Demissões em cargos de poder espanhóis após vacinação antes do tempo

(dr) Ministerio de Defensa

O chefe das Forças Armadas espanholas, Miguel Ángel Villarroya.

Desde o chefe das Forças Armadas espanhola a autarcas e diretores de hospitais, vários foram os que se demitiram após se terem vacinado antecipadamente contra a covid-19.

O chefe das Forças Armadas espanholas, o general Miguel Ángel Villarroya, apresentou a demissão, depois de ter sido acusado de ter sido vacinado contra a covid-19 antes do estabelecido pelo protocolo.

Em comunicado, o Estado-Maior da Defesa informa que o chefe da cúpula militar em Espanha apresentou a demissão “para preservar a imagem das Forças Armadas”.

Segundo o diário espanhol El País, em causa está a informação de que o general e outras altas patentes militares foram vacinados na sexta-feira, apesar de não integrarem os grupos prioritários.

Segundo uma fonte do Estado-Maior não identificada pela agência AFP, a demissão foi aceite pela ministra da Defesa, Margarita Robles. O El País diz ainda que a demissão deverá ser formalmente aceite na terça-feira, em Conselho de Ministros.

Numa carta, o general Villaroya justifica a decisão de se vacinar, e a outros chefes militares, “com a única finalidade de preservar a integridade, continuidade e eficácia da cadeia de comando das Forças Armadas”. O general garante que “nunca” pretendeu “aproveitar-se de privilégios injustificáveis” e assegura estar de “consciência tranquila”.

O plano de vacinação para a Defesa impunha como prioritário o grupo de profissionais de saúde ao serviço da instituição militar e, depois, os efetivos destacados para missões internacionais.

Outro alto funcionário do Ministério do Interior, um tenente-coronel da Guarda Civil, foi exonerado pela titular da pasta por ter furado a fila do protocolo de vacinação, escreve o Expresso.

Também o secretário regional da Saúde de Múrcia, Manuel Villegas, viu-se obrigado a apresentar a demissão. Villegas, a sua mulher e dezenas de colaboradores do governo regional receberam a primeira dose da vacina embora nenhum deles fizesse parte da primeira linha de combate à pandemia.

Jaime Lacosta, do PP e presidente da Câmara de Luesia, que colabora com um lar de idosos local, disse que tomou a vacina porque lhe disseram que “sobrava um frasco”. Por sua vez, Alberto de Paz, edil de Villavicencio dos Caballeros, inscreveu-se com outro vereador e o padre da aldeia na lista de trabalhadores do lar de idosos local para poderem receber a vacina antecipadamente.

Os diretores dos hospitais de Basurto e Santa Marina, em Bilbau, foram também destituídos por se aproveitarem dos seus cargos para serem vacinados.

“Os sem-vergonha que se vacinaram furando a fila graças ao privilégio das suas posições públicas devem demitir-se de todos os cargos e não podem receber a segunda dose”, disse o líder parlamentar da aliança Unidas Podemos, Pablo Echenique.

Daniel Costa, ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Pois, vá lá que em Espanha ainda há algumas pessoas com vergonha, coisa que em Portugal parece não existir, pelo menos nalgumas pseudo-elites propensas a lapsos…

RESPONDER

"Contra tudo e contra todos". Moedas fez história em Lisboa

O cabeça de lista da coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM/Aliança à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, afirmou hoje ter vencido “contra tudo e contra todos”, porque “a democracia não tem dono”, agradeceu o “voto de confiança” e comprometeu-se …

Ventura admite que “vitória não foi total” ao falhar objetivo de ficar em terceiro

O líder do Chega admitiu hoje que a “vitória não foi total” nas autárquicas de domingo, ao falhar o objetivo de ser a terceira força política, mas defendeu que se “fez história” em Portugal, recusando …

Liveblog Autárquicas. Carlos Moedas ganha Lisboa

Realizam-se este domingo Eleições Autárquicas em Portugal, nas quais está em jogo a eleição de 308 presidentes de câmaras municipais, os seus vereadores e assembleias municipais, bem como 3091 assembleias de freguesia. Acompanhe tudo no …

Contra a "vigarice" das sondagens, "o PSD teve um excelente resultado"

O PSD conseguiu todos os objectivos a que se propôs nestas eleições autárquicas, segundo Rui Rio. O presidente do PSD considera que o partido teve "um excelente resultado" contra a "vigarice" das sondagens e "contra …

Medina assume derrota em Lisboa. "É uma indiscutível vitória de Carlos Moedas"

Fernando Medina acaba de assumir a derrota nas eleições autárquicas, felicitando Carlos Moedas pela vitória na Câmara de Lisboa. "É uma indiscutível vitória pessoal e política de Carlos Moedas", sublinha Medina. "Foi um privilégio servir esta …

Costa: "PS continua a ser o maior partido autárquico nacional"

António Costa canta vitória nas eleições autárquicas, apesar de ainda não se conhecerem os resultados finais de Lisboa, Sintra e Loures. Para o secretário-geral socialista, não há dúvida de que o "PS continua a ser …

O "primeiro amarelo" para Costa e o "CDS superou todos os objectivos"

"O CDS superou todos os objectivos a que se propôs nestas autárquicas". É assim que Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS-PP, canta vitória, considerando que António Costa "viu o seu primeiro cartão amarelo". Na reacção …

Pegadas provam que as Américas foram povoadas milhares de anos antes do que pensávamos

Investigadores descobriram evidências da presença de humanos nas Américas: pegadas com, pelo menos, cerca de 23.000 anos. A nossa espécie começou a migrar para fora de África há cerca de 100.000 anos. Além da Antártida, as …

Jerónimo assume que CDU ficou "aquém", mas não é "determinante para a política nacional"

Jerónimo de Sousa reconhece que os resultados da CDU, nas eleições autárquicas, ficaram "aquém" dos objectivos, mas alerta que não são "determinantes para a política nacional" e rejeita a hipótese de deixar a liderança do …

Geringonça à direita... ou à esquerda? Com Moedas e Medina taco a taco, IL e Bloco entram em jogo

Freguesia a freguesia, eis como Fernando Medina e Carlos Moedas estão a disputar a eleição para a Câmara de Lisboa. As sondagens dão um empate técnico e a Iniciativa Liberal já manifestou que está disponível …