PSD dá a Costa espaço para reformar o SNS sem o Bloco

Inácio Rosa / Lusa

O ministro-sombra da saúde de Rui Rio, Luís Filipe Pereira, está a preparar um documento estratégico sobre o SNS. O PSD pretende, assim, ir a jogo na discussão sobre o futuro do Serviço Nacional de Saúde.

A ex-ministra Maria de Belém Roseira sugeriu, na sexta-feira, que a nova Lei de Bases, proposta que o Bloco está a preparar com o histórico António Arnaut, fundador do SNS, fosse negociada com o PSD, segundo o Público.

No PSD o assunto já está a ser discutido, com Luís Filipe Pereira, antigo ministro de Durão Barroso e de Pedro Santana Lopes, que coordena o grupo sobre Saúde do Conselho Estratégico Nacional (CEN), a preparar um documento.

Os contornos finais do documento não serão ainda aprovados este sábado, na primeira reunião do CEN que decorre em Coimbra, mas o objetivo é que venha a servir de base às posições do PSD no debate político sobre o tema.

Com as conclusões do documento coordenado por Luís Filipe Pereira (também ele ex-ministro da Saúde, cujas políticas pró-privado foram e são contestadas pelo BE), o PSD decidirá quais as propostas concretas que apresentará no Parlamento, explicou um responsável da direcção do partido.

Os projetos de lei a apresentar pelo PSD “não serão meramente baseados em retórica política”, mas “acompanhados por uma análise prévia de capacidade de resposta do sistema, de impacto social e de impacto financeiro”, garantiu o mesmo dirigente.

Há, contudo, a noção entre a direção do PSD de que não será fácil uma negociação no Parlamento em torno do setor da Saúde. É dado por adquirido que não haverá nesta legislatura espaço político, nem do partido nem do Governo, para fazer mais acordos formais e exclusivos como os que foram feitos sobre a descentralização e sobre os próximos fundos estruturais a receber por Portugal na próxima década.

No entanto, apesar de “a Lei de Bases da Saúde precisar de ser alterada e melhorada”, o PSD “não aceita alterar a filosofia de sistema misto público e privado da Saúde”, reivindicando a validade do modelo introduzido, em 1990, na primeira Lei de Bases aprovada pelo segundo Governo de Cavaco Silva e preparada pela então ministra Leonor Beleza.

O Público aponta como exemplo do que poderá ser o modelo a propor pelo PSD “um sistema do tipo que hoje existe na ADSE, que serve os funcionários públicos e cuja filosofia é preciso alargar a todos os cidadãos que não trabalham para o Estado”.

Certo é que a direção do PSD é “frontalmente contra a proposta do BE, pois esta pressupõe o regresso à tutela e à prestação de serviços pelo Estado de todos os cuidados de saúde e exclui as parcerias na prestação de cuidados de saúde por privados, comparticipados pelo SNS”, conclui o responsável da direção de Rui Rio.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Cuidado com estas decisões.
    A população ganha com uma estratégia pública e parcialmente privada.

    60% pública e 40% privada é um equilíbrio desejável.

    Portugal tem sofrido muito com as pressões dos negócios lucrativos dos privados.

    Relembro que as gerações a entrar no mercado de trabalho têm menor capacidade financeira para os malabarismos do privado.

  2. Certamente muitos não estarão de acordo com este dar a mão do PSD ao governo sobretudo quando num passado bem recente o senhor Costa não só recusou qualquer diálogo com o PSD como tomou o poder em forma de assalto o que prova que o dito senhor só está aberto ao diálogo quando a conversa vai direitinha ás suas convicções, se tudo isto for ao encontro dos interesses nacionais pondo os partidários de parte tal como afirmou Rui Rio tudo bem e demonstra responsabilidade nacional por parte do PSD coisa que o PS jamais faria com o senhor Costa no seu comando e como partido de oposição.

  3. Rui Rio tem um objetivo político e já começou a executá-lo.
    Meter areia na geringonça e afastar BE e PCP do PS.
    Catarina e Jerónimo já andam de cabeça perdida e já fazem ameaças ao Costa.
    Depois, a dois, a competição PS / PSD será mais leal !

RESPONDER

Estado condenado a indemnizar cidadão romeno por tratamento desumano

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos (TEDH) condenou o Estado português ao pagamento de 14 mil euros por tratamento desumano do cidadão romeno Lonuţ-Marian Bădulescu, durante a detenção deste na cadeia do Porto. Numa decisão esta …

Panama Papers. Alemanha com ordens de detenção para Mossack e Fonseca

Um tribunal de Colónia emitiu ordens de detenção contra Jürgen Mossack e Ramón Fonseca por fraude fiscal e associação criminal no caso dos Papéis do Panamá, uma investigação internacional por branqueamento de dinheiro, anunciaram esta …

Depressão Bárbara. Registadas 654 ocorrências, mau tempo volta a agrava-se hoje

A Proteção Civil registou até ao final da manhã desta terça-feira 654 ocorrências devido ao mau tempo, sobretudo nas zonas urbanas a norte do rio Tejo, e colocou em alerta especial laranja mais três distritos …

Bolsonaro diz que vacina será gratuita mas não obrigatória

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse esta segunda-feira que a vacina contra a Covid-19 será gratuita mas não será obrigatória para a população do país, o segundo com mais mortes no mundo devido à …

Estudantes indicaram professor que foi decapitado a jihadista (em troca de dinheiro)

Investigadores acreditam que vários estudantes indicaram por dinheiro quem era o professor Samuel Paty ao jihadista que o decapitou na sexta-feira ao lado da escola onde trabalhava na região de Paris. O ministro da Educação, Jean-Michel …

Portugal regista mais 15 óbitos, 1.876 novos casos e 1.932 recuperados

Portugal contabiliza esta terça-feira mais 15 mortos relacionados com a covid-19 e 1.876 casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim, …

Há ratos e répteis no Centro Hospitalar de Viseu. Ala psiquiátrica está em "péssimas condições"

O alerta partiu do bastonário da Ordem dos Médicos que denunciou a "péssima condição" a que os utentes estão sujeitos. Miguel Guimarães desafiou esta segunda-feira a ministra da Saúde a visitar o departamento de Psiquiatria do …

Portugal é pouco poupador, tem condições de trabalho precárias e pouca escolaridade

Portugal é um país envelhecido, com idosos a viverem sozinhos, pouco poupador e onde o trabalho é precário, os patrões e empregados têm baixa escolaridade e há poucas mulheres na polícia, revela uma publicação da …

País em duodécimos seria uma "irresponsabilidade". Bloco acusa Governo de chantagem “inaceitável”

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, falou, em entrevista à Rádio Observador, sobre as negociações com o Governo para a aprovação do Orçamento de Estado para 2021. Em entrevista à Rádio Observador, a coordenadora …

Não se sabe como foram infetadas 41% das pessoas em Portugal. Novo confinamento é "para evitar"

De acordo com a Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, neste momento não se sabe como foram infetados 41% dos doentes, sendo apenas possível "identificar um contacto com alguém que tivesse sintomas de covid-19 ou que …