Colocar pacientes de covid-19 de barriga para baixo pode salvar vidas

Alejandro Garcia / EPA

Médicos e profissionais de saúde norte-americanos estão a descobrir que colocar pacientes de covid-19 internados em unidades de cuidados intensivos de bruços, isto é de barriga para baixo, ajuda a mantê-los vivos.

“Estamos a salvar vidas com isto, acredito que sim”, disse Mangala Narasimhan, diretor regional de cuidados intensivos da Northwell Health, em Nova Iorque, nos Estados Unidos,, citada pela emissora norte-americana CNN, que avança a notícia.

“É uma coisa tão simples de fazer. E observamos melhorias notáveis“, insisitiu.

Tal como explica o portal Futurism, esta posição ajuda os pacientes infetados com o novo coronavírus (SARS-CoV-2) a obter mais oxigénio para os seus pulmões.

Um paciente hospitalizado no hospital judeu de Long Island, no Queens, nos Estados Unidos, viu a sua taxa de saturação de oxigénio subir de 85% para 98% quando foi colocado de bruços – é uma diferença de 13 pontos percentuais.

“Ao colocar os pacientes nesta posição, estamos a abrir partes do pulmão que não estavam abertas antes”, explicou à CNN Kathryn Hibbert, diretora da unidade de cuidados intensivos do Hospital Geral de Massachusetts, também nos Estados Unidos.

Outros estudos

Um estudo científico publicado em 2013 no The New England Journal of Medicine concluiu que esta posição ajudou a diminuir as taxas de mortalidade nos pacientes com síndrome do desconforto respiratório agudo grave (SDRA), um tipo de insuficiência respiratória causada pela inflamação nos pulmões, condição que alguns pacientes graves de covid-19 têm.

Contudo, importa frisar, o estudo analisou apenas pacientes que utilizaram ventiladores, ou seja, não é possível concluir a partir desta investigação o que é que aconteceria nestas condições com doentes que não estivesse gravemente doentes.

Um outro estudo, publicado em março e realizado no hospital de Wuhan, a província chinesa onde “nasceu” a nova pandemia, concluiu que colocar pacientes de bruços mostrou-se, em alguns casos, mais útil do que aplicar pressão positiva nos pulmões através de ventiladores em doentes graves infetados com a covid-19.

“Este estudo é a primeira descrição do comportamento dos pulmões em pacientes com covid-19 grave que necessitam de ventilação mecânica e que recebem pressão positiva”, disse Haibo Qiu, professor da Faculdade de Medicina da Universidade do Sudeste, em Nanjing, China, e co-autor do artigo publicado, cujos resultados foram publicados na revista American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine.

O estudo indica “que alguns pacientes não respondem bem à pressão positiva alta e que respondem melhor ao posicionamento de bruços na cama”, concluiu o especialista chinês, citado num comunicado divulgado à data.

Apesar dos resultados positivos registados, sublinha o Futurism, estes estudos são ainda pequenos no que respeita à sua dimensão, não podendo ser generalizados para uma população maior. Há ainda muitos pacientes que não são fisicamente capazes de passar todo o dia nesta posição, enquanto estão internados.

Cientistas dos EUA estão agora a analisar os efeitos os efeitos de alterar a posição dos doentes que precisam de oxigénio extra, mas não necessariamente de um ventilador.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O decúbito ventral é algo utilizado em cuidados intensivos. Não só no âmbito do COVID19. Alguns dos vídeos de Itália permitem ver exactamente doentes nessa posição.

Responder a ? Cancelar resposta

The Crown. Afinal, vem aí uma sexta temporada

Peter Morgan, criador, produtor e argumentista de The Crown, anunciou esta quinta-feira (9), através do Twitter da plataforma de streaming Netflix, que a série britânica terá uma sexta temporada. “Quando começamos a discutir as histórias da …

Observatório Gaia revoluciona o rastreamento de asteroides

O observatório espacial Gaia da ESA é uma missão ambiciosa que tem o objetivo de construir um mapa tridimensional da nossa Galáxia, fazendo medições de alta precisão de mais de mil milhões de estrelas. No entanto, …

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas na Índia em apenas 10 dias

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas no estado de Bihar, no norte da Índia, no espaço de dez dias, noticia a AFP, que escreve que os números podem aumentar nos próximos tempos devido às alterações …

Investigação portuguesa descobriu 14 espécies marinhas com potencial para produção de antibióticos

Uma investigação conjunta da Universidade de Aveiro e da Universidade Católica descobriu 14 novas espécies e um género de fungos marinhos, com potencial para produção de antibióticos, revelou esta segunda-feira fonte académica. "Neste momento, estão a …

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …

Homicídios disparam na maioria das cidades norte-americanas durante a pandemia

O número de homicídios cometidos em solo norte-americano disparou na maioria das cidades do país na primeira metade de 2020, comparativamente com o mesmo período do ano passado, revela uma investigação do New York Times. …

Investigadores desenvolvem robô-cientista (e já descobriu um novo catalisador)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, construiu um robô-cientista móvel inteligente, que realiza experiências sem ajuda humana. O novo robô-cientista toma decisões sozinho e já descobriu um novo catalisador. Segundo a …

Sérgio Figueiredo deixa direção de informação da TVI

Sérgio Figueiredo saiu do cargo de diretor de informação da TVI, anuncia a estação de televisão em comunicado enviado às redações. A cessação de funções é efetiva a partir desta sexta (10) e põe fim a …

Dinamarca lança "passaporte covid-19"

O Governo da Dinamarca lançou o "passaporte covid-19", um documento que atesta que o portador do mesmo não teve um resultado positivo ao novo coronavírus recentemente. Deverá ser utilizado em viagens internas ou externas. De …

Mais oito mortes e 342 novos casos. Mais 305 pessoas dadas como recuperadas

Portugal regista este sábado mais oito mortes por covid-19 e mais 342 casos confirmados em relação a sexta-feira, segundo dados da Direção-Geral de Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico diário da DGS, há 46.221 casos …