Cinco militares dos Comandos tinham doenças graves que passaram nos exames

-

Cinco instruendos do curso de comandos que foram afastados por sofrerem de doenças graves, anteriores ao início da instrução, realizaram três baterias de exames que não lhes detectaram qualquer problema físico.

De acordo com a Rádio Renascença, cinco dos militares que integraram o 127º curso de Comandos foram afastados da instrução por sofrerem de problemas graves de saúde.

A Renascença alega que teve acesso aos “processos de exclusão” e nota que estes afastamentos só ocorreram depois do arranque da instrução, embora alguns dos militares apresentassem “manifestações de doenças graves, anteriores ao início do curso”.

Um cenário que é confirmado pelo porta-voz do Exército, o tenente-coronel Vicente Pereira, que destaca na Renascença que “quando o curso foi suspenso, todos os militares efectuaram testes pelo centro de saúde militar de Coimbra, com um painel de especialistas em diversas áreas, e foram considerados, aptos a continuar o curso”, e que só posteriormente, “é que revelaram essa incapacidade física para continuar”.

A Renascença nota que os instruendos foram sujeitos aos primeiros exames aquando da entrada no Exército e que os segundos testes clínicos se realizaram quando concorreram ao curso de comandos. Finalmente, os últimos exames foram feitos já após as mortes ocorridas no início de Setembro.

A estação realça que em nenhuma destas séries de exames foram detectados os problemas de saúde dos militares, notando que, num dos casos, está em causa uma “doença hepática crónica, de origem genética, designada por síndrome de Gilbert”.

Outro dos militares afastados tem uma “doença cardíaca, também genética, e antecedentes de epilepsia“, frisa a Renascença, realçando que um “terceiro instruendo tem um tumor ósseo na bacia, visível ‘à vista desarmada'” e que os outros dois têm “duas hérnias discais” e “uma dismetria dos membros inferiores“.

Colocado perante estes casos, o Tenente-Coronel Vicente Pereira salienta que os militares concorrem ao curso de comandos com “níveis de ambição elevados” que os levam, “com alguma frequência”, a esconderem “manifestações de doença para não serem excluídos”.

Num cenário destes, “a identificação de patologia torna-se mais difícil”, assume o porta-voz do Exército.

A Renascença cita o Exército que admite vir a alterar a “metodologia a seguir no futuro”, em função das conclusões da Inspecção Técnica Extraordinária que a Inspecção Geral do Exército está a fazer ao caso.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Irão condena "firmemente" ataque na Síria. EUA quis enviar "mensagem clara"

O Irão, aliado do regime sírio de Bashar al-Assad, condenou "firmemente" os ataques norte-americanos a milícias pró-iranianas na Síria, considerando que podem "intensificar os conflitos" na região. Segundo o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Said …

Vieira segura Jesus apesar da pressão interna

O presidente do SL Benfica, Luís Filipe Vieira, descarta neste momento avançar para a demissão do treinador encarnado, Jorge Jesus, apesar da pressão interna para o fazer, avança este sábado o desportivo Record. Segundo a …

Os antigos egípcios tinham um segredo para fazer pão. Milénios depois, eis a receita

Ninguém sabia como é que os antigos egípcios faziam pão, até uma investigadora ter posto – literalmente – as mãos na massa e descoberto qual era o seu segredo. "A produção de pão no Egito faraónico …

Afinal, Messi pode mesmo ficar em Barcelona

O internacional argentino Lionel Messi, que no verão passado admitiu publicamente que queria deixar o FC Barcelona, poderá continuar no clube. A informação é avançada este sábado pelo jornal espanhol Marca, que dá conta que …

Governo vai começar a executar o PRR pela área da saúde e apoio aos idosos

O Governo quer começar a executar o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) pela área da saúde e combate às vulnerabilidades sociais. Em declarações ao jornal Público, a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira …

Testes alargados a todas as escolas e passam a contemplar amostras de saliva

Os testes ao novo coronavírus vão abranger todas as escolas de Portugal continental e contemplar a amostra de saliva para a realização dos rastreios laboratoriais, segundo a atualização da norma da Direção-Geral da Saúde (DGS) …

Poeira de asteróide encontrada na cratera Chicxulub encerra caso da extinção dos dinossauros

Uma equipa de investigadores acredita ter encerrado o caso da extinção dos dinossauros após ter encontrado poeira de asteróide na cratera que Chicxulub terá criado há 66 milhões de anos. Desde os anos 1980 que a …

CDS recebeu com "alegria e entusiasmo" candidatura de Moedas a Lisboa

O presidente do CDS-PP afirmou, esta sexta-feira, que o partido recebeu com "grande alegria e entusiasmo" a candidatura de Carlos Moedas à Câmara de Lisboa, considerando que é "um nome forte" e uma "ótima notícia" …

Nem Pote, nem Porro. As estatísticas mostram que Manafá tem sido o melhor em Portugal

O índice de desempenho de uma ferramenta de scouting usada por grandes clubes europeus aponta Wilson Manafá como o jogador em melhor forma da Liga NOS. Não é tecnicamente dotado, nem um favorito dos adeptos. O …

TAP avança com lay-off de um ano a partir de segunda-feira

A TAP vai avançar com um processo de lay-off clássico, que passará por uma redução dos períodos normais de trabalho ou suspensão de contratos, a partir da próxima segunda-feira e durante 12 meses. De acordo com …