Colocar pacientes de covid-19 de barriga para baixo pode salvar vidas

Alejandro Garcia / EPA

Médicos e profissionais de saúde norte-americanos estão a descobrir que colocar pacientes de covid-19 internados em unidades de cuidados intensivos de bruços, isto é de barriga para baixo, ajuda a mantê-los vivos.

“Estamos a salvar vidas com isto, acredito que sim”, disse Mangala Narasimhan, diretor regional de cuidados intensivos da Northwell Health, em Nova Iorque, nos Estados Unidos,, citada pela emissora norte-americana CNN, que avança a notícia.

“É uma coisa tão simples de fazer. E observamos melhorias notáveis“, insisitiu.

Tal como explica o portal Futurism, esta posição ajuda os pacientes infetados com o novo coronavírus (SARS-CoV-2) a obter mais oxigénio para os seus pulmões.

Um paciente hospitalizado no hospital judeu de Long Island, no Queens, nos Estados Unidos, viu a sua taxa de saturação de oxigénio subir de 85% para 98% quando foi colocado de bruços – é uma diferença de 13 pontos percentuais.

“Ao colocar os pacientes nesta posição, estamos a abrir partes do pulmão que não estavam abertas antes”, explicou à CNN Kathryn Hibbert, diretora da unidade de cuidados intensivos do Hospital Geral de Massachusetts, também nos Estados Unidos.

Outros estudos

Um estudo científico publicado em 2013 no The New England Journal of Medicine concluiu que esta posição ajudou a diminuir as taxas de mortalidade nos pacientes com síndrome do desconforto respiratório agudo grave (SDRA), um tipo de insuficiência respiratória causada pela inflamação nos pulmões, condição que alguns pacientes graves de covid-19 têm.

Contudo, importa frisar, o estudo analisou apenas pacientes que utilizaram ventiladores, ou seja, não é possível concluir a partir desta investigação o que é que aconteceria nestas condições com doentes que não estivesse gravemente doentes.

Um outro estudo, publicado em março e realizado no hospital de Wuhan, a província chinesa onde “nasceu” a nova pandemia, concluiu que colocar pacientes de bruços mostrou-se, em alguns casos, mais útil do que aplicar pressão positiva nos pulmões através de ventiladores em doentes graves infetados com a covid-19.

“Este estudo é a primeira descrição do comportamento dos pulmões em pacientes com covid-19 grave que necessitam de ventilação mecânica e que recebem pressão positiva”, disse Haibo Qiu, professor da Faculdade de Medicina da Universidade do Sudeste, em Nanjing, China, e co-autor do artigo publicado, cujos resultados foram publicados na revista American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine.

O estudo indica “que alguns pacientes não respondem bem à pressão positiva alta e que respondem melhor ao posicionamento de bruços na cama”, concluiu o especialista chinês, citado num comunicado divulgado à data.

Apesar dos resultados positivos registados, sublinha o Futurism, estes estudos são ainda pequenos no que respeita à sua dimensão, não podendo ser generalizados para uma população maior. Há ainda muitos pacientes que não são fisicamente capazes de passar todo o dia nesta posição, enquanto estão internados.

Cientistas dos EUA estão agora a analisar os efeitos os efeitos de alterar a posição dos doentes que precisam de oxigénio extra, mas não necessariamente de um ventilador.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O decúbito ventral é algo utilizado em cuidados intensivos. Não só no âmbito do COVID19. Alguns dos vídeos de Itália permitem ver exactamente doentes nessa posição.

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …

Vírus pode ter estado adormecido antes de surgir na China, diz investigador de Oxford

O novo coronavírus pode ter estado adormecido algures no mundo antes de ter surgido na China, defendeu o investigador da Universidade de Oxford, Tom Jefferson, apontando para várias descobertas de amostras do vírus em Espanha, …

Federer sente falta de Wimbledon. "Deu-me tudo"

Roger Federer admitiu sentir a falta de Wimbledon, o torneio do "Grand Slam" que, se não tivesse sido cancelado devido à pandemia de covid-19, estaria a decorrer em Londres. O tenista suíço Roger Federer admitiu, esta …