A covid-19 foi o balde de água fria de muitos países, mas pode ser uma oportunidade para a Nigéria

O mundo está a braços com uma pandemia e a Nigéria não é exceção. Agora que o país está a aliviar as restrições impostas para conter a disseminação do novo coronavírus, já se olha para o futuro.

A principal questão que se impõe agora na Nigéria é que medidas realistas de saúde pública podem ser tomadas neste país para garantir que a infeção e as taxas de mortalidade permanecem no limite mais baixo do espetro.

Doyin Ogunyemi, médica de Saúde Pública e professora na Faculdade de Medicina da Universidade de Lagos, na Nigéria, defende que, em primeiro lugar, é necessário dotar o país de mecanismos de obtenção de dados confiáveis.

Neste sentido, a especialista considera que é primordial acelerar o tempo decorrido entre a recolha das amostras biológicas e os resultados dos testes à covid-19, que, muitas vezes, excede o período de recuperação de aproximadamente duas semanas para casos leves da doença, em vez das 48 horas de referência.

Apesar de a escassez de materiais, especialmente reagentes, ter sido o motivo, a verdade é que estes atrasos dificultam o acompanhamento da propagação e intensidade da doença na Nigéria. Outro problema associado, e até já conhecido, é a falta de testes no território.

De acordo com o Centro de Controlo de Doenças, foram realizados 60.825 testes no final de maio, num país que tem uma população superior a 200 milhões de pessoas. Em comparação, o Gana, cuja população é de cerca de 30 milhões, realizou mais de 200.000 testes.

Ogunyemi considera que existem algumas medidas imediatas que a Nigéria pode adotar para conter os efeitos negativos da pandemia, nomeadamente ao nível da consciencialização da população. A especialista refere ainda, num artigo assinado no The Conversation, que os esforços para reduzir a propagação necessitam de ser descentralizados.

Assim, a médica defende o aumento da capacidade dos locais de teste nos vários estados da Nigéria para que haja, pelo menos, um laboratório em cada um dos 36 estados. Atualmente, existem 28 laboratórios funcionais para testes à covid-19 no país.

Garantir a formação contínua do pessoal médico, isolar os casos confirmados, fornecer resultados de testes em 48 horas e evitar a contagem dupla de infetados está também na lista de prioridades elencada por Doyin Ogunyemi, que defende que a Nigéria tem de agir já, numa altura em que pôs fim ao lockdown.

Se a pandemia é encarada por muitos como o azar do ano, pode, no entanto, ser vista pela Nigéria como uma oportunidade de investimento adequado no seu sistema de saúde.

LM, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Twitter oferece 3.000 euros a quem ajudar a resolver o enviesamento racial do seu algoritmo

A rede social Twitter anunciou um novo concurso destinado a investigadores e hackers para identificar e resolver o enviesamento racial do algoritmo usado para cortar as imagens que são carregadas pelos utilizadores. Segundo anunciou no Twitter, …

EUA. Universidade na Florida perdoa milhões em propinas

A Florida A&M University, nos Estados Unidos (EUA), perdoou aos estudantes as dívidas relativas ao ano académico de 2020 a 2021, no valor total de 16 milhões de dólares (cerca de 13,5 milhões de euros). "Esta …

Startup cria saco para lavar roupa que evita envio de microplásticos para oceanos

A startup Skizo, incubada na UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, criou um saco para lavagem de roupa que recolhe os microplásticos libertados pelas fibras e evita o envio dos …

Pegasus. Advogado que luta para libertar a princesa Latifa do Dubai também foi espiado

O ativista de direitos humanos David Haigh — envolvido na libertação da princesa Latifa — é a primeira vítima britânica de espionagem confirmada através do software israelita Pegasus. O advogado britânico e ativista de direitos humanos …

Autor de ataque com faca em Londres queria "matar a rainha"

O autor do ataque extremista com uma faca, em 2020, em Londres, que acabou por morto pela polícia, era conhecido quando esteve na prisão pelo seu radicalismo e por querer "matar a rainha", segundo um …

Crise alimentar leva Coreia do Norte a distribuir reservas militares de arroz

A Coreia do Norte está a destribuir reservas militares de arroz para enfrentar a atual crise alimentar, ao mesmo tempo que uma onda de calor e a seca atingem o país, revelou na terça-feira a …

Jogos Olímpicos: a terra tremeu durante o Brasil-México

Primeira meia-final do torneio masculino de futebol não teve direito a golos durante 120 minutos, mas teve direito a um sismo. Final será entre Brasil e Espanha. O Brasil estará novamente na final dos Jogos Olímpicos, …

A turbina de marés mais potente do mundo já está a funcionar

A mais poderosa turbina de marés do mundo está em funcionamento desde a passada quarta-feira no arquipélago escocês de Orkney. A turbina O2, que pesa 680 toneladas métricas, começou a funcionar na passada quarta-feira, 28 de …

Vacinação Casa Aberta já está disponível para maiores de 30 anos

A modalidade de vacinação Casa Aberta está desde esta terça-feira disponível para as pessoas com idade igual ou superior a 30 anos. De acordo com um comunicado enviado esta terça-feira pela task force, “a modalidade Casa …

Governo motivado para executar PRR "de forma célere"

O ministro das Finanças, João Leão, afirmou esta terça-feira que o Governo está muito motivado “para executar de forma célere” o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), depois de Bruxelas ter desembolsado 2,2 mil milhões …