Fez-se História. Uma semana depois, a Crew Dragon regressou à Terra

Cory Huston / NASA

Ripley regressa à Terra

A cápsula de transporte de astronautas Crew Dragon, da SpaceX, regressou à Terra e caiu no Oceano Atlântico, onde foi recuperada com sucesso, após passar uma semana na Estação Espacial Internacional.

A cápsula espacial da SpaceX para viagens comerciais terminou com sucesso a missão DM-1, o seu primeiro voo de demonstração, com uma amaragem no Oceano Atlântico, uma semana depois de ter acoplado na Estação Espacial Internacional.

O crash test dummy vestido de astronauta que “pilotava” a Crew Dragon regressou intacto e aparentemente muito bem disposto. Os dados recolhidos pelos sensores e acelerómetros que mediam os seus dados biométricos permitiram à NASA considerar a missão um sucesso — e que a cápsula se tinha até comportado melhor do que o esperado.

O boneco, baptizado Ripley em homenagem à personagem interpretada por Sigourney Weaver na saga de filmes ‘Alien’, do realizador Ridley Scott, tinha levado à ISS cerca de 180 quilos de mantimentos.

O veículo deixou a Estação Espacial Internacional uma semana após a sua acoplagem, no que tinha já representado mais um marco histórico para a companhia de Elon Musk, que pela primeira vez fez chegar à Estação Espacial uma nave privada capaz de transportar carga e passageiros.

Esta sexta-feira, a cápsula e o seu passageiro reentraram na atmosfera terrestre, a uma velocidade superior à do som, e amararam com sucesso no Oceano Atlântico, onde forma recolhidas pelo Go Searcher, o barco de recuperação de veículos espaciais da SpaceX.

A Crew Dragon levantou voo, pela primeira vez, no Centro Espacial Kennedy, na Florida, impulsionada pelo Falcon 9, o foguetão lançador da SpaceX, e acoplou com sucesso na ISS há uma semana.

O primeira missão da Crew Dragon serviu não só como teste de capacidade da nave com que a SpaceX e a NASA tencionam levar astronautas e passageiros à Estação Espacial Internacional, mas também como prova de conceito da ideia de levar turistas ao espaço – corrida em que a empresa de Elon Musk parece agora ganhar vantagem.

A NASA exigiu à SpaceX uma primeira missão não tripulada para que a aeroespacial privada pudesse provar não apenas que conseguia levar passageiros à ISS, mas principalmente trazê-los de volta intactos — o verdadeiro teste da missão DM-1.

A missão permitiu à SpaceX testar mecanismos que ainda não tinham tido a sua prova de fogo – entre os quais a desacoplagem da ISS, efectuada com a ajuda de propulsores que alinharam a cápsula perfeitamente para a sua posição de reentrada, e o sistema Trunk de controle de temperatura, estrutura cilíndrica na base da cápsula que controla o seu voo e permite a sua reentrada na atmosfera.

O voo bem sucedido da Crew Dragon é também um marco histórico para a NASA, que deixa de estar dependente das cápsulas Soyuz da Rússia, com que a agência espacial norte-americana transporta astronautas para a ISS desde que encerrou o seu programa Space Shuttle — serviço que custa cerca de 81 milhões de dólares por passageiro.

A primeira missão tripulada a bordo da cápsula da SpaceX está prevista para Julho e deverá levar à Estação Espacial os astronautas Bob Behnken e Doug Hurley.

AJB, ZAP // The verge

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • a·ma·rar
      verbo transitivo
      1. Afastar para o mar largo.
      verbo intransitivo
      2. Fazer-se ao mar largo.
      3. [Aeronáutica] Descer e pousar (o hidroavião, etc.) no mar.

      amarar“, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

Responder a ZAP Cancelar resposta

Nova Iorque alerta que só terá material médico até 5 de abril

O presidente da câmara de Nova Iorque, Bill de Blasio, alertou esta sexta-feira que a cidade apenas tem material médico até 5 de abril, lembrando que a 'Big Apple' é atualmente o epicentro do novo …

Cientistas determinaram como é que o cérebro controla a voz dos morcegos

Segundo um recente estudo levado a cabo por biólogos da Universidade de Frankfurt, é um circuito neuronal específico no cérebro dos morcegos que controla as suas vozes. Os morcegos são conhecidos pelo seu exímio sentido de …

Detetadas outras nove misteriosas rajadas rápidas de rádio que se repetem

Foram detetadas nove outras Rajadas Rápidas de Rádio (FRB) que se repetem entre as 700 já identificadas desde outubro de 2018 pelo projeto científico CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment), que se baseia num telescópio localizado …

"Não é completamente de loucos" pensar que há vida em Mercúrio

Há a possibilidade, ainda que pequena, de que Mercúrio, o planeta mais próximo do Sol, possa abrigar vida, concluiu uma nova investigação. "É possível que, enquanto houver água, as temperaturas [no planeta] sejam apropriadas para …

O porta-aviões mais avançado do mundo tem um problema inesperado nas suas casas de banho

O porta-aviões de propulsão nuclear USS Gerald R. Ford, o mais avançado da Marinha dos Estados Unidos, tem um problemas nas suas casas de banho, que precisam de ser lavadas com ácido regularmente. De acordo com …

Retirada dos ricos, colapso dos transportes e medo do contacto. As cidades no pós-pandemia

Mesmo depois de a pandemia do novo coronavírus diminuir e voltar a ser seguro estar com outras pessoas, a sociedade pode nunca mais ser a mesma. A atual pandemia de Covid-19 está a mudar rapidamente a …

"Quando a Alemanha disser que há eurobonds, os holandeses vão pastar para outras paragens"

Ana Gomes mostrou-se satisfeita com a atuação de António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa durante esta pandemia. A ex-eurodeputada deixou ainda duras críticas aos holandeses, que diz irem pastar para outras paragens quando os …

Coreia do Norte diz não ter casos de covid-19 (mas terá pedido ajuda secretamente)

Apesar de negar ter casos de infeção por covid-19, o novo coronavírus oriundo da China, a Coreia do Norte terá discretamente solicitado ajuda a outros países no combate da doença. As autoridades do país asiático terão …

Seguranças chineses usam óculos inteligentes que detetam pessoas com febre

Os seguranças do Parque Hongyuan, em Hangzhou, na China, conseguem detetar a temperatura corporal de todos os visitantes à distância de até um metro. Como? Graças a uns óculos inteligentes. De acordo com o jornal South …

"O cisne negro de todos os cisnes negros". Vírus é global, mas Portugal e Itália serão mais prejudicados

A grande pandemia motivada pelo coronavírus vai ser económica, consideram especialistas que acreditam que no pós Covid-19, o mundo mudará de forma significativa em várias áreas. Certo é que a crise económica vai afectar os …