A crise na Venezuela está tão má que os criminosos já nem conseguem comprar as suas próprias balas

A espiral económica paralisante da Venezuela está a ter um impacto negativo num grupo improvável da sociedade: os criminosos.

Os bandidos estão com dificuldades em comprar as suas próprias balas e não conseguem encontrar coisas para roubar, à medida que a riqueza do país se afunda rapidamente.

A Associated Press (AP) conversou com dois criminosos em Petare, uma notória favela nos arredores da capital da Venezuela, Caracas, que disse que agora estão com dificuldades em ganhar a vida com os assaltos, uma fonte de renda anteriormente lucrativa.

Embora as balas estejam amplamente disponíveis no mercado negro, muitos assaltantes já nem podem pagar o preço de um dólar, disse um criminoso conhecido como “Cão” à organização de notícias.

Um venezuelano comum ganha cerca de 6,50 dólares por mês, de acordo com a AP, citada pelo Business Insider. A hiperinflação disparada torna o dinheiro mais inútil a cada dia que passa. “Uma pistola costumava custar uma dessas notas”, disse Cão enquanto mostra uma nota de dez bolivares. “Agora, isto não é nada.”

Outro criminoso, “El Negrito”, que lidera uma gangue chamada Crazy Boys, considera que é cada vez mais difícil apoiar a sua esposa e a filha com os assaltos. Agora, disparar uma bala é um luxo, disse. “Se esvaziar a pistola, disparei 15 dólares”, disse à AP. “Se perder a pistola ou a polícia me apanhar, são 800 dólares para o lixo”.

Mortes violentas têm diminuído desde que a economia da Venezuela começou a afundar. Em 2015, o país sul-americano teve uma taxa de homicídios de 90 pessoas por cem mil habitantes, segundo o Observatório Venezuelano da Violência. A taxa caiu quase 10% no ano passado – embora a Venezuela continue a ser um dos países mais violentos do mundo.

A organização sem fins lucrativos, que agrega os dados dos necrotérios e dos relatórios dos meios de comunicação, atribui parcialmente a diminuição à redução de assaltos – porque não há nada para roubar.

Como muitos venezuelanos lutam para pagar por bens básicos como comida, remédios ou roupas, há menos carros ou objetos de luxo que os criminosos possam roubar. A maioria das pessoas mal usa dinheiro a mais do que o estritamente necessário por causa da inflação crescente.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Os criminosos de Washington tenhen as armas do bloqueio mundial, uma outra vez máis na Historia, e o control dos media empresariais, para que vostedes pensen que criminosos están nos governos dos países assediados

  2. Que conversa fiada, pais assediado?, só um pais governado por um incompetente chorão, todo o mal é culpa alheia, monta uma indústrias ai, para não depender de tudo de fora, acho que para plantar batatas e não morrer de fome não precisa de ajuda externa, mas nem isso consegue.

  3. Se viessem para Portugal tinham a vida feita!Neste país entram todos, em nome la liberdade e da democracia!É pena é não terem dinheiro para as viagens…

  4. Coitados! Têm de conseguir roubar as balas primeiro!
    Mas, em Portugal os gatunos nem de armas precisam! Basta pedirem dinheiro a um amigo, ou à CGD 😀

RESPONDER

Trump vai vender helicópteros militares à Índia no valor de 2,7 mil milhões de euros

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, anunciou na segunda-feira que vai vender helicópteros militares à Índia no valor de 2,7 mil milhões de euros, à chegada à cidade de Ahmedabad, para uma visita …

Vale e Azevedo livre de processo de desvio de fundos do Benfica

O Tribunal Judicial de Lisboa declarou a prescrição do processo em que o antigo presidente do Benfica João Vale e Azevedo era acusado de ter desviado dinheiro do clube. O Tribunal Judicial de Lisboa declarou, na …

O Pentágono acabou de simular uma guerra nuclear com a Rússia

O Pentágono realizou um exercício de treino na semana passada, no qual simulou uma guerra nuclear com a Rússia. Apesar de ser comum passar por conflitos simulados, é incomum divulgá-los.  De acordo com a National Defense …

Novo passaporte britânico é desenhado em França e feito na Polónia

A ministra do Interior britânica, Priti Patel, apresentou no sábado os novos passaportes. Começam a ser emitidos em março e recuperam a cor azul que tinham antes de 1988, quando o Reino Unido se juntou …

Confirmados resultados das presidenciais da Guiné-Bissau e vitória de Sissoco Embaló

A Comissão Nacional de Eleições da Guiné-Bissau confirmou os resultados das eleições presidenciais e a vitória de Umaro Sissoco Embaló. A Comissão Nacional de Eleições (CNE) da Guiné-Bissau confirmou esta terça-feira os resultados das eleições presidenciais …

Multimilionário Warren Buffett revela qual é "o melhor negócio do mundo"

O investidor e empresário norte-americano Warren Buffett revelou que, para ele, a Apple é "o melhor negócio do mundo" na segunda-feira, durante uma entrevista ao canal da CNBC. Em declarações ao canal, o multimilionário de 89 …

"Até Ronaldinho foi melhor do que Lionel Messi", diz antigo guarda-redes argentino

O ex-guarda-redes argentino Hugo Gatti disse que Lionel Messi "está muito longe" em comparação com os jogadores que viu jogar. O antigo guarda-redes argentino Hugo Gatti falou sobre Lionel Messi e comparou o internacional albiceleste com …

Renault constitui-se assistente em processo contra Carlos Ghosn para "fazer valer os seus direitos"

A fabricante automóvel Renault anunciou na segunda-feira que se constituiu assistente no processo de investigação do seu antigo presidente Carlos Ghosn por abusos de bens sociais e branqueamento. Segundo noticiou a agência Lusa, em comunicado, citado …

Agentes do ex-Benfica Luka Jovic são suspeitos de branqueamento de capitais

Os agentes do antigo jogador do SL Benfica Luka Jovic, Fali Ramadani e Nikola Damjanac, são suspeitos de terem branqueado mais de 10 milhões de euros em Espanha. Os empresários Fali Ramadani e Nikola Damjanac, da …

Túmulos reais do Taj Mahal limpos pela primeira vez em 300 anos para receber Trump

Os túmulos reais do Taj Mahal foram limpos pela primeira vez em 300 anos como parte da preparação da visita do Presidente norte-americano, Donald Trump, à Índia, escreve o portal Newsweek citando média locais. Donald …