Coronavírus está a afetar o fornecimento de sangue nos EUA

Nos Estados Unidos, a cadeia de fornecimento de sangue está sob ameaça do novo coronavírus. Vários pacientes precisam de transfusões de sangue.

O coronavírus, que causa a doença Covid-19, criou uma enorme ansiedade, incerteza e perturbação nas nossas vidas. Muito já foi escrito sobre a possível escassez de medicamentos e máscaras, mas pouco foi dito sobre algo que apenas nós podemos fornecer: sangue que salva vidas.

O fornecimento de sangue do nosso país é essencial para a segurança dos cuidados de saúde. Transfusões de sangue são parte integrante de grandes cirurgias. O sangue é usado no tratamento de doenças, particularmente anemia e alguns tipos de cancro. É necessário sangue para as vítimas que sofram ferimentos causados por acidentes ou desastres naturais. Todos os dias, os EUA precisam de 36.000 unidades de glóbulos vermelhos, 7.000 unidades de plaquetas e 10.000 unidades de plasma.

A escalada da crise nos serviços de saúde com o coronavírus, deixa a professora norte-americana Anna Nagurney profundamente preocupada com o facto de a cadeia de fornecimento de sangue dos EUA estar sob stresse. O momento dificilmente poderia ser pior; o surto de Covid-19 coincide com as gripes e constipações sazonais.

Pacientes precisam de sangue

Muitos estados, incluindo Washington, Califórnia, Kansas, Pensilvânia, Carolina do Norte, Carolina do Sul, Massachusetts e Rhode Island, estão agora a pedir doações de sangue. Ao mesmo tempo, alguns estados estão a fechar escolas e outros sites que normalmente hospedam unidades de sangue móveis; mesmo antes do coronavírus, alguns eventos foram cancelados.

Em Massachusetts, a Cruz Vermelha anunciou em setembro passado que não hospedaria mais unidades de sangue nas partes central e oeste do estado. Obviamente, isto torna ainda mais difícil para as pessoas doarem.

Mesmo nas melhores épocas, menos de 10% da população dos EUA doa sangue num determinado ano, embora 38% sejam elegíveis. E estes não são os melhores tempos. Além de doações, não há como manter um fornecimento suficiente de sangue. Ele não pode ser fabricado e nenhum substituto foi inventado.

Além de mais, é perecível. Os glóbulos vermelhos duram 42 dias e as plaquetas apenas cinco. A reposição regular do fornecimento é imperativa. Além disso, o setor de bancos de sangue já enfrentava grandes desafios antes do Covid-19; a cadeia de fornecimento dos EUA está a atravessar grandes transformações económicas. Isto inclui aumento da concorrência entre as organizações de serviços de sangue.

A nossa cadeia de fornecimento de sangue é incrivelmente complexa. Requer doações altruístas, recolha, testes, processamento e distribuição para hospitais e centros médicos. Ao longo do caminho, o coronavírus pode interromper qualquer uma destas etapas essenciais.

Se os doadores estão doentes, eles não podem doar; se a equipe estiver doente, não poderá recolher, testar e processar. Se os profissionais de saúde estiverem comprometidos, eles não poderão fazer transfusões.

Um estudo recente sobre a cadeia de fornecimento de sangue oferece algumas soluções possíveis. Os investigadores desenvolveram um modelo de rede de cadeia de fornecimento competitivo e de vários níveis para o setor, focado nos Estados Unidos.

O modelo abordou o cenário muito relevante de um grande surto de doença acompanhado por quedas significativas de doadores e diminuição da capacidade devido a testes, processamento e armazenamento limitados. A ferramenta baseada revela que as organizações de serviços de sangue podem ganhar ao cooperar em vez de competir.

Na China, onde o coronavírus teve origem, as doações de sangue secaram. Os seus profissionais médicos, já sob grande stresse, estão a tentar assumir a responsabilidade doando o seu próprio sangue.

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Imprimiram corais artificiais em 3D que podem salvar recifes

Uma equipa de cientistas inspirou-se na natureza para desenvolver estruturas em forma de coral, impressas em 3D, capazes de produzir grandes quantidades de algas microscópicas. Investigadoras da Universidade de Cambridge e da Universidade da Califórnia desenvolveram …

Avalanches submarinas prendem microplásticos no fundo do oceano

As avalanches de sedimentos submarinos transportam os microplásticos para o fundo do oceano e um projeto de colaboração entre as Universidades de Manchester, Utrecht e Durham e o Centro Nacional de Oceanografia acaba de revelar …

Aos 107 anos, Cornelia Ras conseguiu vencer a covid-19

Cornelia Ras, que contraiu o novo coronavírus em meados de março, pode ser a mulher mais velha do mundo a vencer a covid-19. Nunca se é velho demais para vencer o novo coronavírus e a holandesa …

Coreia do Norte pode estar a usar fábricas de fertilizantes para extrair urânio

Um novo estudo norte-americano mostra que a Coreia do Norte pode estar a utilizar fábricas de fertilizantes para produzir mais material nuclear, extraindo urânio de ácidos fosfóricos. Segundo noticiou o Newsweek, na opinião da investigadora Margaret …

Distância social de 1,5 metros é insuficiente para travar contágio

O estudo realizado por investigadores e engenheiros especializados em dinâmica de fluidos concluiu que a distância deve ser de, pelo menos, quatro metros. Um estudo divulgado esta quinta-feira alerta que a distância social de 1,5 metros …

Estados Unidos registam 9 desempregados por segundo

O desemprego está a atingir números preocupantes nos Estados Unidos: só na última semana, 6,6 milhões de pessoas declararam estar sem emprego para poder receber apoios, um número semelhante ao da semana anterior. De acordo com …

Chineses desistem de comprar o BNI Europa. Está agora em mãos angolanas

O contexto de incerteza, provocado pela pandemia de covid-19, levou o Grupo chinês KWG a desistir de comprar 80,1% da participação do BNI Europa. O grupo chinês KWG desistiu de comprar 80,1% da participação do BNI …

Tesla usa peças do Model 3 para construir um ventilador

A Tesla também está a tentar contribuir para colmatar a escassez de ventiladores com um novo protótipo, feito com partes do Model 3. A Tesla construiu um ventilador com recurso a componentes automóveis. A fabricante elétrica …

Há acordo no Eurogrupo: 500 mil milhões de euros "disponíveis imediatamente"

Os ministros das Finanças da Zona Euro chegaram a acordo, esta quinta-feira, sobre os apoios económicos para fazer face à pandemia de covid-19. O Eurogrupo chegou a acordo sobre o pacote de ajuda económica para a …

Se recebeu uma chamada da Tunísia, não devolva. É fraude

Clientes de várias operadoras nacionais têm recebido, nas últimas semanas, um "anormal" volume de chamadas internacionais. As operadoras suspeitam de fraude. Segundo o Jornal de Notícias, várias pessoas têm recebido chamadas de u número internacional que …