Denunciada fraude eleitoral com centenas de emigrantes que vieram a Portugal votar

Manuel de Sousa / Wikimedia

Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto

Centenas de emigrantes terão viajado expressamente para Montalegre, para votarem nas eleições autárquicas do passado domingo, num caso de possível fraude eleitoral que foi denunciado pela RTP1 e que terá já sido encaminhado para o Ministério Público.

O programa “Sexta às 9”, da RTP1, denuncia o que parece ser um caso de fraude eleitoral, depois de ter filmado centenas de emigrantes a chegar ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro, na Maia, onde os aguardava um presidente da Junta de Freguesia do concelho de Montalegre, que se recandidatava às eleições pelo PS.

As centenas de emigrantes “são recolhidos e encaminhados para autocarros“, relata a reportagem da RTP.

No dia da votação, no passado dia 1 de Outubro, os mesmos emigrantes foram encontrados pela RTP a votar na freguesia onde o referido presidente de Junta foi reeleito. Na investigação, não foi possível apurar quem pagou as viagens dos emigrantes, mas fica no ar a dúvida de que podem ter sido pagas pelo autarca reeleito.

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) suspeita de eventual manipulação de votos e já encaminhou o caso para o Ministério Público, assegura o “Sexta às 9”.

A RTP1 avaliou também os registos da abstenção das eleições legislativas, comparativamente com os números desta última eleição autárquica, e concluiu que “a abstenção caiu e os votos no PS cresceram na mesma proporção”.

Segundo a investigação do canal público, neste ano, só no concelho de Montalegre, “surgiram mais 1641 eleitores” do que o habitual, garantindo ao PS “quase o dobro dos votos alcançados nas ultimas legislativas”.

ZAP //

28 COMENTÁRIOS

  1. Se as pessoas estão recenseadas em Montalegre, e quiseram vir cá exercer o direito de voto, por que é FRAUDE????
    Seria se eles estivessem recenseados no Estrangeiro e tentassem duplicar ovot.
    Assim, não vejo a razão da FRAUDE !!!!

    Se eu estiver nos Açores e vier a Lisboa para votar, isso é FRAUDE ???

  2. Aqui está um exemplo do “jornalequismo”. Mandar bocas sobre um assunto muito sério, sem fazer uma verdadeira investigação jornalistica. Falar com as pessoas em causa seria o mínimo a fazer antews de uma peça deste tipo que, antes de mais nada, devia ser assinada. Não o sendo é da responsabilidade da direção. Creio que devem desenvolver isto até fazerem prova que publicaram de boa fé.

  3. Pagar a alguém para ir votar é fraude. Tudo o resto é conversa.
    Obviamente que esta gente veio à borla à terrinha visitar os familiares. Condição única: ir votar PS

  4. Uma grande fraude deve ser a pessoa que colocou a noticia. Se votaram é porque estavam recenseados e desde quando votar é uma fraude. Já agora gostaria de saber como é que se sabe onde alguém votou.

  5. Comprar votos é fraude e crime. É isto que é preciso apurar. Se as viagens foram pagas pelo autarca é fraude e crime de corrupção activa.

  6. Não foi só em Montalegre, também em Vimioso, mas deste lado para votar PSD, quem está no poder tem mais meios, mais dinheiro ……………………………….

  7. O que foi passado na RTP com o presidente de junta a receber no aeroporto os votantes que vieram em grupo é bem evidente a forma de caciquismo utilizado pelas gentes de um determinado partido, assim de facto ganham-se eleições! Restará saber se o polvo não terá tentáculos maiores e se não se alastrará a outros partidos, duvido que o Ministério Público ou a CNE venham a pôr tudo isto em pratos limpos.

  8. Os apoiantes da esquerda sempre a arranjar desculpas. Nem quando lhes cair o tecto em cima se apercebem que andaram a arranjar desculpas. Se foram pagos na condição de votar PS é fraude. Ainda não há certezas mas é altamente suspeito. Este comportamente nem sequer é único em Portugal, também aconteceu com os democratas no USA. Quando é para copiar dos USA tem logo que ser a porcaria.

  9. Quantos eleitores tem essa freguesia? Vejo mal o candidato pagar viagens a mil pessoas, mesmo a 40 € por pessoa, mais autocarro e se calhar o churrasco.

  10. Sr(a). Beaver, é fraude se um candidato estiver a pagar as despesas destes emigrantes com o intuito de receber mais votos… E, como é óbvio, qual seria o emigrante que tendo possibilidade de vir a “casa” e ver os familiares, não iria votar no candidato que lhe proporciona isso?? Por isso é fraude sim, quando temos alguém a influenciar os votos através de “pagamentos”.

  11. Esta Senhora Sandra Felgueiras que anda permanentemente a tentar arranjar noticias que tentem “queimar” o PS, talvez ainda estivesse a tempo de investigar uma caso que se chama “Fátima Felgueiras” ou não lhe interessará?

    • no tempo em que os criminosos fugiam pró estrangeiro na bagageira do automóvel a felgueirinhas não viu, consegue ver agora quem é que vota no partido A ouB, isto é crime, fazer escutas às cabines de voto. quanto é que os pafiosos pagarão a esta gaja por estes servilismos utilizando a nossa televisão. o governo tem que mandar fazer uma desinfestação à RTP pra acabar com esta bichesa que está a infestar o ambiente.

  12. Impressiona-me que alguns de nós (leitores) não consigamos perceber que, a ser verdade, se trata de uma vigarice.
    É uma vigarice, vindo seja de quem for e em que país for. Os votos não devem ser comprados. Devem ser ganhos com base na competência, na qualidade dos projetos e no percurso dos candidatos é um processo com base na confiança, não um negócio.
    O facto de, em muitos locais existirem efetivamente estes negócios, não deve anular o nosso discernimento.

    • segundo reza a história o passas ganhou o psd com votos comprados, aí sim (eleições partidárias) pode fazer-se essa trafulhice.

    • É isso mesmo
      Não vieram por exclusiva vontade
      Vieram porque certamente alguém os arrebanhou para virem votar e lhes pagou Isto é fraude Mas cabe à Justiça ( Ministério publico averiguar
      E se vieram com viagem oferecida eu determinava nova votação e assim viia se se voltavam
      O MP Pode saber quem fretou os autocarros e pagou e quem fez o a compra dos bilhetes de avião.

      • Perdeu um grande momento para estar calado. Só revela grande ignorância mesmo. E se lhe dissesse que para além de candidatos às autarquias e juntas de freguesia até candidatos à Presidência da República entram com dinheiro nas campanhas! Bem se vê que é dos que falam de tudo de cor sem saber rigorosamente nada. Informe-se ou procure estar bem rodeado e vai perceber muito melhor o mundo em que vive!

  13. Este cenário é decorrente. Aqui em França, (Ile de France) já ouvi muitos comentários na primeira pessoa, atestando esta realidade. Como viajo regularmente, já me deparei com estes comentários no aeroporto. mas alguns destes, viajam de autocarro que os vêm buscar e levar até à casa em Portugal, com regresso também ele pago. Todos os casos que conheço e ouvi falar, visam a região de Tras-os-Montes. É preciso notar, que nem todos trabalham para empresas Francesas, muitos trabalham para empresas Portuguesas (subcontratadas) e, por isso, sem residência fiscal em França, não constituindo por isso, direito a fraude, mesmo se moralmente é incorrecto.

  14. Pelos vistos há pessoas que alteraram o seu endereço no cartão de cidadão, sem mudar de residência, só para poder votar, e também haverá emigrantes que não precisaram de fazer a viagem a Portugal porque alguém votaria por eles. As eleições têm de começar a ser como em África: pintar o dedo.

RESPONDER

Além de um ícone da ciência, Marie Curie também foi uma heroína de guerra

Marie Curie foi, além de uma cientista conceituada, vencedora de dois prémios Nobel, uma filantropa que usou as suas competências na área da ciência para ajudar a salvar vidas na I Guerra Mundial. Se perguntarmos a …

Incêndios: Costa garante que "nada ficará como dantes", a ministra "não teve férias"

O primeiro-ministro pediu hoje consenso político para a aplicação das recomendações da comissão independente aos fogos de junho e prometeu que, no fim dos incêndios, o Governo assumirá totais responsabilidades na reconstrução do território e …

Mosteiro alemão com 900 anos vai fechar. Não há monges

Um antigo mosteiro na Alemanha, com quase nove séculos de actividade, está prestes a fechar as portas, devido a problemas financeiros e à escassez de monges. À medida que a Igreja Católica vê declinar significativamente o …

Furacão Ophelia com ventos de 150 Km/h faz três mortos na Irlanda

A Irlanda está em alerta vermelho com os ventos provocados pelo furacão a atingirem os 150 km/h. A tempestade provocada pelo furacão Ophelia causou esta segunda-feira a morte de três pessoas na Irlanda, segundo informações da …

Oposição venezuelana não aceita resultados das eleições regionais

O Conselho Nacional Eleitoral dá conta de que o PSUV, o partido no Governo, ganhou em 17 dos 23 Estados do país, nas eleições deste domingo. A aliança opositora venezuelana Mesa de Unidade Democrática (MUD) rejeitou, …

Número de mortos em atentado na Somália já ultrapassou os 300

O número de mortos do violento atentado terrorista registado no sábado em Mogadíscio, capital da Somália, já ultrapassou as três centenas, havendo, porém, a certeza que o total vítimas será ainda maior, indicou fonte médica …

Astrónomos detetam um novo tipo de ondas gravitacionais: "O princípio de uma nova era"

Segundo os cientistas, as novas emissões de radiação agora detetadas são consequência da fusão de duas estrelas de neutrões numa galáxia distante. Uma equipa internacional anunciou esta segunda-feira ter conseguido ver através da luz e das …

Sal no pão vai baixar ainda mais a partir de 2018

O teor de sal no pão vai baixar ainda mais a partir do próximo ano, de acordo com um protocolo que será assinado, esta segunda-feira, entre o Estado e a indústria da panificação e pastelaria. Segundo …

Falsos recibos verdes podem enfrentar "aumento de impostos desumano" em 2018

"Um aumento de impostos desumano", é o que antecipa o fiscalista Mendes da Silva sobre as mudanças no regime simplificado dos trabalhadores independentes, os chamados recibos verdes, que estão previstas no Orçamento de Estado para …

Bancos obrigados a comunicar mais cedo transferências para offshores

Os bancos serão obrigados a comunicar mais cedo à administração tributária a lista das transferências realizadas para contas sediadas em paraísos fiscais sempre que as movimentações ultrapassem os 15 mil euros. As declarações deveriam ser feitas …