Dinheiro do maior caso de corrupção no Brasil passava por Portugal

Joanjo Aguar Matoses / Flickr

-

O brasileiro que denunciou o caso de corrupção “Lava Jato” afirma que o esquema de lavagem de dinheiro passava pelo BES, descrevendo ainda que tentaram que fosse correio de dinheiro entre uma dependência do banco no Porto e o Brasil.

Em entrevista ao Público, Hermes Freitas Magnus, que vive fora do Brasil desde que denunciou o caso por razões de segurança, descreve o elo de ligação entre um dos envolvidos no esquema de corrupção da Petrobras e o BES: José Janene, político do Paraná suspeito de corrupção, que “tinha dinheiro aqui no BES”, que servia para ser “lavado” e regressar ao Brasil.

Foram as suspeitas de corrupção de Hermes Magnus que deram origem à operação Lava Jato, que levou à prisão de vários empresários brasileiros. A operação começou no ano passado e tem como objetivo apurar um esquema de lavagem e de desvio de dinheiro da petrolífera brasileira Petrobras, que pode ascender aos 10 mil milhões de reais.

Hermes Freitas Magnus era dono da Dunel, que fabricava componentes industriais, e precisava de capital – José Janene mostrou-se interessado em investir. Pouco tempo depois do início da sociedade, Hermes Magnus começou a desconfiar que Janene não queria investir no negócio, mas apenas “lavar dinheiro”.

O empresário afirma que, no final de 2008, pediram-lhe que “levasse para o Brasil dinheiro de contas do BES, no Porto. As contas eram dele [José Janene], para lavar dinheiro em Portugal, mas ouvi dizer que estavam associadas a sociedades off-shore”.

O denunciante e testemunha-chave conta que recusou servir de correio entre Portugal e o Brasil, e quem o substituiu na tarefa acabaria por ser detido num aeroporto brasileiro com 600 mil euros escondidos na roupa interior.

Todos estes factos, incluindo a utilização do banco português, foram transmitidos por Hermes Magnus às autoridades brasileiras.

A operação “Lava Jato”, a “maior investigação de corrupção e lavagem de dinheiro que o Brasil já teve”, tem o seu nome devido à utilização de uma rede de postos de combustíveis e “lava a jato” de automóveis para movimentar recursos ilícitos pertencentes a uma das organizações criminosas inicialmente investigadas, lê-se no site criado pelo Ministério Público brasileiro para recolher informações.

O impacto do esquema ascende aos milhares de milhões de reais desviados da Petrobras.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Pela primeira vez, uma astronauta corrige página da Wikipédia a partir do Espaço

Pela primeira vez na história da Humanidade, a astronauta norte-americana Christina H. Koch fez a edição de uma página da Wikipedia na Internet a partir da Estação Espacial Internacional (EEI), enquanto orbitava o planeta Terra. A …

Rover Mars 2020 vai procurar fósseis microscópicos

Cientistas do rover Mars 2020 da NASA descobriram o que poderá ser um dos melhores locais para procurar sinais de vida antiga na Cratera Jezero, onde o veículo vai pousar no dia 18 de fevereiro …

MP quer passar a ouvir todas as crianças expostas a violência doméstica

A procuradora-geral da República quer que os magistrados do Ministério Público peçam sempre ao juiz de instrução criminal que as crianças expostas a violência doméstica sejam ouvidas em tribunal para memória futura. A procuradora-geral da República, …

Greta Thunberg no Parlamento entre final do mês e início de dezembro

A ativista sueca aceitou participar numa sessão na Assembleia da República, em Lisboa, promovida pela comissão parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, que se realizará entre o final deste mês e início de …

Phineas Fisher. O "hacker fantoche" que está a pagar para piratearem bancos e petrolíferas

Phineas Fisher é um hackers mais infames do mundo e procura agora renovar esse estatuto ao oferecer 100 mil dólares a quem piratear instituições capitalistas, como bancos e empresas petrolíferas. O hacker ficou conhecido após ter …

Conselho Superior da Magistratura arquiva processo disciplinar a Carlos Alexandre

O Conselho Superior da Magistratura decidiu arquivar o processo disciplinar relativo ao juiz do Tribunal de Instrução Criminal por declarações sobre o sorteio da fase de instrução do processo Operação Marquês. "O plenário de hoje do …

Jardins e complexo de estufas descobertos num dos bunker de Hitler

Um grupo de especialistas descobriu jardins e um complexo de estufas, que serviu para cultivar legumes e frutas, num dos maiores quartéis generais de Adolf Hitler durante a II Guerra Mundial, o bunker conhecido como …

Ataque a Alcochete. Advogados pedem impugnação do auto de notícia da GNR

Uma discrepância nas datas de elaboração e de assinatura do auto de notícia que relata a invasão à academia do Sporting motivou, esta terça-feira, a apresentação de um requerimento de impugnação subscrito por vários advogados. No …

Japão diz que é seguro libertar água radioativa de Fukushima no Pacífico

O Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão afirmou esta segunda-feira que é seguro libertar água contaminada de Fukushima no Oceano Pacífico, de acordo com o jornal local Japan Today. A central nuclear, recorde-se, sofreu …

Dez autarcas e quatro clubes entre os 68 acusados na operação Ajuste Secreto

O Ministério Público da Feira deduziu acusação contra 68 arguidos, incluindo dez autarcas e ex-autarcas, quatro clubes desportivos e os seus respetivos presidentes, no âmbito da operação "Ajuste Secreto". Numa nota publicada no seu site oficial, …