Mais de 500 civis mortos em ataques russos na Síria. Pelo menos 130 eram crianças

Mohammed Badra / EPA

Uma criança a chorar no hospital em Ghouta Oriental, Síria.

Mais de 544 civis foram mortos e mais de 2 mil pessoas ficaram feridas após ataques russos, este domingo, a um baluarte rebelde no noroeste da Síria. Pelo menos 130 dos mortos eram crianças.

A guerra entre o presidente sírio Bashar al Assad e as fações rebeldes está a intensificar-se e, este domingo, os ataques aéreos russos no noroeste da Síria só vieram agravar a situação. O SNHR, um grupo de direitos humanos, diz que 544 civis foram mortos e 2.117 pessoas ficaram feridas. Pelo menos 130 vítimas eram crianças.

“Os exército russo e o seu aliado sírio estão a atacar deliberadamente civis, com um número recorde de instalações médicas bombardeadas”, disse à Reuters Fadel Abdul Ghany, presidente da SNHR.

Em sua defesa, Moscovo diz que os ataques não foram intencionados aos civis e que a Rússia e a Síria apenas se estão a defender de ataques terroristas de Al Qaeda que alegam ter atingido área altamente populadas. Além disso, acusam os rebeldes de quebrar um acordo de cessar-fogo.

A US Human Rights Watch acusa russos e sírios de terem usado munições de fragmentação e armas incendiárias em ataques a áreas ocupadas por civis. “Vilas e cidades inteiras tiveram de ser evacuadas”, disse um porta-voz da Defesa Civil de Idlib, citado pelo jornal russo The Moscow Times. Segundo as Nações Unidas, pelo menos 300 mil pessoas foram obrigadas a abandonar as suas casas devido a ataques russos e sírios.

Já morreram demasiadas pessoas” e “até as guerras têm leis” defendeu as Nações Unidas, remetendo para ataques das forças do governo a hospitais, escolas e mercados públicos.

“Ter estas instalações médicas bombardeadas e postas fora de serviço em menos de dois meses não é um acidente”, disse Khaula Sawah, vice-presidente da União de Organizações de Assistência Médica e Socorro dos Estados Unidos, que tem oferecido ajuda no noroeste da Síria. “Vamos chamar as coisas pelo seu nome: um crime de guerra“, acrescentou, citado pelo The Independent.

ZAP //

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. Típico das bestas russas! Estes não se preocupam com detalhes como “danos colaterais”, arrasam tudo à sua volta querem lá saber se são crianças ou inocentes, não querem é que os atrapalhem! Curioso é, não ter lido nada sobre este assunto a não ser aqui.

  2. Os hospitais não são acidentes, são alvos estratégicos. Não há cá regras no meio de uma guerra ….
    Os civis ajudam os bandidos, os civis tornam-se bandidos …

Responder a FSC Cancelar resposta

Comissão de Proteção de Dados "desaplica" nove artigos da lei nacional de RGPD

A Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) deliberou "desaplicar" nove artigos da lei que executa em Portugal o Regulamento Geral Proteção de Dados (RGPD), em vigor desde 9 de agosto, nomeadamente relativos às coimas. A …

Ex-Presidente do Zimbabué Robert Mugabe morreu vítima de cancro

O ex-Presidente do Zimbabué, que morreu no passado dia 6 de setembro num hospital em Singapura, sofria de cancro em fase terminal, anunciou esta segunda-feira o novo chefe de Estado do país. O atual Presidente, …

Britânicos que divulgaram imagens de Emiliano Sala na morgue condenados a pena de prisão

Os dois britânicos acusados de terem acedido e divulgado imagens do corpo do jogador argentino, que faleceu num acidente de avião, foram condenados a penas de prisão efetivas. Segundo o Observador, um homem e uma mulher …

Lionel Messi ganha prémio The Best pela sexta vez

O futebolista argentino conquistou, pela sexta vez, o prémio The Best da FIFA, , durante a cerimónia que decorreu em Milão, Itália, sucedendo ao croata Luka Modric. O argentino Lionel Messi, de 32 anos, regressou ao lote …

Lágrimas de cristal. Jovem chora "diamantes" em vez de lágrimas

Em vez de lágrimas, Satenik Kazarián chora pequenos cristais. Os médicos ainda não conseguiram obter um diagnóstico preciso da doença, que tem tornado a vida desta jovem num autêntico "inferno". Satenik Kazarián, uma arménia de apenas …

UGT defende aumento do salário mínimo para 660 euros em 2020

A União Geral de Trabalhadores (UGT) reivindicou, esta segunda-feira, a subida do salário mínimo para 660 euros em 2020, para que se atinja um patamar de, pelo menos, 800 euros no final da próxima legislatura …

Troca de garrafas de gás de qualquer marca obrigatória a partir de terça-feira

Os pontos de venda de gás engarrafado vão ser obrigados, a partir desta terça-feira, a aceitar botijas vazias de qualquer marca, segundo um regulamento publicado esta segunda. A medida já tinha sido aprovada pelo Governo no …

Pais ameaçam fechar 11 escolas em Gaia. Diretor admite haver razões para isso

As associações de pais de Canelas, em Vila Nova de Gaia, ameaçam fechar os 11 estabelecimentos de ensino que compõem o agrupamento escolar. Os pais dizem que a falta de funcionários compromete a segurança de crianças …

Rutura de coletor na origem de dejetos junto ao Festival Iminente

Denúncias nas redes sociais mostravam esgotos a céu aberto junto ao panorâmico de Monsanto, com dejetos como restos de papel higiénico, luvas de plástico e bocados de comida.  Segundo o Expresso, as fotografias e os vídeos …

Marroquinas declaram-se "fora da lei" para defender a sua liberdade

Centenas de marroquinas declararam-se "fora-da-lei", proclamando terem já violado as "obsoletas" leis sobre os costumes e o aborto, num manifesto publicado, esta segunda-feira, por vários media marroquinos em nome das liberdades individuais. A tomada de …