/

Longe dos holofotes, deputados e ministros começam a ser vacinados. Autarcas ainda em espera

1

Mário Cruz / Lusa

O Presidente da República e o presidente da Assembleia da República foram vacinados na sexta-feira. Esta segunda foi a vez dos membros do Governo e, a partir de hoje, começam também os deputados a ser vacinados no Hospital das Forças Armadas, em Lisboa. Sem fotografias nem câmaras, num processo discreto longe dos holofotes.

De acordo com o Observador, que contactou vários deputados que constam da lista de prioritários para vacinação, muitos deles já estão a ser contactados para a primeira toma da vacina. Alguns vão já tomar esta terça-feira, outros na quinta, e outros mais perto do final da semana. A exceção é a deputada Edite Estrela que, na qualidade de vice-presidente da Assembleia da República, já foi vacinada na sexta-feira.

O primeiro-ministro tomou a vacina esta segunda-feira, no Hospital das Forças Armadas, em Lisboa. António Costa recebeu a vacina da AstraZeneca, tal como outros membros do Governo que fazem parte da lista de governantes que entram nesta primeira fase da vacinação.

De fora da lista ficaram os ministros que estiveram recentemente infetados com covid-19: o ministro da Defesa, da Economia e a ministra do Trabalho.

O diário confirmou que a ministra de Estado e da Presidência do Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva; o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva; o da Administração Interna, Eduardo Cabrita; a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem; a ministra da Saúde, Marta Temido, o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos; e o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, já receberam a primeira dose.

Em todos os casos, o momento da vacinação foi discreto. As pessoas já estão “ganhas para a vacinação”, pelo que não há necessidade de fazer proselitismo, refere o matutino.

Até agora, Jorge Lacão é o único deputado socialista que já foi contactado para tomar a vacina e que já agendou a toma para esta terça-feira. José Luís Ferreira, do partido Os Verdes, confirmou ao Observador que vai receber a primeira dose hoje.

À direita, Duarte Pacheco, na qualidade de secretário da Mesa da Assembleia da República, vai receber a primeira dose esta terça-feira, assim como António Topa, presidente de comissão de Economia e Obras Públicas, que já foi contactado. Na quinta-feira, serão vacinados Fernando Ruas e Isabel Meirelles, vice-presidente de Rui Rio, que é membro da comissão permanente.

Maló de Abreu, do PSD, também já foi contactado, mas recusou a vacina por entender que devia haver uma clarificação nas prioridades de vacinação dos deputados.

Entre os socialistas, há vários que abdicaram da vacina, mesmo depois da redução da lista apresentada inicialmente por Ferro Rodrigues que continha 50 nomes. Mais tarde, passou a ter 35 e hoje são ainda menos deputados.

Autarcas em espera

Se, por um lado, os deputados começam já a ser contactados, os autarcas, que são considerados igualmente serviços prioritários do Estado, estão ainda à espera. Segundo avança o Observador, ainda nenhum presidente de câmara foi contactado.

Até agora, os únicos autarcas vacinados foram os que foram vacinados indevidamente ao abrigo de outras funções associadas, no âmbito dos casos de vacinação indevida. O diário salvaguarda que a vacinação pode seguir uma ordem: iniciar o processo pelo Presidente da República e Presidente da Assembleia, seguindo-se o Governo, depois os deputados que queiram, e só depois os autarcas.

Mesmo que sejam contactados em breve, não é certo que todos queiram receber a vacina contra a covid-19 nesta fase. Eduardo Vítor Rodrigues, da câmara de Vila Nova de Gaia, disse ao matutino que ainda não foi contactado, “mas quando for é preciso ver quem é prioritário dentro dos prioritários”.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.