“Desconfinamento muito contido”. Marcelo satisfeito com o R em Portugal (e a fintar o caso Centeno)

Miguel A. Lopes / Lusa

Marcelo Rebelo de Sousa esteve, nesta quinta-feira, reunido com elementos do Infarmed para avaliar a situação da pandemia de covid-19 em Portugal, no sentido de decidir as próximas medidas. E o Presidente da República realça o facto de os portugueses continuaram “muito contidos” no desconfinamento como factor positivo, recusando abordar o caso Centeno.

“Os portugueses foram sensíveis àquilo que lhes foi pedido, fazendo a abertura sem grandes passos”, destacou Marcelo no final da reunião, frisando que a “grande maioria” das pessoas continua “a ser muito contida, o que quer dizer que não temos muitos dados que nos permitam tirar conclusões firmes”, concluiu.

Na reunião participaram os partidos políticos e parceiros sociais, bem como especialistas do Infarmed, e “permitiu ver a evolução em vários países que desconfinaram“, como revelou Marcelo aos jornalistas.

“Da experiência de outros países, a primeira conclusão provisória é que o R – anda à volta de 1 em Portugal – não mudou muito, o desconfinamento não teve consequências sensíveis em termos de surto”, sublinhou o chefe de Estado. “Em Portugal, o desconfinamento foi muito contido”, apontou.

Marcelo apontou que é preciso esperar pelas novas avaliações até ao final de Junho, para ter uma ideia “mais completa” das consequências do desconfinamento.

“Temos dois momentos significativos pela frente“, primeiro o 18 de Maio e depois o 1 de Junho, quando estão previstas aberturas graduais da actividade económica.

O chefe de Estado considerou que para esta “contenção” também contribuiu “uma comunicação muito boa entre as autoridades sanitárias e os portugueses” e que “os passos estão a ser dados a um ritmo e com uma intensidade que correspondem a esse diálogo”.

Marcelo salientou que “não passaram ainda 15 dias, o que significa seis dias de incubação e oito dias de comunicação, de reporte às autoridades sanitárias”, desde que se iniciou essa reabertura por etapas, após 45 dias de estado de emergência.

“Como o confinamento, a contenção continuou muito elevada, nós encontramos um processo sem grandes alterações”, acrescentou, referindo que o indicador de transmissão da doença “anda à volta de 1% na média dos últimos cinco dias, ligeiramente aquém a nível nacional, 0,98″, e “mais elevado na região de Lisboa e Vale do Tejo do que na região Centro, e aí mais elevado do que na região Norte, onde é o mais baixo, 0,91”.

“Luz ao fundo do túnel é falar numa realidade que portugueses têm vindo a conquistar”, alertou ainda.

Presidente afasta-se de questões internas do Governo

Na conferência de imprensa após a reunião, Marcelo Rebelo de Sousa foi confrontado com a polémica em torno de Mário Centeno, depois da “falha de comunicação” assumida no caso da transferência de verbas públicas para o Novo Banco.

“Essa matéria não tem a ver com a pandemia”, apontou Marcelo para recusar-se a responder.

Entretanto, no portal da Presidência da República, o chefe de Estado afirma que “não se pronunciou, nem tinha de se pronunciar, sobre questões internas do Governo, nomeadamente o que é matéria de competência do primeiro-ministro, a saber a confiança política nos membros do Governo a que preside”.

Na mesma nota, o chefe de Estado “reitera a sua posição” transmitida na quarta-feira “segundo a qual não é indiferente, em termos políticos, o Estado cumprir o que tem a cumprir em matéria de compromissos num banco, depois de conhecidas as conclusões da auditoria cobrindo o período de 2018, que ele próprio tinha pedido há um ano, conclusões anunciadas para este mês de maio, ou antes desse conhecimento”.

“Sobretudo nestes tempos de acrescentados sacrifícios para os portugueses“, realça Marcelo Rebelo de Sousa, adiantando que “isto mesmo transmitiu ao senhor primeiro-ministro e ao senhor ministro das Finanças”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Papa Francisco defende pela primeira vez uniões de facto para casais homossexuais

O Papa Francisco defendeu a regulação do casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, afirmando que os homossexuais têm direito a constituir família. "Homossexuais têm o direito de constituir família. São filhos de Deus", defendeu o …

“Uma desgraça completa”. Ex-ministro do PSD arrasa atuação do Ministério da Saúde no combate à pandemia

O antigo governante do PSD Fernando Leal da Costa acusou esta quarta-feira o Ministério da Saúde de “falta de liderança” na gestão da pandemia de covid-19, e falou até de “uma desgraça completa” do ponto …

Ministro defende que investimento nas Forças Armadas “é tão relevante” como na saúde

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, destacou o papel das Forças Armadas no combate à pandemia de covid-19 e defendeu que o investimento público nesta área “é tão relevante” quanto na saúde ou …

Giro. João "Rosa" Almeida segura liderança da geral

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) manteve esta quarta-feira a liderança da Volta a Itália em bicicleta, numa 17.ª etapa ganha pelo australiano Ben O'Connor (NTT). O'Connor, de 24 anos, cumpriu os 203 quilómetros entre Bassano del …

Investimento público atinge máximo de uma década em 2021

Dados do relatório do Orçamento do Estado mostram que o Governo conta terminar 2020 com um investimento público de 4.884 milhões de euros (75 milhões de euros a menos do que a previsão do Orçamento …

Audições urgentes pedidas pelo PS sobre StayAway Covid são por escrito ou em dezembro

O Parlamento aprovou, esta terça-feira, a audição de entidades e personalidades sobre a obrigatoriedade da aplicação Stayaway Covid, proposta pelo PS, "com caráter de urgência", por escrito ou em dezembro, após o debate do Orçamento …

Taxa de nascimentos de linces no Vale do Guadiana é a mais alta da Península Ibérica

A taxa de nascimentos na população de linces ibéricos no Vale do Guadiana é a mais elevada da Península Ibérica, segundo os resultados dos censos 2019 divulgados hoje pelo Instituto da Conservação da Natureza e …

Pai de aluna teria ligações ao assassino do professor decapitado em França

Os investigadores encontraram uma possível ligação entre o assassino do professor francês Samuel Paty, decapitado em Paris, e o pai de uma aluna. Em declarações à AFP, citadas pelo Diário de Notícias, uma fonte próxima do …

Nove anos de prisão efetiva para a mãe que abandonou bebé no contentor do lixo

A mulher que abandonou o filho recém-nascido num caixote do lixo na zona de Santa Apolónia, em Lisboa, em novembro de 2019, foi esta quarta-feira condenada a nove anos de prisão efetiva, por tentativa de …

Mais 16 mortes e 2.535 novos casos. País vive "momento grande preocupação"

Portugal contabiliza esta quarta-feira mais 16 mortos relacionados com a covid-19 e 2.535 casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o boletim hoje …