“É a desilusão”. PSD queria novos ministros na Saúde, Educação e Justiça

Miguel A. Lopes / Lusa

 

O PSD defendeu esta quarta-feira que “não há um novo Governo”, mas “uma remodelação com alargamento”, com um executivo aumentado e “mais partidário”, considerando “uma desilusão” a continuidade em pastas como Saúde, Educação e Justiça.

“Não é um novo Governo, é uma remodelação, com um Governo aumentado, mais ministros, mais máquina partidária, designadamente do secretariado do PS”, criticou o vice-presidente do PSD José Manuel Bolieiro, em conferência de imprensa, na sede nacional do partido, em Lisboa.

No final da reunião da Comissão Permanente do PSD, o dirigente social-democrata lamentou ainda que apesar de “o país se ter manifestado contra os maus resultados na saúde, educação e justiça”, não tenha havido mudanças nos ministros destas pastas. “É a desilusão de um Governo de mera continuidade”, apontou.

Como “única nota positiva”, o PSD saudou a “preocupação expressa” pela criação de uma nova pasta para a coesão territorial, considerada pelos sociais-democratas “uma política pública essencial”.

Questionado se o presidente do PSD, Rui Rio, comunicou à Comissão Permanente – o núcleo duro da direção – se pretende continuar à frente do partido e recandidatar-se à liderança, José Manuel Bolieiro escusou-se a comentar outras matérias não relacionadas com a composição do novo Governo, conhecida na terça-feira.

O pronunciamento do presidente do partido a ele cabe, é ele que vai determinar o seu calendário”, disse apenas, quando questionado se a ponderação que Rui Rio disse ter iniciado na noite eleitoral, em 6 de outubro, não deveria estar perto de terminar.

O novo vice-presidente do PSD – eleito em julho, na sequência da demissão de Manuel Castro Almeida – classificou o executivo como “um governo de continuidade”, destacando que 14 ministros se mantêm nas mesmas pastas. Questionado como vê o PSD o aumento do número de ministros que são membros do secretariado do PS (seis), Bolieiro considerou haver “uma partidarização assumida”.

“Estamos a ver um governo com mais dificuldades de captar outras personalidades de interesse e da sociedade, e o primeiro-ministro recorre ao núcleo do secretariado do PS para garantir mais um reforço partidário na máquina do Estado e de funcionamento do governo”, criticou.

O XXII Governo Constitucional vai ter como ministros de Estado Pedro Siza Vieira, Augusto Santos Silva, Mariana Vieira da Silva e Mário Centeno. Catorze ministros mantêm-se à frente das mesmas pastas, existindo cinco novos ministros, três dos quais já eram secretários de Estado.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Milhões da bazuka europeia só chegam em junho

Portugal e os restantes Estados-membros das União Europeia (UE) só deverão receber os respetivos fundos da bazuka europeia de apoio à retoma no pós-pandemia na segunda metade de 2021, em meados de junho. A confirmar-se …

Braço de ferro entre Costistas e Nunistas novamente adiado

O PS voltou a adiar, agora de 31 de Outubro para 7 de Novembro, a reunião da Comissão Nacional que decidirá a orientação do partido face às eleições presidenciais. Fica assim adiado o braço-de-ferro entre …

Cercas sanitárias e recolher obrigatório. Governo avalia novas medidas na próxima semana

O Ministério da Saúde, liderado por Marta Temido, vai voltar a reunir na próxima semana com o Conselho Nacional de Saúde Pública (CNSP), num encontro em que serão discutidas novas medidas para travar a propagação …

Presidenciais EUA. Biden promete vacina gratuita para todos, Trump apela ao voto latino

Joe Biden e Donald Trump continuam em campanha eleitoral para a corrida à Casa Branca, numas eleições que estão agendadas para 3 de novembro. O candidato presidencial democrata Joe Biden prometeu esta sexta-feira que a vacina …

Há 72 concelhos com risco "muito elevado" de contágio. Governo esconde mapas de perigo

O Governo insiste em não divulgar os mapas de perigo com o risco de contágio por coronavírus que foram feitos por peritos da Direcção Geral de Saíde (DGS). Isto numa altura em que o Expresso …

Nuno Melo estuda candidatura à liderança do CDS

O eurodeputado Nuno Melo não excluiu uma candidatura à liderança do CDS, avança este sábado o semanário Expresso. Confrontado pelo jornal, o eurodeputado não excluiu uma eventual candidatura à liderança dos centristas, dizendo apenas que "não …

Testes de diagnóstico já podem ser requisitados através do SNS24

O modelo de requisição de testes de diagnóstico à covid-19 através da linha de saúde 24 começou esta sexta-feira a funcionar, à semelhança dos meses mais complexos de março e abril, avançou a ministra da …

"Turbulência política", desvalorização do "vírus da China" e geopolítica. China, Irão e Rússia destroem Trump

As eleições presidenciais que se vão realizar no próximo dia 3 de novembro nos EUA têm despertado o interesse dos eleitores, mas não só. São vários os países do mundo que estão de olhos postos …

OE2021. Bloco prepara voto contra. PSD só salva proposta se Costa pedir desculpa

O Bloco de Esquerda prepara-se para votar contra o Orçamento do Estado para 2021 na generalidade, avança este sábado o semanário Expresso. Governo e Bloco de Esquerda tem negociado nos últimos dias a proposta de …

Inscrição perdida contém a chave para o enigma dos esqueletos de Almaçã

Uma inscrição de pedra desaparecida esconde a chave para o mistério dos esqueletos de Almaçã, enterrados debaixo de uma muralha medieval. Em Almaçã, Espanha, onze corpos foram enterrados debaixo de uma enorme muralha de uma vila …