Pandemia de covid-19 deixa mais de 4 mil cancros por diagnosticar

Mahmoud Khaled / EPA

A pandemia de covid-19 está a levar a que os cuidados oncológicos sejam descurados. Previsões apontam que haja mais de 4 mil pessoas com cancro sem saber.

Nos tempos que correm, o Serviço Nacional de Saúde está atulhado devido aos pacientes de covid-19. A pandemia deixa os cuidados não urgentes fechados há mais de um mês e a oncologia é uma das áreas mais afetadas.

Segundo o Expresso, os prestadores de cuidados de saúde adiantam que ficaram por fazer mais de 20 milhões de exames de diagnóstico e análises clínicas. Além disso, a Liga Portuguesa Contra o Cancro travou os 30 mil rastreios mensais a tumores. Desta forma, a Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia prevê que haja mais de 4 mil pessoas com cancro sem o saberem.

Em média, em cada mil rastreios 2,5 dão positivo e por mês são feitos 30 mil. As estimativas apontam para 4.849 novas neoplasias por diagnosticar: 856 colorretais, 581 da mama, 551 da próstata, 440 do pulmão, 240 do estômago ou 135 do pâncreas.

“No último mês, desde que o Governo decidiu suspender tudo o que não fosse urgente, estão congelados mais de dez milhões de atos só para utentes do SNS e mais de 20 milhões se incluirmos os beneficiários de subsistemas de saúde, como a ADSE”, disse Abel Bruno Henriques, secretário-geral da Federação Nacional dos Prestadores de Cuidados de Saúde.

“Produzimos mais de 90% dos atos em ambulatório, portanto o SNS está congelado. Temos contabilizada uma redução de 80% nas análises clínicas, 95% na imagiologia e 100% em exames de cardiologia ou de gastrenterologia, como endoscopias ou colonoscopias, por exemplo”, acrescentou, em declarações ao Expresso. As únicas áreas que se mantêm são a diálise e a radioterapia.

O responsável pelo Programa para a Área das Doenças Oncológicas, da Direção-Geral da Saúde, José Dinis, defende que, tal como a covid-19, “a oncologia devia ter também um gabinete dedicado”.

Com medo de serem infetadas pelo novo coronavírus, há muitos pacientes com medo de se dirigirem aos hospitais. “Vários colegas têm-me dito que têm de telefonar para convencer os doentes a virem às consultas ou até a vir fazer a quimioterapia. Estão a faltar muitos doentes no hospital de dia”, conta José Dinis.

Após a recuperação, “a prioridade será para a aferição de exames”, afirma Vítor Rodrigues, presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro. “Estamos a perder algum tempo, mas terá uma consequência muito reduzida no prognóstico”, explica.

O presidente do IPO-Porto, Rui Henrique, considera que “não vai haver um regresso à normalidade mas sim uma evolução para uma nova normalidade e é de esperar que a nova normalidade implique uma eficiência inferior ao que estávamos habituados“.

A ministra da Saúde, Marta Temido, diz que o SNS vai reativar os cuidados programados, suspensos a 16 de março, mas ainda não explicou como o pretende fazer.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Robôs "burros" trabalham em conjunto para realizar tarefas complexas

Uma nova pesquisa mostra que, ao mesmo tempo que aumentam as interações magnéticas, um enxame de robôs dispersos, chamados BOBbots, pode reunir-se em aglomerados compactos para realizar tarefas complexas. Fazer com que um enxame de robôs …

O uso doméstico de carvão na China resulta em mortes prematuras

Um novo estudo indica que, na China, a poluição da queima de carvão residencial causa um número desproporcional de mortes prematuras por exposição a poluentes minúsculos inaláveis, conhecidos como PM2.5. A combustão do carvão por centrais …

Estudo alerta para níveis preocupantes de produtos químicos tóxicos no leite materno

Um novo estudo, que analisou o leite materno de mulheres americanas quanto à contaminação por PFAS, detetou o produto químico tóxico em todas as 50 amostras testadas, e em níveis quase 2.000 vezes mais altos …

Dinheiro, imóveis e arte. João Rendeiro perde fortuna para o Estado

Um milhão e meio de euros em numerário, contas e ativos bancários, obras de arte e quatro imóveis em Lisboa, Cascais e Oeiras vão ser arrestados a João Rendeiro, ex-presidente do Banco Privado Português (BPP). Segundo …

A primeira eco-casa impressa em 3D "nasceu" em Itália

A empresa de impressão 3D WASP e o Mario Cucinella Architects concluíram a casa TECLA. É o primeiro modelo de habitação eco-sustentável a ser construído a partir de matérias-primas locais usando tecnologia de impressão 3D.  O …

Partido de Le Pen desviou 6,8 milhões de fundos europeus, segundo jornal francês

O partido francês de extrema-direita União Nacional (RN, sigla original), liderado por Marine Le Pen, terá desviado 6,8 milhões de euros de fundos do Parlamento Europeu, revela este domingo um inquérito policial noticiado pelo Le …

Proporção divina. Antiga fórmula grega pode ser responsável pelo sucesso dos musicais

Desde 1972, quando "Jesus Christ Superstar" estreou na Broadway, os mais populares musicais quase unanimemente empregaram uma fórmula centenária conhecida como “a proporção divina” - e, surpreendentemente, parecem tê-lo feito acidentalmente. A proporção divina é um …

Egito já iniciou obras de alargamento do Canal do Suez

A Autoridade do Canal do Suez iniciou este sábado obras para ampliar dez quilómetros do troço sul, onde o navio Ever Given encalhou em março passado, causando o bloqueio de uma das vias de navegação …

Museu do Prado descobre erro de 500 anos numa das suas esculturas

O Museu do Prado, em Madrid, descobriu que uma das suas esculturas, que se pensava ser do século XV, é afinal uma obra do século XX. Em comunicado, o museu espanhol explicou que a escultura – …

Costa entrou em “modo avestruz” e Cabrita é uma “mancha”. Líder do CSD não poupa nas críticas

Francisco Rodrigues dos Santos fez duras críticas ao primeiro-ministro, António Costa, e ao ministro da Administração Interna, Eduarda Cabrita. O presidente do CDS-PP disse que o primeiro-ministro entrou "em modo avestruz no caso João Galamba" referindo-se …