Costa diz que só soube do memorando de Tancos no dia da demissão de Azeredo

Paulo Cunha / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa, diz que só soube do memorando da Polícia Judiciária Militar (PJM) sobre o assalto a Tancos no dia em que o então ministro da Defesa, Azeredo Lopes, apresentou a sua demissão.

A afirmação do líder do Executivo faz parte das respostas que António Costa escreveu aos deputados da Comissão Parlamentar de Inquérito a Tancos, noticia o Expresso.

Logo nas primeiras questões, noticia o semanário, o primeiro-ministro diz que recebeu o memorando da PJM na manhã de 12 de outubro de 2018, data em que Azeredo Lopes se demitiu. “Foi-me presente pelo meu chefe de gabinete um documento não assinado, não datado e não timbrado”, escreveu.

De acordo com António Costa, o documento foi-lhe entregue pelo assessor militar, o major-general Tiago Vasconcelos, “a quem pouco tempo antes nesse mesmo dia fora facultado pelo tenente-general Martins Pereira [chefe de gabinete de Azeredo Lopes]”.

“Nesse documento refere-se a existência de um informador“, acrescentou.

Na resposta por escrito à Comissão de Inquérito, António Costa negou ter tido conhecimento do memorando em causa antes de 12 de outubro. Um ano antes, recorda o Expresso, o ex-diretor da PJM e um investigador daquela polícia tinham entregado esse documento ao chefe de gabinete de Azeredo Lopes.

António Costa assegura que nesse mesmo dia de 12 de outubro mostrou o memorando ao então ministro da Defesa. “Dessa reunião, fiquei com a convicção de que o ex-ministro da Defesa Nacional nunca o tinha visto anteriormente“. Foi também neste encontro que Azeredo Lopes apresentou demissão da pasta da Defesa.

“Constatei tratar-se de algumas folhas de papel sem timbre, data, rubrica ou assinatura, epígrafe, contendo assunto ou registo de qualquer tipo que permitisse identificar a sua origem”, escreveu Costa sobre as conclusões que tirou após ler o documento.

E acrescentou: “Aparentemente, descreve um conjunto de técnicas e procedimentos operacionais que teriam sido empreges pela Polícia Judiciária Militar para recuperar o material que fora furtado em Tancos. A leitura do mesmo revela: a) o objetivo preciso de recuperar o material roubado; b) a preocupação em salvaguardar a identidade de um informador; e c) indicia que a PJM procurou ocultar à Polícia Judiciária o conhecimento desta operação”.

António Costa frisou que o Governo não desvalorizou o roubou, tendo também defendido Azeredo Lopes. “O Governo em nenhum momento desvalorizou a ocorrência de Tancos (…) [Azeredo] transmitiu-me sempre, em todos os assuntos, a informação que considerou relevante ou que eu solicitei”, afirmou por duas vezes, citado pelo Expresso.

O assalto aos paióis de Tancos ocorreu em junho de 2017, tendo já o caso 21 arguidos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Trump critica cerimónia dos Óscares, "Parasitas" e Brad Pitt

O Presidente norte-americano criticou a cerimónia dos Óscares, esta quinta-feira, nomeadamente a atribuição do prémio de Melhor Filme para o sul-coreano "Parasitas" e ainda o ator Brad Pitt. Na noite desta quinta-feira, num comício em Colorado …

Paris lança número de emergência para fazer frente à crise de percevejos

O Governo francês lançou uma campanha, esta quinta-feira, para fazer frente à crise de percevejos que se instalou em Paris. Segundo a agência France-Press, citada pelo The Guardian, casas e hotéis da capital francesa estão a …

"Radical chique" e "ressentido". Filho de Paulo Branco pode ter sido o pivot do escândalo sexual em França

Juan Branco, o filho do produtor de cinema Paulo Branco, é o homem do momento em França. O advogado de 30 anos saltou para as luzes dos média no âmbito da divulgação do vídeo sexual …

Alcochete. "Se Mustafá estivesse lá aquilo não tinha acontecido"

O arguido Emanuel Calças disse, esta sexta-feira, em tribunal que, se Mustafá estivesse com o grupo que invadiu a academia do Sporting, "aquilo não tinha acontecido". "Tenho a certeza de que se o Mustafá estivesse presente …

Coronavírus ameaça o têxtil português (mas também é uma "oportunidade")

O sector têxtil nacional está ameaçado e pode parar a produção já em Março. Tudo devido à falta de matéria-prima que vem da China e que se deve à epidemia do novo coronavírus. A "situação …

Governo diz que prejuízo da TAP "não foi um desvio qualquer" e que já devia ter tido lucro em 2018 e 2019

O ministro das Infraestruturas disse, esta sexta-feira, que o orçamento que a comissão executiva da TAP apresentou ao Conselho de Administração para 2018 e 2019 previa lucro e que o prejuízo de 105,6 milhões "não …

João Lourenço duplica valor de subsídio de antigos Presidentes de Angola

O Presidente angolano, João Lourenço, duplicou o valor do subsídio de fim de mandato pago a antigos chefes de Estado, mas cortou outras regalias, nomeadamente a nível da segurança e quadro de pessoal. O decreto-presidencial 32/20, …

FC Porto castigado com um jogo à porta fechada

O FC Porto foi punido com um jogo à porta fechada, esta sexta-feira, devido a "um ato de ofensa corporal a agente desportivo" na final da Taça de Portugal. A punição aplicada pelo Conselho de Disciplina …

Cientistas condenam teorias da conspiração sobre a origem do surto do coronavírus

Um grupo de 27 cientistas da área de saúde pública condenou, através de um comunicado, o fluxo de histórias e um artigo científico que sigerem que um laboratório em Wuhan, na China, pode ser a …

Saída de juíza dita repetição da fase de instrução do caso Hells Angels

A saída do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC) da juíza que dirigiu cerca de 40 sessões da instrução do caso Hells Angels vai obrigar à repetição desta fase, revelou à Lusa fonte ligada ao …