Costa segurou Neves para evitar “razia” de demissões no Governo

António Cotrim / Lusa

O primeiro-ministro não admitiu a disponibilidade manifestada por José Artur Neves para sair da Secretaria de Estado da Protecção Civil, no âmbito da polémica das golas anti-fumo inflamáveis. Uma postura relacionada com a proximidade das eleições e com o receio de abrir uma caixa de pandora de demissões no Governo.

O Secretário de Estado da Protecção Civil “mostrou disponibilidade para sair” do cargo, segundo avança o Jornal de Notícias (JN), depois de ter despoletado a polémica em torno dos contratos públicos assinados pela empresa do filho com o Estado, em violação da lei das incompatibilidades.

Mas António Costa não deixou cair José Artur Neves porque “numa situação idêntica em relação a incompatibilidades poderão estar outros membros do Governo”, aponta uma fonte próxima do processo citada pelo JN.

O Secretário de Estado da Protecção Civil “não é para cair, até porque entrou no Governo sob indicação de Pedro Nuno Santos [ministro das Infraestruturas], e num momento destes não se podia fragilizar uma área tão importante”, considera ao JN um dirigente socialista não identificado.

Numa altura em que estamos a dois meses das eleições legislativas e quando surgem outras notícias sobre familiares de elementos do Governo com contratos com o Estado, o primeiro-ministro terá visto na eventual demissão de José Artur Neves a ponta do icebergue para uma eventual “razia” de saídas no Governo.

Além do filho de José Artur Neves, também o pai de Pedro Nuno Santos tem contratos com entidades públicas. O mesmo se aplica ao pai da ministra da Cultura, Graça Fonseca, e ao marido da ministra da Justiça, Francisca Van Dunem.

Depois do “familygate”, as relações familiares no Governo voltam a ensombrar o Executivo de Costa. A forma como o primeiro-ministro vai gerir esta nova polémica pode ser determinante para os resultados das eleições legislativas de Outubro.

“Isto tudo podia ter sido resolvido logo na sexta-feira”, lamenta um deputado do PS ouvido pelo JN. Esta fonte não dá como certo que Costa mantenha José Artur Neves no cargo, frisando que “o problema é estarmos a um mês da campanha eleitoral“.

Para já, o PS vai confortavelmente à frente nas sondagens, mas ainda longe da desejada maioria absoluta. Já o PSD está no pior nível de sempre numa altura em que o partido vive turbulência interna com a definição das listas de candidatos para as legislativas de 6 de Outubro.

SV, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A lei é para os outros – e os cidadãos é que são obrigados a conhecer toda a lei e não podem aproveitar o desconhecimento – já o PM perdedor de eleições não sabe ler e desconhece todas as leis que não Lhe convêm – e chuta as ilegalidades e crimes para os pedidos de interpretação sabendo que grande parte do nosso povinho, infelizmente, tem a memória de uma efémera …

    Corruptos há em todos os partidos – mas há partidos que logo expulsam os sem vergonha (pelo menos quando se descobre) e depois há o PS que se recusa a correr com a bandidagem – mesmo quando se trata de violação de crianças … a verdade é que se expulsar os criminosos ficava o largo do rato sem ratazana nenhuma …

RESPONDER

Cabeceamentos no futebol podem ser proibidos ou limitados. O problema é o risco de demência

A Federação escocesa de futebol prepara-se para proibir os cabeceamentos nos escalões com menores de 12 anos.  Em Inglaterra, fala-se em limitar este gesto futebolístico que foi associado a doenças neuro-degenerativas em vários estudos científicos. …

Fenómeno cerebral desvenda enigma sobre as casas do Neolítico

O comportamento humano está influenciado por aspetos inconscientes. Um deles é um fenómeno da perceção conhecido entre psicólogos como a negligência espacial cerebral. Este fenómeno refere-se à observação de que as pessoas saudáveis preferem o seu …

Justiça do Mónaco investiga José Eduardo dos Santos e Isabel dos Santos

As autoridades do Mónaco estarão a investigar a empresária angolana, assim como o seu pai e o seu marido, pelo crime de branqueamento de capitais. De acordo com o semanário Expresso, as autoridades judiciais do Mónaco …

Depressão Glória atinge Portugal continental com vento forte

A depressão Glória está a caminho. Segundo o Instituto Português do Mar e Atmosfera, no domingo, esperam-se rajadas de vento que podem atingir os 110 quilómetros por hora nas terras altas. A depressão Glória vai passar …

Governo não renova PPP do Hospital de Loures

O Estado não vai renovar a atual parceria público-privada (PPP) do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, que é gerido pelo grupo Luz Saúde, anunciou a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo …

Cientistas podem ter descoberto por que Beethoven ficou surdo

Ludwig van Beethoven começou a notar dificuldades de audição em 1798, com 28 anos. Com 44 ou 45, estava totalmente surdo. Aos 56 anos, o músico morreu e, até hoje, ainda não se sabe …

Tochas em Alvalade. Liga pede reunião de urgência ao MAI

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) solicitou, esta sexta-feira, uma reunião de urgência ao ministro da Administração Interna, na sequência dos incidentes no encontro entre Sporting e Benfica. "A Liga Portugal lamenta profundamente …

Moody’s mantém rating de Portugal acima do "lixo"

A agência de rating norte-americana manteve, esta sexta-feira, a notação financeira de Portugal em “Baa3”, acima de lixo, e a perspetiva em positiva. De acordo com um comunicado no site da agência, a Moody's assinala que …

Suspeitos da morte de jovem cabo-verdiano ficam em prisão preventiva

Os cinco suspeitos da morte do estudante cabo-verdiano vão aguardar julgamento em prisão preventiva, indiciados pelos crimes de homicídio qualificado e três tentativas de homicídio. A decisão, lida aos jornalistas cerca das 23h30 de sexta-feira por …

Cientistas descobriram o ponto fraco dos tardígrados

Os tardígrados, também chamados ursos de água, são conhecidos pela sua resistência. Mas um novo estudo revela agora que estes pequenos organismos também têm um ponto fraco: exposição de longo prazo a altas temperaturas. Em 2018, …