Centeno promete cortar apoio a bancos e a empresas públicas

O Ministério das Finanças, tutelado por Mário Centeno, prometem cortar as “compras de ativos financeiros” no Orçamento de Estado para 2020 (OE2020), ou seja, o cortar o financiamento ao Fundo de Resolução e a empresas públicas.

De acordo com informação atualizada pela agência da dívida pública (IGCP), que reitera os valores submetidos ao Parlamento no OE2020, o Estado garante que vai gastar, em termos líquidos, 3,7 mil milhões de euros com esse tipo de ajudas – menos 34% do que em 2019. Os valores líquidos resultam, de acordo com o Diário de Notícias, da diferença entre os apoios concedidos e os ganhos obtidos no âmbito da concessão da ajuda – como juros e comissões.

Na terça-feira, no Parlamento, foi aprovada uma proposta de alteração do PSD ao OE2020 em mais uma coligação negativa dos partidos da oposição, que obriga o governo a pedir autorização à Assembleia da República se quiser emprestar mais do que o máximo previsto ao Fundo de Resolução para o Novo Banco – 850 milhões de euros.

No caso do Novo Banco, em 2019, registou-se uma forte derrapagem nas necessidades de capital. Mário Centeno desenhou um OE que reservava 400 milhões de euros para o banco, mas a situação da instituição financeira é tão desfavorável, que acabou por exigir um total de 1149 milhões de euros ao Fundo de Resolução.

O Estado colocou o máximo anual possível: 850 milhões de euros. Os outros bancos privados e a Caixa Geral de Depósitos, que são os acionistas do Fundo de Resolução, colocaram o resto – cerca de 299 milhões de euros.

O DN recorda ainda que, no ano passado, o esforço dos contribuintes com os apoios à banca e às empresas públicas aumentou, disparando mais de 51%, até 5,6 mil milhões de euros. Os 792 milhões a mais exigidos pelo Novo Banco ajudaram à subida.

Em 2020, as Finanças preveem canalizar mais 600 milhões de euros para o Novo Banco, mas o banco já começou a dar sinais de que pode precisar de mais dinheiro. No entanto, o limite anual do apoio do Estado é de 850 milhões.

O jornal Público deu conta, recentemente, de que o Estado estaria a estudar ir além dos 850 milhões. Porém, Centeno disse que não havia nada a ser negociado neste momento.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Se há coisa que eu não percebo, é como podem os contribuintes dar 850 milhões (nem que fosse um só milhão) para bancos. Vão trabalhar!!!

    • Pelo simples motivo que se os bancos fossem todos à falência (e não é preciso irem todos, bastava dois ou três dos grandes) e o amigo no dia a seguir não tinha nada para comer à mesa. Sem atividade financeira o país morria de imediato.

RESPONDER

Maduro pede aos norte-americanos que impeçam "novo Vietname" perto de casa

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, dirigiu este domingo uma carta aos norte-americanos, apelando a que travem as alegadas intenções de Trump de avançar para um conflito armado com a Venezuela e impeçam "outro Vietname …

Apareceu um enorme buraco na camada de ozono por cima do Pólo Norte

O Arctic Ozone Watch da NASA relatou a formação de um grande buraco na camada de azono acima do Pólo Norte, que pode ser o maior já registado no norte. Em março, os relatórios de balões …

Descoberto novo candidato a superterra habitável a 12 anos-luz

Um sistema estelar recém-descoberto a 12 anos-luz inclui três mundos na faixa de tamanho entre a Terra e Neptuno, um deles na "zona habitável" da estrela, onde o calor do hospedeiro permite a existência de …

Na Terra ou em Marte: reator híbrido converte CO2 em produtos orgânicos

Uma equipa de investigadores desenvolveu um reator híbrido que utiliza bactérias "ciborgues" incorporadas em nanofios para produzir alimentos, combustível e oxigénio. Segundo o comunicado da Universidade da Califórnia, em Berkeley, este sistema é muito semelhante ao …

Já pode visitar o ponto mais profundo dos 5 oceanos (mas há um preço)

Graças a um explorador rico, em maio, alguns sortudos poderão escapar da pandemia de covid-19 durante um curto período de tempo, mergulhando ao ponto mais profundo conhecido dos oceanos da Terra. O Challenger Deep é o …

Os tubarões são mais fáceis de capturar em águas mais frias

As áreas equatoriais quentes são o local onde a vida marinha é mais biodiversa. No entanto, os navios de pesca são mais propensos a capturar tubarões e atum em regiões oceânicas frias. Vivem mais espécies perto do …

Golfinhos machos "cantam" juntos para seduzir fêmeas

Um novo estudo científico sugere que os golfinhos machos "cantam" todos juntos, de forma síncrona, para seduzirem as fêmeas a ter relações sexuais. De acordo com a revista Newsweek, os investigadores analisaram várias gravações de "pops" — …

Na Etiópia, os apagões da Internet afetam a vida de milhares de pessoas

A Internet desempenha um papel decisivo na transformação da vida de milhares de etíopes e é por isso que as paralisações têm um enorme impacto económico.  Entre janeiro e o final de março, os habitantes da …

É urgente moldar as áreas urbanas de África para suportar futuras pandemias

Quando o tema é a Covid-19, o poder das cidades provém do número de interações entre pessoas, empresas e mercados que estes centros populacionais permitem. Apesar de todas as suas virtudes, a verdade é que …

Incêndio em Chernobyl pode ter provocado valores de radiação acima do normal

Um fogo florestal atingiu este domingo a zona interditada da central nuclear de Chernobyl, mas as informações sobre o aumento dos níveis de radiação são contraditórias. O fogo já consumiu 100 hectares de floresta, disse Yehor …