A direita está em pânico com Marcelo e procura candidato que convoque eleições

Tiago Petinga / Lusa

Marcelo Rebelo de Sousa apresenta candidatura

Marcelo Rebelo de Sousa teima em não dizer se convocará eleições antecipadas, caso seja eleito Presidente da República, e a coligação PSD/CDS começa a ficar preocupada e já procura alternativas.

Aquele que é o candidato favorito às eleições presidenciais do próximo ano, com sondagens a darem-lhe a vitória logo à primeira volta de forma destacada, não se descose no que se refere ao grande assunto da política nacional e tem optado por um discurso centralista.

Entre os responsáveis de PSD e CDS esperava-se que Marcelo Rebelo de Sousa se assumisse, declaradamente, como voz de direita e que, logo, se manifestasse contra o que consideram ser “o golpe político” de António Costa.

A atitude mais moderada e abrangente do professor, que parece preferir ser visto como um candidato independente, estará a causar “um profundo mal-estar em alguns sectores do PSD”, conforme apurou o Público.

E já haverá movimentações nos bastidores com vista à procura de um candidato alternativo da Direita, que assuma “um discurso mais radical” e de “indignação” relativamente à hipótese de um governo de Esquerda, avança o Diário Económico, citando uma “fonte do Executivo”.

À cabeça da lista de hipóteses surge o nome de Rui Rio que, embora já se tenha afastado da corrida presidencial, volta à berlinda e estará a ser pressionado para avançar, nomeadamente com páginas de apoio na Internet.

Nesta terça-feira foi criado o site Rui Rio a Presidente, onde se nota que a candidatura do ex-presidente da Câmara do Porto “faz sentido”, e também uma página no Facebook que visa convencer o político a avançar.

Pedro Santana Lopes é outra possibilidade e é certo que se receber sinais de apoio de PSD e CDS estará disponível para avançar com uma candidatura.

Outro nome que surge como potencial candidato da direita é o de Durão Barroso, o antigo presidente da Comissão Europeia.

ZAP

PARTILHAR

21 COMENTÁRIOS

  1. Aqui está a funcionar Portugal, um presidente nunca deveria ter tão pouco relações com os partidos, alias deveria ser uma pessoa que nunca tivesse tido qualquer ligação a estes .
    Isto só vem demonstrar que um Presidente em Portugal nunca poderá ser independente de qualquer decisão pois até são apoiados nas suas candidaturas por estes,fui.

  2. Marcelo e Santana Lopes? Estes dois senhores são dos maiores bluffs políticos desde 74. Estiveram sempre suficientemente na vitrina para serem falados mas nunca produziram obra de qualidade minima que justificasse poderem vir a ser presidentes de todos os portugueses. Um, /professor/jornalista/comentador de tudo e mais alguma coisa (da literatura ao futebol), outro ex-bon vivant/presidente de câmaras municipais que deixou quase falidas/animador de congressos do psd. Não tem lá ninguém melhorzito? É para o lugar de presidente, afinal…

  3. Apesar das sondagens que lhe dão a vitoria á primeira volta, Marcelo sabe bem que o eleitorado de esquerda representa mais de 60% dos votantes e necessita deles para garantir essa vitória; uma 2ª volta podia complicar as coisas para ele. Daí esta atitude precavida de não hostilizar esse eleitorado.

    • Eh pá… Tanto? Vê lá não te estiques tanto! Olha com quantos o Presidente da república ganhou! Pensa nos tugas que não vão votar… Esses maioritariamente são da dirª. Não lhes toques nos calcanhares que eles ainda decidem votar e lá se vão os cambalaxos da esquerda radical e do empinado A.Costa a dar corda ao PS!

      • A direita não votar Bordão? Até parece… Esses são os que nunca faltam às urnas, nem na primeira volta nem na segunda volta, nem nas legislativas.
        Quem não vota “rico” ,são aqueles que já perderam por completo a esperança, deixando os outros decidir por eles.
        Esses onde é que o “rico” os insere?

  4. Rato!!
    A política é dos ratos… esto não passa de manobras para angariar mais votos…
    Ou vejam… se apoiar o PSD/CDS que até é o seu partido vai perder os votos dos adeptos dos outros partidos que apostam neles… se apoiar claramente a nova coligação vai perder os votos do seu eterno partido… é complicado não…
    Tantos anos a namorar os portugueses na TV e agora uma destas…

    Não… esto é bastidores o PSD está a contar com ele… pois rato uma vez rato o resto da vida…

    Para quem ainda não entendeu a política… estejam atentos às notícias e vão entender rapidamente… Políticos, banqueiros e grandes grupos económicos (empresas/empresários) são um todo ou vejam com que anda o Cavaco Silva a conferenciar par decidir o que fazer com a situação politica actual do país…
    Embora eu acredite que ele já tem a resposta que todos aguardam… “Governo de gestão chefiado por Passos Coelho”… ou não seja o seu partido o PSD/CDS…
    Mas aqui quem manda são os tachantes os amigos …

    Agora nomes como Rui Rio, Santana Lopes e Durão Barroso pelo amor de Deus venha o Diabo e escolha um … qual o pior… com um destes na presidência ai é que o barco vai mesmo ao fundo.

    Não sejam totós…

    • Concordo José e acabou de dizer tudo o que se deve dizer, estamos entregues aos bichos que tudo dizem e tudo fazem nunca para bem do Pais mas sim das politicas partidárias.

    • Concordo consigo na promiscuidade corrupta entre política, banca e interesse corporativo.

      A política cresce em infantilidade na proporção directa da falta de preparação dos seus actores… Gente que veio das jotas para altos cargos partidários à custa de tráfico de influências. Gente que nunca trabalhou no mundo real e por isso não tem capacidade para gerir nada a não ser as suas jogadas pessoais neste triunvirato de corrupção política/banca/corporações.

      Mas será possível que os partidos cheguem ao ponto de declaradamente admitirem que só apoiam um Presidente se ele os favorecer???… Então mas um Presidente não é para tratar os partidos por igual?

      Felizmente temos uma grande opção em termos de Presidente: Paulo Morais.

      Sería a única pessoa que toda a vida deu provas da sua independência e incorruptibilidade, que toda a vida lutou activamente contra a corrupção e que concorreu com uma campanha económica e independente de qualquer um destes três componentes corruptos.

      Há muita gente que dirá “mas ele não vai conseguir ganhar, pra quê gastar votos?”. A resposta a isso é simples: Eu orgulho-me de votar por princípios e não por utilidades. Se toda a gente pensar assim… Talvez Paulo Morais surpreenda com a votação obtida.

      • Paulo Morais após anos a falar de corrupção só há pouco tempo se lembrou que os deputados deviam utilizar o voto secreto, esquisito por duas razões 1º- disse-o dias antes da votação da moção de censura ao último governo. 2º- quando outros países que o utilizam estão a querer aboli-lo é que o paulo morais se lembra de o implantar em Portugal. Se isto é um bom candidato quero ver se vier a ser presidente ( Deus queira que não, com o meu voto não será de certeza).

        • Caro Splash, porque é que “só há pouco tempo se lembrou”? quem nunca mensionou isso é porque não o sabia? Não estou a perceber o problema de ter mensionado há pouco tempo, sinceramente. Se o comentou antes da votação da Moção, foi porque se calhar o assunto vinha a propósito, já que ía haver uma votação, certo?..

          Enfim, quanto ao seu segundo ponto… Qual é a importância de outros países estarem a “querer” abolir? O “querer” é o quê? uns no parlamento acharem que sim e outros que não?.. Ou você acha que Portugal tem de andar sempre a reboque das modas lá fora? É o terno complexo do que vem do estrangeiro é que é bom?..

          Já se percebeu que quem leva o seu voto é Marcelo, mas só se ceder à pressão prás eleições antecipadas. Porque já se percebeu que você pertence à Direita ressaibiada.

  5. Eu li bem na notícia?.. DURÃO BARROSO?.. O queêêê!!!… Bem, por um lado espero que sim porque se esse caramelo for o novo candidato com apoio do CDS/PSD, então o Marcelo assume-se como independente e ganha na boa!

    Quem é que quer Durão como Presidente depois de ter abandonado o país já uma vez em horas críticas e depois de ter saído da Comissão Europeia com 22 cargos acumulados em fortes grupos económicos? Um oportunista destes???…

  6. Esta coligação PSD/PP,e os seus representantes estão tão desesperados,que vale tudo para atingir os seus objectivos, ganhar o poder para defender os seus interesses pessoais. Foi sem duvida,o pior Governo que tivemos em Portugal,pena é que os 38% que votaram neles, não possam continuar a sofrer com as suas politicas de austeridade .Já agora será que o Passos,o Portas e a Maria Albuquerque tb foram para a Madeira. Agora não falam sobre a devolução da sobretaxa aos Portugueses,que na Campanha eleitoral era 35% e agora é 0%.Grandes aldrabões,nunca cumprem aquilo que prometem.Apenas servem para baixar as calças á Srª Merkel.Tenham vergonha, emigrem,deixem de incomodar os PORTUGUESES.

  7. O atual Presidente da República, o tempo que esteve e está no poder, são 22 anos, 12 como primeiro-ministro e dez como presidente o resultado da sua influência nos destinos do País, é sobejamente conhecido por isso, não tem moral para criticar os outros nem tão pouco deve continuar com a sua prepotência adiar a indigitação de António Costa a formar governo visto que, António Costa, tem legitimidade constitucional e política para o fazer, só não o fará se, o atual presidente da república não respeitar a constituição e mandar para o caixote do lixo a afirmação que fez na sua tomada de posse; “respeitar a Constituição da República e ser presidente de todos os portugueses”. A direita neoliberal e seus lacaios, berram a plenos pulmões por estabilidade, legalidade democrática na teoria porque na prática, revelam-se o bando de anti-democratas, usam todos os expedientes para se manterem no poder e, em conjunto o “seu” presidente estão a arrastar o País para o desastre e a criar clivagens na sociedade portuguesa cujas consequências podem levar o País ao caos. Seria de bom senso que os responsáveis, pela atual instabilidade e crispação, acordassem para a realidade, o País não pode esperar, enquanto os “pequeninos” se saciam nas birrinhas e procuram dividir o País às fatias. Como português sinto vergonha, Sr. Presidente Cavaco Silva, lembra-se de quando acusava a oposição de forças de bolqueio? Pois é, tem mais em que pensar, proteger os seus retira-lhe lucidez para ver o óbvio, Como deseja ficar na história? Pense nisso, ainda vai a tempo de não ficar conhcido como o pior presidente do pós 25 de Abril. O general Ramalho Eanes dis-lhe algo? É dificil…

  8. Marcelo tem forçosamente de se definir, no máximo durante a campanha elitoral. Por agora ele resguarda-se esperando pela última palavra de Cavaco Silva. Se António Costa for indigitado, como tudo indica que deverá ser a decisão mais sensata, pacífica e regular do P.R., então Marcelo deve então abrir o jôgo. A grande dúvida é se Cavaco não indigita António Costa e lhe deixa a batata quente para resolver, porque ficará entre dois fogos, sem ficar certo para que lado cair. Se Costa for indigitado, parece lógico que não irá marcar novas eleições para daqui a 6 meses. Deverá esperar para ver como a nova governação se irá comportar nos primeiros meses e estar atento às reacções internacionais, para depois decidir sem precipitações.

  9. Será que esta notícia terá fundamento? É que a ser verdade também a direita começa a andar nervosa tal como a esquadrilha de esquerda montada à pressão para derrubar o governo e neste caso entendo que os partidos de centro/direita deverão saber separar as águas e não meter o candidato da sua área nesta questão que de momento não é a ele que cabe decidir, portanto é necessário dar tempo e deixar desgastar a seu tempo o governo de esquerda que está na fornalha porque essa farinha do mesmo saco há-de acabar por trazer ao de cima todo o joio que lá vai dentro e então aí será a altura de atacar e tirar o proveito da situação.

    • Muito bom o artigo e estou completamente de acordo com o que se diz.
      Tenho dito por aqui várias vezes que nem esquerda nem direita nem cor de rosa ou azul e que apenas precisamos é de alguém que leve o Pais para a frente sem Partidismos .

RESPONDER

Impostos indiretos subiram com Governo de Costa e são já 55% da carga fiscal

Os impostos indiretos têm vindo a aumentar em Portugal. Dados da Direção-Geral do Orçamento mostram que o peso da tributação indireta no total da receita fiscal do subsector Estado, em 2018, ascendeu a 55,4%, o …

Espanha pode ficar isenta de cumprir caudais do rio Tejo por causa da falta de chuva

Os caudais do Tejo podem ficar ainda mais baixos dentro de semanas. Com a falta de chuva, Espanha deverá invocar a exceção prevista na Convenção de Albufeira para não libertar os valores mínimos de água …

Haaland tem cinco namoradas e meio mundo atrás dele (mas pode seguir o caminho da Red Bull)

Apesar do interesse de grandes clubes do futebol mundial, Haaland pode seguir o trilho da Red Bull e transferir-se para do Salzburg para o Leipzig. O norueguês é uma das maiores jovens promessas da atualidade. Erling …

PSD pondera propor fim dos debates quinzenais e torná-los mensais

O PSD está a ponderar apresentar uma proposta para acabar com os debates quinzenais com o primeiro-ministro e torná-los mensais. A proposta passa também pela substituição de um desses "duelos" atuais por um debate temático …

Segunda vítima mortal nos protestos de Hong Kong. Xi Jinping condena manifestações

O quarto dia consecutivo de protestos ficou marcado pela morte de um homem de 70 anos. Esta é a segunda vítima mortal desde o início das manifestações em Hong Kong. De acordo com a imprensa internacional, …

Governo prepara dois novos escalões de IRS para a classe média

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira que o objetivo do Governo no próximo Orçamento é dar “um primeiro passo” para conferir uma maior progressividade no IRS e diminuir o peso deste imposto sobre os vencimentos da …

Dois procuradores do caso Tancos vão sair do DCIAP

Os procuradores Vítor Magalhães e João Valente, da equipa que investigou o caso Tancos, vão sair do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) no âmbito do movimento de magistrados do Ministério Público (MP), …

Cerca de 40% dos hospitais têm ruturas diárias de medicamentos

Os preços "excessivamente baixos dos medicamentos genéricos" são a causa mais importante identificada pelos hospitais para as ruturas de fornecimento. Quase 40% dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) indicam ter diariamente ruturas no fornecimento …

Secretário de Estado: despenalizações como a que absolveu o Benfica vão terminar. "Será inapelável"

João Paulo Rebelo assegurou que a entrada em vigor da lei de combate à violência no desporto evitará situações como a que levou à recente anulação do castigo imposto ao Benfica. O secretário de Estado da …

Morales quis dialogar. Presidente interina da Bolívia mandou-o calar-se

O ex-Presidente Evo Morales ofereceu-se para regressar à Bolívia para "ajudar a pacificar o país, não para ser candidato", mas Jeanine Añez, que assumiu a presidência interina do país, respondeu que Morales não pode participar …