A Coreia do Norte lançou mesmo um míssil (mas falhou)

A Coreia do Norte falhou hoje a tentativa de lançar um novo míssil, revelou a ministra da Defesa sul-coreana.

“A Coreia do Norte tentou testar hoje de manhã um tipo de míssil não identificado, na zona de Sinpo, na província de Hamkyong, mas acreditamos que o teste falhou”, refere a ministra da Defesa sul-coreana num comunicado hoje divulgado, citado pela AFP.

Entretanto, o Pentágono confirmou já o lançamento falhado do novo míssil. O Departamento de Defesa norte-americano diz ter informação de que a Coreia do Norte tentou lançar um míssil que explodiu no lançamento.

“O comando das forças dos EUA no Pacífico detectou e seguiu o que acreditamos ser um míssil norte-coreano disparado às 05:51 de hoje em Pyongyang”, disse Dave Benham, porta-voz do Pentágono, acrescentando que “o míssil explodiu quase imediatamente“.

O Pentágono disse desconhecer o tipo de míssil usado nesta tentativa de lançamento. Os Estados Unidos confirmaram assim a informação dada minutos antes pelo Ministério da Defesa da Coreia do Sul.

A Coreia do Norte tinha mostrado este sábado vários mísseis balísticos, incluindo um possível novo projéctil de alcance intercontinental, num desfile militar para assinalar o aniversário do fundador do país, numa altura de grande tensão com os Estados Unidos.

No dia que marcou o 105.º aniversário do nascimento de Kim Il-sung, avô do atual líder norte-coreano, o regime fez desfilar pelo centro de Pyongyang e sobre camiões um tipo de projétil nunca antes exibido em público e que poderá ser um novo míssil balístico intercontinental (ICBM) de combustível sólido, escreveu a agência Efe.

No início do ano, o líder norte-coreano, Kim Jong-un, que presidiu este sábado ao desfile, advertiu que o país estava a ultimar o desenvolvimento de um ICBM que seria capaz de atingir território norte-americano.

Agora, além de mostrar mísseis de médio alcance Musudan e o misterioso e temido KN-08, que é lançado a partir de uma plataforma móvel e que ainda não foi testado com êxito, desfilaram na praça Kim Il-sung vários dos últimos desenvolvimentos do regime como o Pukguksong-1 e Pukguksong-2, exibidos em público pela primeira vez.

O primeiro foi um míssil balístico lançado a partir de um submarino (SLBM) e o segundo, um projétil de médio alcance lançado a partir de uma plataforma móvel e que foi testado pela primeira vez em fevereiro.

Este míssil voltou a ser testado a 05 de abril, um ensaio que levou Washington a responder com o envio de um porta-aviões com propulsão nuclear para a península.

// Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Para que quer a Coreia do Norte misseis e armas nucleares, será que irá contribuir para eliminar a miséria do seu país e a dos outros ou estamos perante mais um louco como Adolfo Hitler que surgiram sobre a terra. O que seria da humanidade se não existissem forças capazes de aniquilar os loucos.

RESPONDER

Harry Potter. HBO Max trabalha em possível série de televisão

A saga Harry Potter pode estar a caminho da televisão. Segundo o The Hollywood Reporter (THR), o projeto ainda está em fase inicial, mas os diretores executivos da HBO Max já estão em reuniões com …

Intrigante sistema de seis exoplanetas com movimentos rítmicos desafia teorias de formação planetária

Com o auxílio de vários telescópios, incluindo o VLT (Very Large Telescope) do Observatório Europeu do Sul (ESO), os astrónomos descobriram um sistema com seis exoplanetas, cinco dos quais estão presos numa dança rítmica rara …

Boavista 0-2 Sporting | Leões garantem dérbi confortável

O Sporting cumpriu a sua “obrigação” e foi vencer por 2-0 a casa do Boavista, numa 15ª jornada fundamental, uma vez que na próxima segunda-feira a formação de Alvalade recebe o Benfica, no grande dérbi …

Violino põe em risco compromisso da Alemanha de devolver objetos saqueados pelos nazis

Um violino com 300 anos está no centro de uma disputa que ameaça minar o compromisso da Alemanha em devolver objetos saqueados pelos nazis. Ninguém sabe por que Felix Hildesheimer, um negociante de instrumentos musicais judeu, …

Consumo de álcool aumentou durante a pandemia de covid-19

Embora o consumo de álcool tenha aumentado mais entre os jovens, os adultos mais velhos, sobretudo os que sofrem de ansiedade e depressão, também revelaram estar dentro desta tendência. “O aumento do consumo de álcool, especialmente …

Alphabet diz adeus ao Loon, projeto que queria espalhar Internet através de balões

O projeto da Alphabet que tinha como objetivo levar Internet às partes mais remotas do mundo "perdeu o fôlego" e os seus responsáveis decidiram pôr-lhe um ponto final. Num comunicado divulgado na última sexta-feira, Alastair Westgarth, …

Estudo identifica cidades europeias com maior mortalidade devido à poluição do ar

Madrid, Antuérpia e Torino (em Espanha, Bélgica e Itália, respetivamente) lideram o ranking de mortes associadas à poluição por dióxido de azoto (NO2). Já a maior mortalidade atribuível a partículas finas é encontrada em cidades …

Fim do Flash Player colapsou sistema de estação ferroviária chinesa

O sistema ferroviário na cidade de Dalian, no nordeste da China, ficou paralisado por causa da desativação do programa Flash Player da Adobe. A Adobe encerrou o suporte técnico do seu player de multimédia Flash Player …

Eis o que o mundo pode aprender com o confinamento da China

O confinamento na China tem apresentado resultados excecionais no controlo da pandemia, à custa da perda de liberdade das pessoas. Ainda assim, há muito que se pode aprender com o exemplo chinês. Colocar o autoritarismo contra …

Descoberto fármaco "100 vezes mais potente" contra a covid-19 (e "nasceu" das seringas-do-mar)

Uma equipa internacional de investigadores descobriu um medicamento antiviral que é "100 vezes mais potente" do que o remdesivir no tratamento da covid-19. Trata-se de um fármaco usado para tratar um cancro sanguíneo, que só foi …