Contagem do tempo leva 25% dos professores ao topo da carreira

Mário Cruz / Lusa

Dos cerca de 99 mil professores que existem no Ministério da Educação, cerca de 22.300 atingiriam o topo da carreira se o tempo de serviço congelado, passando assim ter uma remuneração base da ordem dos 3.500 euros brutos.

Quase um quarto dos professores chegaria ao topo da carreira no próximo ano se o tempo de serviço congelado nos últimos sete anos for tido em conta, disse fonte do Governo à Agência Lusa.

Segundo a mesma fonte, dos cerca de 99 mil professores que existem no Ministério da Educação, cerca de 22.300 atingiriam o topo da carreira nessa situação, passando assim ter uma remuneração base da ordem dos 3.500 euros brutos.

A contagem do tempo de serviço entre 2011 e 2017 resultaria ainda num aumento salarial anual de 15 mil euros para cerca de 6 mil professores, adiantou.

O ministro das Finanças, Mário Centeno, tinha dito que o descongelamento das carreiras dos professores teria um impacto orçamental de 650 milhões de euros em 2018, caso os anos do congelamento contassem.

Tendo em conta o universo atual de docentes, o aumento médio salarial seria assim da ordem dos 6 mil euros por docente.

Também segundo Mário Centeno, no próximo ano, serão cerca de metade (46 mil) os professores que reunirão as condições para progredir na carreira, com um impacto orçamental estimado em 90 milhões de euros. Para a totalidade da administração pública (incluindo os professores) estão previstos cerca de 200 milhões no próximo ano.

Na segunda ronda de reuniões entre o Ministério da Educação e os sindicatos dos professores, que começaram na noite de sexta-feira e duraram 10 horas, foi assinada uma declaração de compromisso. À saída do encontro, o Governo considerou que o acordo traduz um modelo “financeiramente sustentável”.

No documento, ficou estipulado que os sindicatos e o Governo vão agora definir “o tempo, o modo de recuperação e o calendário” em que ocorrerá o descongelamento.

Ficou ainda acordada a negociação do “modelo concreto da recomposição da carreira que permita recuperar o tempo de serviço”.

“Do modelo resultará a distribuição no tempo dos impactos orçamentais associados, num quadro de sustentabilidade e de compatibilização com os recursos disponíveis face à situação financeira do país, com início da produção dos seus efeitos nesta legislatura e prevendo-se o seu final no termo da próxima”, lê-se no documento.

// Lusa

 

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Que engraçado. Ao longo destes anos de congelamento de carreira dos professores, ninguém abordou as subidas de vencimento de políticos e de médicos. Parece que é uma escandaleira pegada os profs. verem os seus vencimentos restaurados; bem e quanto a uma boa fatia de políticos, que durante anos nos têm enterrado em dívidas por corrupção e/ou má gestão do nosso dinheiro (é o dinheiro do Estado que gastam — aquele que pagamos em impostos)? E as pensões vitalícias dos políticos?
    E os médicos, que têm os seus vencimentos bem atualizados? E persistem as listas de espera para cirurgias enormes, continuam hospitais e centros de saúde sem medicamentos e outros materiais essenciais?
    Então não há revolta em torno destas questões?

  2. Se tudo isto for para a frente com os professores e depois seguramente com polícias, enfermeiros, médicos, técnicos de diagnóstico, juízes, oficiais de justiça, polícias, etc, etc, etc… É UM CRIME para qualquer trabalhador do privado. Isto é uma chulice e uma total irresponsabilidade do PS.

RESPONDER

"Médicos de árvores" em Singapura ajudam a preservar os seus pacientes gigantes

Arboristas como Eric Ong são responsáveis pelo bem-estar das milhares de árvores em Singapura. O seu trabalho é essencial para a preservação da natureza. A Singapura é uma cidade-estado insular situada ao sul da Malásia, com …

Novo primeiro-ministro de Israel dá 14 dias a Netanyahu para deixar residência oficial

O novo primeiro-ministro de Israel, Naftali Benet, deu duas semanas ao antecessor Benjamin Netanyahu para abandonar a residência oficial do chefe de Governo, em Jerusalém, segundo adianta hoje a imprensa local. Benet terá enviado na sexta-feira …

Ponte inca com mais de 500 anos é reconstruída após cair durante a pandemia

Peruanos da comunidade Huinchiri, localizada na região de Cusco, estão a reconstruir uma ponte inca com 500 anos. Esta foi feita a partir de técnicas tradicionais de tecelagem para criar uma passagem sob o Rio …

Portugal 2-4 Alemanha | Reality check ao plano do engenheiro

A seleção portuguesa de futebol, campeã em título, caiu hoje para o terceiro lugar do Grupo F do Euro2020, ao perder por 4-2 com a Alemanha, em encontro da segunda jornada, disputado no Allianz Arena, …

Pandemia mostrou “falta de proteção das mulheres”

A pandemia de covid-19 mostrou “a vulnerabilidade e a falta de proteção das mulheres e quão pouco as sociedades se preocupam realmente em proteger elementos-chave em matéria de segurança”, considera Edit Schlaffer, diretora-executiva da Women …

Portugal vs Alemanha: Portugal perde por 2-4

A seleção portuguesa de futebol pode garantir hoje o apuramento para os oitavos de final do Euro2020, mas terá de vencer a poderosa Alemanha, ainda à procura dos primeiros pontos no Grupo F. O jogo …

Choques elétricos no pescoço podem combater a fadiga

Desde café a rotinas de sono complexas: os seres humanos desenvolveram várias estratégias para evitar o cansaço. Agora, cientistas acreditam ter descoberto uma nova técnica de combate à fadiga através de estimulação elétrica cerebral não …

"Juneteenth". Novo feriado americano comemora o fim da escravatura

Este sábado comemora-se o mais recente feriado nacional a ser instituído nos Estados Unidos da América. É o chamado Juneteenth, um termo que funde as palavras "june" (junho) e "nineteenth" (dezanove), e representa a data …

Chef Enrico Derflingher trabalhou em Buckingham e na Casa Branca (e revela as preferências da rainha e de Bush)

O chef Enrico Derflingher já alimentou algumas das figuras mais poderosas do mundo. Do Palácio de Buckingham à Casa Branca, o chef italiano sabe melhor do que ninguém quais são as preferências culinárias de Isabel …

Maiores de 35 anos vão poder agendar toma da vacina na segunda-feira

As pessoas com 35 ou mais anos vão poder agendar a toma da vacina contra a covid-19 na próxima segunda-feira. A informação foi confirmada ao Público por fonte da task force. A mesma fonte não adiantou …