanovskaia, candidata presidencial que, em várias semanas, mobilizou, para surpresa geral, multidões contra o regime de Alexander Lukashenko. De acordo com membros da oposição foi obrigada a abandonar o país.

Esta terça-feira, os ministros dos Negócios Estrangeiros da Letónia, Estónia, Finlândia e Polónia, reunidos na capital da Letónia, apoiaram a proposta que foi apresentada na segunda-feira pela Polónia sobre a crise provocada pelas eleições presidenciais da Bielorrússia marcadas por protestos, repressão policial e acusações de fraude e pediram o envolvimento urgente da União Europeia.

Os ministros da Letónia, Estónia, Finlândia e Polónia reuniram-se esta terça-feira em Riga para assinalarem o Tratado de Paz entre a Letónia e a Rússia soviética.

A atualidade na Bielorrússia acabou por marcar o encontro que já estava agendado e que decorreu de manhã em Riga.

A Letónia e a Polónia fazem fronteira com a Bielorrússia e os respetivos governos já anunciaram que estão dispostos a acolher os opositores refugiados.

O presidente Alexandre Lukashenko, no poder em Minsk desde 1994, foi eleito para o sexto mandato com 80% dos votos, de acordo com os dados divulgados pelos organismos eleitorais. Lukachenko defende a atuação das forças policiais e acusou os manifestantes de serem comandados como “carneiros” por países estrangeiros como a República Checa e a Polónia.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Irão condena "firmemente" ataque na Síria. EUA quis enviar "mensagem clara"

O Irão, aliado do regime sírio de Bashar al-Assad, condenou "firmemente" os ataques norte-americanos a milícias pró-iranianas na Síria, considerando que podem "intensificar os conflitos" na região. Segundo o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Said …

Vieira segura Jesus apesar da pressão interna

O presidente do SL Benfica, Luís Filipe Vieira, descarta neste momento avançar para a demissão do treinador encarnado, Jorge Jesus, apesar da pressão interna para o fazer, avança este sábado o desportivo Record. Segundo a …

Os antigos egípcios tinham um segredo para fazer pão. Milénios depois, eis a receita

Ninguém sabia como é que os antigos egípcios faziam pão, até uma investigadora ter posto – literalmente – as mãos na massa e descoberto qual era o seu segredo. "A produção de pão no Egito faraónico …

Afinal, Messi pode mesmo ficar em Barcelona

O internacional argentino Lionel Messi, que no verão passado admitiu publicamente que queria deixar o FC Barcelona, poderá continuar no clube. A informação é avançada este sábado pelo jornal espanhol Marca, que dá conta que …

Governo vai começar a executar o PRR pela área da saúde e apoio aos idosos

O Governo quer começar a executar o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) pela área da saúde e combate às vulnerabilidades sociais. Em declarações ao jornal Público, a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira …

Testes alargados a todas as escolas e passam a contemplar amostras de saliva

Os testes ao novo coronavírus vão abranger todas as escolas de Portugal continental e contemplar a amostra de saliva para a realização dos rastreios laboratoriais, segundo a atualização da norma da Direção-Geral da Saúde (DGS) …

Poeira de asteróide encontrada na cratera Chicxulub encerra caso da extinção dos dinossauros

Uma equipa de investigadores acredita ter encerrado o caso da extinção dos dinossauros após ter encontrado poeira de asteróide na cratera que Chicxulub terá criado há 66 milhões de anos. Desde os anos 1980 que a …

CDS recebeu com "alegria e entusiasmo" candidatura de Moedas a Lisboa

O presidente do CDS-PP afirmou, esta sexta-feira, que o partido recebeu com "grande alegria e entusiasmo" a candidatura de Carlos Moedas à Câmara de Lisboa, considerando que é "um nome forte" e uma "ótima notícia" …

Nem Pote, nem Porro. As estatísticas mostram que Manafá tem sido o melhor em Portugal

O índice de desempenho de uma ferramenta de scouting usada por grandes clubes europeus aponta Wilson Manafá como o jogador em melhor forma da Liga NOS. Não é tecnicamente dotado, nem um favorito dos adeptos. O …

TAP avança com lay-off de um ano a partir de segunda-feira

A TAP vai avançar com um processo de lay-off clássico, que passará por uma redução dos períodos normais de trabalho ou suspensão de contratos, a partir da próxima segunda-feira e durante 12 meses. De acordo com …