NYT divulga novo vídeo que mostra dois mísseis a atingir o avião ucraniano no Irão

Abedin Taherkenareh / EPA

As novas imagens de vigilância divulgadas pelo The New York Times mostram que os dois mísseis foram disparados com 30 segundos de diferença.

Um novo vídeo, divulgado esta terça-feira pelo The New York Times, mostra que o avião da companhia aérea Ukraine International Airlines, que se despenhou na passada quarta-feira perto de Teerão, foi abatido por dois mísseis iranianos.

De acordo com o jornal, os mísseis foram lançados a partir de uma base militar a cerca de 13 quilómetros do local onde o avião ucraniano se despenhou.

As novas imagens de vigilância mostram que os dois mísseis foram disparados com apenas 30 segundos de diferença e que o avião ucraniano não se despenhou imediatamente: continuou a voar, tentando voltar para o aeroporto, já em chamas.

O vídeo confirma a tese, já avançada pelo NYT, de que o transponder (identificador de voo do aparelho) deixou de funcionar depois de ter sido atingido pelo primeiro míssil.

O diário sublinha que o facto de o avião ter sido atingido duas vezes ajuda a explicar algumas dúvidas sobre a queda, uma vez que este novo vídeo ajuda a perceber o que se passou nos minutos finais antes do avião se despenhar.

No sábado, as autoridades confirmaram que o avião ucraniano foi abatido por um míssil iraniano. O The New York Times divulgou, na quinta-feira, um vídeo no qual se via um avião a ser atingido por um projétil e a despenhar-se.

A partir daí, escreve o Público, a pressão do Reino Unido e do Canadá para que o Irão admitisse a responsabilidade pelo desastre indicavam que o Governo iraniano tinha pouca margem para manter a sua posição inicial – a de que a queda do avião tinha sido provocada por problemas técnicos.

O Boeing 737 ucraniano, que tinha descolado de Teerão com destino a Kiev, despenhou-se nos arredores da capital iraniana.

O acidente ocorreu horas depois do lançamento de 22 mísseis iranianos contra duas bases da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, em Al Assad e Erbil, no Iraque, numa operação de vingança pela morte do general iraniano Qassem Soleimani.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

O Hawaii quer remover a sua "escadaria para o paraíso" - e a culpa é dos turistas

Em causa estão preocupações com a segurança e vandalismo, que têm aumentado com a explosão de popularidade da escadaria Ha‘ikū nas redes sociais. É caso para dizer que a Stairway to Heaven vai para o inferno …

Inventou o ZX Spectrum e mudou o mundo. Morreu Clive Sinclair

O empresário britânico e inventor do computador doméstico ZX Spectrum, Clive Sinclair, morreu hoje aos 81 anos na sua casa, em Londres (Reino Unido), devido a doença prolongada, informou a filha ao jornal “The Guardian”. Morreu …

Esta torre construída na Suécia não é gigante em altura, mas em sustentabilidade

Para além de ser feito de um material sustentável — fornecido por florestas locais com gestão consciente e transformado por uma serração nas proximidades, o Centro Cultural dispõe de múltiplas tecnologias que fazem dele mais …

Empresa canadiana debaixo de fogo por publicar anúncios de emprego destinados a não vacinados

Uma empresa de canoagem, sediada no Canadá, está debaixo de fogo depois de ter colocado anúncios de emprego destinados, exclusivamente, a pessoas não vacinadas contra a covid-19. "Por favor, NÃO se candidate se tiver tomado quaisquer …

Disparam ataques a jornalistas. Bruxelas insta países da UE a aumentar proteção

Os países da União Europeia (UE) foram instados por Bruxelas a tomar medidas para proteger os jornalistas, após um aumento no número de ataques a membros da imprensa. A Comissão Europeia exortou os governos a criarem …

Facebook e Google criticados por anúncios de "reversão do aborto"

O Facebook já veiculou anúncios de "reversão do aborto" 18,4 milhões de vezes desde janeiro de 2020, de acordo com um relatório do Center for Countering Digital Hate (CCDH), promovendo um procedimento "não comprovado, antiético" …

Líder militar dos EUA temeu que Trump iniciasse guerra nuclear com a China - e chegou a ligar aos chineses

As revelações aparecem em Peril, o novo livro de Bob Woodward e Robert Costa sobre os bastidores da Casa Branca. Trump já respondeu. O General Mark Milley, o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas dos EUA, …

França suspende 3.000 profissionais de saúde que recusaram vacina contra covid-19

A França suspendeu 3.000 profissionais de saúde sem remuneração por se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19, revelou o ministro responsável pela pasta, Olivier Véran. Segundo Véran, citado esta quinta-feira pelo Guardian, "várias dezenas" …

Austrália, Reino Unido e EUA assinam pacto de defesa para conter China

A Austrália, os Estados Unidos (EUA) e o Reino Unido anunciaram o "Pacto de Aukus", que visa frente às pretensões territoriais da China no Indo-Pacífico e envolverá a construção de uma frota de submarinos com …

Governo tem margem de 1600 milhões de euros nas negociações do Orçamento

Os dados são de um relatório do Conselho das Finanças Públicas, que deixa alertas para que o executivo não se estique muito no aumento da despesa e no corte à receita. Segundo escreve o Público, o …