Bombardeamento dos EUA mata 9 Médicos Sem Fronteiras no Afeganistão

Os Estados Unidos reconheceram neste sábado que poderão ter causado “danos colaterais” num centro da organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) em Kunduz, norte do Afeganistão, e afirmaram que estão a investigar o incidente.

O porta-voz das tropas norte-americanas no Afeganistão, coronel Brian Tribus, disse à Efe que houve um “ataque aéreo em Kunduz pelas 02:15 (22.45 de sexta-feira em Lisboa) contra indivíduos que ameaçavam o contingente”.

“O ataque pode ter feito danos colaterais numa instalação médica próxima. O incidente está sob investigação”, afirmou.

Os primeiros relatos falavam em 3 mortes confirmadas, mas esse número já aumentou para 9, conforme adianta a CNN, todos elementos da organização MSF.

Outras 30 pessoas continuam desaparecidas após o bombardeamento ao hospital em Kunduz, cidade estratégica do norte do Afeganistão que desde segunda-feira é palco de combates entre os talibãs e as tropas afegãs, que contam com o apoio aéreo norte-americano.

O hospital, o único que funcionava naquela cidade, ficou “muito danificado” no bombardeamento “prolongado”, lançado às 02:10 de hoje (22.40 de sexta-feira em Lisboa), segundo um comunicado da MSF.

A tomada de Kunduz, na segunda-feira passada, foi a conquista militar mais importante dos talibãs desde que em 2001 foram afastados do poder após a ofensiva liderada pelos Estados Unidos.

O exército afegão recuperou na quinta-feira o controlo da cidade afegã de Kunduz, no norte do país, mas combates entre as forças governamentais e os talibãs continuaram nos últimos dias.

A NATO, que como parte da missão de ‘Apoio Decidido’ conta com cerca de 4.000 militares em missões de assistência e capacitação, também participa na campanha de apoio no terreno às tropas afegãs.

Os Estados Unidos mantêm uma missão de combate no país com uma dotação de 9.800 soldados que está previsto permanecer no Afeganistão até ao final do ano.

ZAP, Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Quatro mortos em manifestações na Bolívia. São 23 desde o final de outubro

Comissão Interamericana de Direitos Humanos registou pelo menos 122 feridos desde sexta-feira. Já houve 23 vítimas mortais desde o final de Outubro, início da crise social e política na Bolívia. Quatro pessoas morreram no sábado em …

UE acusada de pagar aos próprios traficantes para travar imigração

A União Europeia conta com um processo no Tribunal Penal Internacional interposto por Omer Shatz e Juan Branco. A UE é acusado de pagar aos próprios traficantes para parar a imigração. Omer Shatz, advogado e professor …

Governo quer ter a primeira refinaria de lítio da Europa

O Governo quer abrir a primeira refinaria de lítio no continente europeu. No entanto, João Galamba refere que tudo depende dos resultados do estudo de impacto ambiental das minas. Sem confirmar que venha a haver minas …

Cientistas desvendam novas pistas sobre o maior macaco que já existiu

O mítico "Bigfoot" é uma criatura lendária mas, durante milhões de anos, o verdadeiro — um símio com o dobro do tamanho de um ser humano adulto — percorreu as florestas do Sudeste Asiático, antes …

Preço do tabaco pode aumentar. Decisão cabe ao Governo

Os responsáveis do Programa Nacional para a Prevenção do Tabagismo propuseram um aumento do preço do tabaco, e a decisão depende agora do Governo. Os responsáveis do Programa Nacional para a Prevenção do Tabagismo propuseram um …

Derrocada em Borba. Um ano depois, ainda é uma ferida aberta e problemas continuam

Um ano depois do acidente na pedreira de Borba, o sindicato que representa os trabalhadores garante que os perigos persistem, enquanto a associação Assimagra salienta que foi um caso “isolado” e está a avançar com …

Caracóis estão a ficar amarelos para se adaptarem às alterações climáticas

Nas áreas urbanas, os caracóis estão a ficar com as cascas amarelas para se adaptarem às alterações climáticas. Os cientistas vão agora analisar os padrões das penas dos pássaros, para perceberem se também há uma …

Os terrenos contaminados de Fukushima vão tornar-se num centro de "energia verde"

Fukushima, local que sofreu um dos maiores desastres nuclear do mundo, vai reinventar-se e tornar-se num centro de energia renovável. Depois de ser atingido por um terramoto e um tsunami de 15 metros em 2011, três …

Cientistas identificaram neurónios específicos que mapeiam memórias

Neurocientistas descobriram um aspeto curioso de como a nossa memória funciona: Quando o cérebro precisa de recuperar informação relacionada com um lugar específico, neurónios individuais podem atingir memórias específicas. De acordo com o estudo publicado na …

Grande tempestade de areia pode ter ditado o fim de um império da Mesopotâmia

O Império Acádio da Mesopotâmia entrou em colapso devido a uma enorme tempestade de areia, sugeriu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Hokkaido, no Japão. Em comunicado, os especialistas explicam …