Costa “tem uma grande vontade” de aumentar pensões mais baixas (mas não o salário mínimo)

Jorge Ferreira / Portugal.gov.pt

O primeiro-ministro António Costa

O primeiro-ministro António Costa

O primeiro-ministro admitiu proceder a um aumento das pensões, sobretudo as mais baixas, no Orçamento do Estado para 2017, mas salientou que o salário mínimo nacional só atingirá os 600 euros no final da legislatura.

António Costa falava aos jornalistas esta segunda-feira, durante a sua visita à Bienal de Artes de São Paulo, no Parque Ibirapuera, depois de confrontado com as exigências feitas no domingo pelo secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, no sentido de que no próximo ano o salário mínimo suba para os 600 euros mensais e as pensões aumentem pelo menos no valor de dez euros.

O primeiro-ministro disse que “há uma partilha em torno da estratégia e do objetivo de reposição e de recuperação dos rendimentos das famílias”.

“Neste Orçamento do Estado para 2017 temos uma grande vontade de darmos um contributo para que, pelo menos as pensões mais baixas, possam ter um aumento. Chegaremos certamente a um valor que seja o possível, o mais próximo possível daquilo que é desejável para as famílias portuguesas e que nos permita ter não só um Orçamento do Estado para 2017 aprovado, mas também executado, cumprido e sem sobressaltos para a economia e para as finanças públicas”, declarou.

No caso do aumento do salário mínimo nacional, António Costa demarcou-se da proposta de aumento imediato em 2017 para os 600 euros mensais, alegando que “há uma trajetória” para se chegar a esse valor em 2019.

“O que está previsto é chegar-se aos 600 euros no final da legislatura“, acentuou o primeiro-ministro.

Interrogado sobre o facto de as confederações patronais contestarem o aumento do salário mínimo para 557 euros em 2017, tal como está previsto pelo seu executivo, o líder do executivo alegou que “todos os processos negociais” conhecem essas divergências de partida.

“Mas, felizmente, no ano passado foi possível chegar-se a um acordo”, respondeu.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Cá está o tal título enganador e subjectivo que o Zap nos habituou. Lendo o artigo, não há em lado algum “Costa “tem uma grande vontade” (…)”. São as tais interpretações para chamar leitores. Grande trabalho, Zap, só que não é de jornalismo sério. Enfim…

  2. Esta maltinha será que não se enxerga???
    Não são os que estão aposentados que precisam de aumentos! São sim os quase 40% de jovens desempregados que têm de ficar no país com emprego e condições.
    Se houvesse justiça, não existiam pensões acima dos 2.500€, nem a treta das subvenções!
    Além de que, quem já está reformado não poderia, de forma alguma, auferir de mais parte nenhuma, subsídio de “férias”!!!
    AINDA NÃO CAPTARAM ISTO, CAMBADA?????

    • Calma general!
      A sociedade é composta por todos, novos, menos novos e idosos. O problema é que, os idosos, na maioria, têm reformas de trampa e, por isso mesmo, têm necessidade de trabalhar além da reforma. Continuam assim a “alimentar” com descontos a sua própria reforma. Só seria possivel se os jovens auferissem salarios decentes e, com as contribuições resultantes daí, o nível de pensões fosse melhorado. Mas aos patroes não lhes interessa aumentar salarios. Alguns ainda recorrem a expedientes como os “estágios” , autentica vergonha. Este tipo de patroes, para mim, são corrosivos do tecido empresarial, limitando-se a ser sanguessugas e parasitas do Estado. É incrivel ser o Estado a subsidiar uma empresa privada. Absurdo!
      Quanto ao resto, acho que sim, deviam acabar com muita chulice, as subvenções como referiu e bem, limitar o tecto maximo de reforma, embora concordasse com um valor um pouco mais alto, e tantas outras coisas que se impunham fazer para haver uma melhor distribuição de recursos.

Pesadelo de Özil no Arsenal chega ao fim com transferência para o Fenerbahçe

O futebolista alemão Mesut Özil, dos ingleses do Arsenal, confirmou que vai assinar pelos turcos do Fenerbahçe, depois de vários meses sem jogar pelos 'gunners'. "Estou muito feliz e muito animado, por Deus me ter dado …

"Há exceções a mais". Marques Mendes defende que Governo deve reavaliar medidas de confinamento

No seu habitual espaço de comentário na SIC, no domingo à noite, Luís Marques Mendes falou sobre as novas medidas de confinanento e das eleições presidenciais. Depois de uma semana a bater recordes em números de …

O cenário "é de guerra" e o medo é de a perder. Temido admite que "estamos muito próximos do limite"

Após uma visita ao Hospital Garcia de Orta, que alertava no sábado para um "cenário de pré-catástrofe", Marta Temido admitiu que o Serviço Nacional de Saúde, os operadores sociais e privados estão em "extremo sobreesforço". Marta …

Discutir sobre temas controversos requer mais atividade cerebral do que concordar

Uma nova investigação da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, confirmou aquilo que o senso comum já vaticinava: discutir sobre temas controversos requer muito mais atividade cerebral do que simplesmente concordar. De acordo com a nova …

Estado de emergência vai manter-se até março. Marcelo admite confinar mais o país

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve este domingo no Hospital Santa Maria, em Lisboa, onde admitiu confinar mais o país devido à pressão nos hospitais. Em declarações aos jornalistas, Marcelo Rebelo de Sousa, …

"São dores de crescimento". CNE admite problemas no voto antecipado, mas promete solução no futuro

Domingo foi dia de voto antecipado para 246.880 eleitores, um número recorde desde que esta modalidade foi introduzida no país. As longas filas e alguns ajuntamentos, numa altura em que o país vive um novo …

Costa convoca Conselho de Ministros extraordinário. Café ao postigo em risco (e ATL até 12 anos podem reabrir)

O Governo convocou um Conselho de Ministros extraordinário para decidir novas medidas de confinamento. Em cima da mesa estará a hipótese de acabar com o café ao postigo e a possível abertura dos ATL até …

Sérgio Oliveira, Luis Díaz e Evanilson testam positivo e vão falhar clássico

Os três jogadores azuis e brancos testaram positivo à covid-19, este domingo, e falham assim o jogo frente ao Sporting na meia-final da Taça da Liga. De acordo com o jornal A Bola, os jogadores do …

Papagaios, lémures, golfinhos e cães. Há vários animais que se auto-medicam

Há vários animais que, à semelhança do Homem, procuram determinadas substâncias na natureza para tratar a dor, prevenir o sofrimento ou simplesmente para se sentirem melhor - é uma espécie de auto-medicação do mundo animal.  Este …

Morreu Phil Spector, o produtor de “Let it Be” dos The Beatles

O produtor Phil Spector, um dos mais conhecidos da indústria discográfica desde a década de 1960, criador da designada "parede de som", morreu no sábado aos 81 anos, informaram este domingo os serviços prisionais …