Costa diz que só soube do memorando de Tancos no dia da demissão de Azeredo

Paulo Cunha / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa, diz que só soube do memorando da Polícia Judiciária Militar (PJM) sobre o assalto a Tancos no dia em que o então ministro da Defesa, Azeredo Lopes, apresentou a sua demissão.

A afirmação do líder do Executivo faz parte das respostas que António Costa escreveu aos deputados da Comissão Parlamentar de Inquérito a Tancos, noticia o Expresso.

Logo nas primeiras questões, noticia o semanário, o primeiro-ministro diz que recebeu o memorando da PJM na manhã de 12 de outubro de 2018, data em que Azeredo Lopes se demitiu. “Foi-me presente pelo meu chefe de gabinete um documento não assinado, não datado e não timbrado”, escreveu.

De acordo com António Costa, o documento foi-lhe entregue pelo assessor militar, o major-general Tiago Vasconcelos, “a quem pouco tempo antes nesse mesmo dia fora facultado pelo tenente-general Martins Pereira [chefe de gabinete de Azeredo Lopes]”.

“Nesse documento refere-se a existência de um informador“, acrescentou.

Na resposta por escrito à Comissão de Inquérito, António Costa negou ter tido conhecimento do memorando em causa antes de 12 de outubro. Um ano antes, recorda o Expresso, o ex-diretor da PJM e um investigador daquela polícia tinham entregado esse documento ao chefe de gabinete de Azeredo Lopes.

António Costa assegura que nesse mesmo dia de 12 de outubro mostrou o memorando ao então ministro da Defesa. “Dessa reunião, fiquei com a convicção de que o ex-ministro da Defesa Nacional nunca o tinha visto anteriormente“. Foi também neste encontro que Azeredo Lopes apresentou demissão da pasta da Defesa.

“Constatei tratar-se de algumas folhas de papel sem timbre, data, rubrica ou assinatura, epígrafe, contendo assunto ou registo de qualquer tipo que permitisse identificar a sua origem”, escreveu Costa sobre as conclusões que tirou após ler o documento.

E acrescentou: “Aparentemente, descreve um conjunto de técnicas e procedimentos operacionais que teriam sido empreges pela Polícia Judiciária Militar para recuperar o material que fora furtado em Tancos. A leitura do mesmo revela: a) o objetivo preciso de recuperar o material roubado; b) a preocupação em salvaguardar a identidade de um informador; e c) indicia que a PJM procurou ocultar à Polícia Judiciária o conhecimento desta operação”.

António Costa frisou que o Governo não desvalorizou o roubou, tendo também defendido Azeredo Lopes. “O Governo em nenhum momento desvalorizou a ocorrência de Tancos (…) [Azeredo] transmitiu-me sempre, em todos os assuntos, a informação que considerou relevante ou que eu solicitei”, afirmou por duas vezes, citado pelo Expresso.

O assalto aos paióis de Tancos ocorreu em junho de 2017, tendo já o caso 21 arguidos.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Vacinação no Superior. Há professores que estão a recusar dar aulas presenciais

Há professores do Ensino Superior que estão a recusar dar aulas presenciais enquanto não forem vacinados contra a covid-19, tal como está a acontecer com os docentes e não docentes de outros níveis de ensino. O …

Viseu está orfã do projeto de Almeida Henriques. Movimento pede a Jorge Sobrado que avance

A morte de Almeida Henriques deixou Viseu "orfã". Cerca de duas dezenas de personalidades subscreveram uma carta aberta pedindo ao ex-vereador da Cultura Jorge Sobrado que se envolva no debate autárquico. Em declarações ao Público, Jorge …

"Parece-me uma coisa feita à pressa". Críticas aos Censos continuam

Os Censos 2021 têm sido alvo de críticas relativamente aos critérios para identificação de pessoas em situação de sem-abrigo, à ausência de questões sobre identidade de género e orientação sexual, bem como sobre a lista …

Cápsula Crew Dragon já está a caminho da Estação Espacial Internacional

A cápsula espacial da empresa SpaceX foi lançada, esta sexta-feira, por um foguetão Falcon 9 com destino à Estação Espacial Internacional (EEI), levando a bordo quatro astronautas. O Falcon 9 descolou do centro espacial Kennedy, na …

Football Leaks. Rui Pinto ficou no estabelecimento prisional da PJ por indicação da ministra

A ministra da Justiça e o diretor-geral dos Serviços Prisionais determinaram a permanência em prisão preventiva de Rui Pinto no estabelecimento prisional da Polícia Judiciária (PJ), revelou um dos guardas ouvido esta quinta-feira no julgamento …

Incêndios. Tribunal de Contas diz que faltam concretizar medidas aprovadas em 2017

As medidas de prevenção e combate aos incêndios rurais decididas após os grandes fogos de 2017 "ainda não foram completamente concretizadas", existindo várias áreas que carecem "de aperfeiçoamento", revela uma auditoria do Tribunal de Contas …

Pessoas com mais de 65 anos já podem agendar vacina contra a covid-19

As pessoas com mais de 65 anos já podem escolher a data e o local para serem vacinadas através do Portal do Auto-agendamento para Vacinação contra a covid-19, que entrou esta sexta-feira em funcionamento. Os Serviços …

Eventos-teste para retoma dos espetáculos acontecem este mês em Braga. Vão ter 400 espectadores

Os primeiros dois eventos-teste para preparar o regresso dos espetáculos ao vivo com um grande número de espectadores vão decorrer em Braga nos dias 29 e 30 de abril com cerca de 400 pessoas em …

De boas intenções está o inferno cheio. Acabar com voos até 600 km é "proibição cega"

O fim das viagens de avião com menos de 600 quilómetros, um desejo manifestado pelo ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, é uma intenção "louvável". Ambientalistas e especialistas concordam, mas falam em "areia para os …

PSD deverá anunciar apoio a Isaltino Morais nos próximos dias

Depois de ter anunciado quase todos os candidatos autárquicos, o PSD deverá anunciar que se associa ao movimento independente "Isaltino Inovar Oeiras de Volta" liderado pelo ex-militante social-democrata. Contudo, este apoio não é consensual dividiu …