Covid-19 arrombou a porta das prisões. E trouxe exploração e violência

Franco Cautillo / EPA

Presos sobem as grades de um centro de detenção durante os tumultos nas prisões em Foggia, na região de Apúlia, no sul da Itália

O novo coronavírus está a ter efeitos avassaladores um pouco por todo o mundo: Cidades (e países) em quarentena, ruas desertas, pessoas fechadas em casa. Mas qual está a ser o impacto dentro das prisões?

Esta semana, o jornal New York Times noticiou que o Governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, decidiu usar trabalho prisional para fabricar desinfetante para as mãos, cada vez mais em falta devido à “louca” corrida que se instalou nas superfícies comerciais e nas farmácias.

Mas, segundo o The Guardian, não é só nos Estados Unidos que isto está a acontecer. De acordo com o jornal britânico, em Hong Kong, as prisões também estão a servir como fábricas improvisadas para produzir não só este produto, mas também máscaras.

No estabelecimento prisional de Lo Wu, as reclusas estão a trabalhar em turnos noturnos para produzir 2,5 milhões de máscaras por mês. Recebem cerca de 800 dólares de Hong Kong mensais — cerca de 90 euros —, um valor significativamente abaixo do salário mínimo desta região administrativa especial chinesa.

Esta terça-feira, as autoridades prisionais não negaram que as reclusas estão a trabalhar à noite para dar resposta às necessidades, mas afirmaram que estas podem recusar-se a fazê-lo. Segundo a mesma fonte, cerca de 100 mulheres estão a trabalhar seis dias por semana, em turnos de seis a dez horas, incuindo turnos noturnos.

De acordo com o Governo de Hong Kong, citado pelo jornal inglês, cerca de 1200 guardas prisionais reformados ou que estão fora do serviço também estão a produzir máscaras.

Mas o Covid-19 não trouxe apenas exploração. Os motins nas prisões também têm sido uma constante. Em Itália, país na Europa mais afetado pelo coronavírus (o número de óbitos já ultrapassa os mil), sete prisioneiros morreram durante os confrontos.

Os conflitos surgiram depois da aplicação de medidas para conter a propagação do coronavírus, incluindo restrições a visitas familiares. Em várias prisões deflagraram incêndios e guardas foram feitos reféns.

No Irão, outro dos países muito afetados pela pandemia, e que já pediu até ajuda ao Fundo Monetário Internacional (FMI), cerca de 70 mil prisioneiros foram libertados numa tentativa de combater o surto.

Esta quinta-feira, a agência noticiosa France-Presse (AFP) adiantou que o número de pessoas infetadas pelo novo coronavírus no mundo aumentou para 131.460 e que o número de mortes subiu para 4923.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. O pânico instalado, sobretudo na caquética UE que não vale um caracol, tudo fazem para espalhar o medo dum vírus criado em laboratório

RESPONDER

Há uma "grande probabilidade" de variante de Manaus se tornar dominante em Portugal, diz Sociedade Brasileira de Virologia

A variante do SARS-CoV-2 detetada em dezembro em Manaus, no Brasil, pode vir a tornar-se dominante em Portugal, disse o presidente da Sociedade Brasileira de Virologia, Flávio Guimarães da Fonseca, apesar de no momento ainda ser …

Voo humanitário para o Brasil chegou a custar mais de 1.350 euros

O Público avança que o bilhete de um "voo humanitário" da TAP para o Brasil estava a ser vendido por 837 euros no início desta terça-feira. Horas depois, os "últimos lugares" estavam a ser disponibilizados …

Afinal, grupo de trabalho para a vacinação no Parlamento não vai existir

Afinal, ao contrário do que foi avançado esta terça-feira, o grupo de trabalho que devia coordenar o processo de vacinação dos deputados não vai existir. A Assembleia da República esclareceu esta tarde, em comunicado, que não …

Novo estudo indica que coronavírus pode sobreviver na roupa até 72 horas

De acordo com um estudo britânico, o novo coronavírus pode sobreviver na roupa ao longo de até 72 horas. Os especialistas alertam que pode ainda ser transferido da roupa para outras superfícies. Um estudo da universidade …

Polícia espanhola apreende 387 quilos de cocaína em navio chegado do Brasil

A polícia espanhola apreendeu 387 quilos de cocaína no porto de Santa Cruz de Tenerife, nas ilhas Canárias, numa inspeção feita a um camião que viajava num navio chegado do Brasil. O Ministério do Interior (Administração …

SEF detém suspeito de auxiliar pessoas a emigrar ilegalmente para a Irlanda

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, na segunda-feira, um cidadão europeu por suspeitas da prática do crime de auxílio à imigração ilegal. O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, em Lisboa, um cidadão …

Afinal, primeira morte por covid-19 na Europa foi na Sérvia

Um trabalhador da construção civil morreu de covid-19 em fevereiro de 2020 em Belgrado, 10 dias antes de outra pessoa ter morrido em França, podendo ter sido afinal a primeira morte pela doença no continente, …

Vacina da Johnson & Johnson considerada eficaz pelos Estados Unidos

O regulador norte-americano, a Food and Drug Administration, aprovou a vacina produzida pela Johnson & Johnson para utilização de emergência em todo o país. A vacina de dose única da Johnson & Johnson contra a covid-19 …

Banco de Portugal alerta sobre investimento em Bitcoin e outras criptomoedas

O Banco de Portugal (BdP) lançou esta quarta-feira um novo aviso aos consumidores sobre os riscos relativos ao investimento em bitcoin e outras criptomoedas, devido à "recente volatilidade observada nos preços de determinados ativos virtuais". "Não …

Sismo de magnitude 5,7 perto da capital da Islândia

O epicentro do terramoto, registado às 10:05 (mesma hora em Lisboa), situa-se perto do Monte Keilir, na Islândia. Um sismo de magnitude 5,6 abalou esta manhã o sudoeste da Islândia, incluindo a capital, Reiquejavique, sem vítimas …