Não, diz Centeno, a carga fiscal não aumentou

José Sena Goulão / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno

O ministro das Finanças, Mário Centeno, descarta a ideia de que a carga fiscal em Portugal tenha aumentado no ano passado. “A carga fiscal é um conceito que está desfasado da realidade”, aponta.

Esta semana, o Instituto Nacional de Estatística (INE) adiantou que a carga fiscal subiu para 37% do PIB no ano passado, face aos 36,6% que atingiu em 2016. Este foi o valor mais alto dos últimos 22 anos mas, ainda assim, Mário Centeno recusa a tese de que o Governo está a pedir mais às pessoas em termos contributivos.

Ao Expresso, o ministro das Finanças afirma que “a carga fiscal é um conceito muito antigo que sobrevive por ser útil, porém está desfasado da realidade. Mede o peso da receita fiscal e contributiva no PIB. Mas a base que constitui a receita fiscal e contributiva não é o PIB”.

“A massa salarial está a crescer em Portugal 7,6%, o que compara com 4,1% do PIB em termos nominais. Ou seja, sem termos aumentado a taxa contributiva, o peso da receita de contribuições no PIB aumentou porque o emprego e os salários aumentaram mais do que o PIB”, detalha Centeno em entrevista ao semanário.

O ministro vai mais longe e garante que não está a pedir mais às pessoas em termos contributivos e que, desta forma, “a carga fiscal no sentido efetivo não aumentou, mas esse indicador que mede a carga fiscal e contributiva no PIB subiu“.

Em resposta a Rui Rio, que exigiu ao Executivo que promovesse uma descida da carga fiscal, Centeno afirmou-se como “o último a dizer para não usarmos o indicador da carga fiscal, mas não podemos usá-lo como arremesso político descontextualizado“.

Em relação ao défice de 0,91% do PIB em 2017, o ministro das Finanças deixa claro que não houve sacrifícios para que este valor fosse atingido, acrescentando que os  valores finais das cativações de 2017 ficaram abaixo dos valores de 2016.

Já sobre o impacto da recapitalização da CGD, que fez disparar o défice para 3%, Mário Centeno rejeita que o Governo tenha preparado medidas para manter o défice abaixo da fasquia dos Procedimentos por Défices Excessivos. “Nunca me passaria pela cabeça que pudéssemos condicionar a condução da políticas a um evento desta natureza”, assegura.

Sobre os lucros do banco público, o ministro afirma estar “completamente satisfeito”. Já em relação ao Novo Banco, que, pelo contrário, atingiu prejuízos no valor de 1.400 milhões em 2017 que vão obrigar a um empréstimo do Estado na ordem dos 450 milhões de euros, Mário Centeno adianta que não irá comprometer as contas públicas.

ZAP //

 

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. Sector financeiro é a ruína deste país e ninguem faz nada. Bancos com prejuizos históricos devido a desfalques históricos, não há problema que o povo paga mais uns impostos enquanto os srs que nos roubaram a todos andam por ai tranquilamente com o aval de quem faz as leis, verdadeira mafia de fato e gravata…

  2. nunca vi ninguém tão aldrabão, basta ver os impostos da gasolina e depois obviamente que tudo aumenta pois tudo depende daí, mas se não quisermos ir por aí cada um de nós deve de ter um caso concreto, o meu por exemplo como pescador desportivo fez com que as licenças de pesca passassem de menos de 5 Euros para 20Euros mais do que quadruplicou, sabem quantos pescadores existem em Portugal? Mas isto é só um exemplo, estamos a ser comidos e bem comidos

  3. Porque é tão aldrabão este SemTino ?!
    Para ele, carga fiscal é aquilo que os cidadãos de salário mínimo, pagam de IRS !
    Esquece-se que esse mesmo cidadão quando mete gasolina no carro paga a gasolina mais cara da Europa, e 70% do valor vai direitinho para os cofres do estado.
    Em média, o português trabalha 162 dias para o fisco.
    O INE fala em 37% de carga fiscal…SemTino nega !
    A UE diz que o défice é de 3%, SemTino não aceita !
    Mas que ave rara é esta que pensa saber mais que os outros ?!
    E quando a EDP só paga 0,7% sobre lucros, de imposto, SemTino muda de conversa…

    • Ò carlitos, aguenta ai os cavalinhos…
      Primeiro tens de perceber que o indicador “carga fiscal”, diz respeito à parcela de receita de impostos no bolo do PIB.
      Quando o INE diz que a carga fiscal aumentou, o sem tino não nega! simplesmente não quer dizer que os impostos tenham aumentado, o que acontece é que a receita fiscal aumentou, o que é bem diferente!
      Acontece que os políticos e pessoas como tu gostam muito de espalhar a desinformação. O sem tino neste caso tem razão!
      Em relação ao défice, há duas contabilizações que podem ser feitas, com a recapitalização da caixa e sem a recapitalização. respectivamente ficou nos 0.9% e nos 3%.
      Em relação à EDP estas só a inventar, mas tudo bem lol

      • Ó Aninhas, aguenta também os teus cavalinhos!
        Até compreendo que queiras ver apenas uma parte da realidade e fingir que a outra não existe, provavelmente por uma qualquer afinidade partidária, mas isso não faz desaparecer os brutais AUMENTOS de impostos no IMI e nos combustíveis que o aldrabão do Centeno impôs aos portugueses (só para referir 2 exemplos bem conhecidos).
        Realmente há mesmo pessoas que gostam de desinformação. Destas, as piores são aquelas que acham que os outros não ouvem, não veem e não pensam… devem pensar que somos todos parvinhos como a Aninhas…

  4. Pois é agora negam tudo, quando eram os outros que tiveram que governar apertados a garrote devido à herança socialista era a oposição em coro a clamar por justiça, agora já todos os impostos são bons e permitidos e uma vez mais tal como no governo anterior lá fica o défice nos 3% devido aos calotes dos bancos que nunca mais têm administradores à altura para os gerir.

  5. Mentiroso! Aldrabão.
    Este e o Primeiro-Ministro são uns vigaristas. Diz-me com quem andas… e era amigo do 44. Agora até parece que já nem o conhece.

  6. Não aumentou a carga fiscal reduziu alguns impostos e cobrou outros, isso sim, mas há quem finja não perceber isso, porque assim lhe convêm. Paciência…

    • E há que não perceba mesmo, mas a esses pode dar-se um “desconto”…
      Já os outros não tem desculpa para tanta parvoíce…
      Claro que há impostos que aumentaram (impostos indirectos) mas há impostos que baixam, logo, como diz o Centeno (e bem), “a carga fiscal não aumentou”!!
      Podia era ter diminuído mais, se conseguissem pôr parasitas como a EDP, banca, etc a pagar mais!…

  7. Ò carlitos, aguenta ai os cavalinhos…
    Primeiro tens de perceber que o indicador “carga fiscal”, diz respeito à parcela de receita de impostos no bolo do PIB.
    Quando o INE diz que a carga fiscal aumentou, o sem tino não nega! simplesmente não quer dizer que os impostos tenham aumentado, o que acontece é que a receita fiscal aumentou, o que é bem diferente!
    Acontece que os políticos e pessoas como tu gostam muito de espalhar a desinformação. O sem tino neste caso tem razão!
    Em relação ao défice, há duas contabilizações que podem ser feitas, com a recapitalização da caixa e sem a recapitalização. respectivamente ficou nos 0.9% e nos 3%.
    Em relação à EDP estas só a inventar, mas tudo bem lol

Responder a Pois Cancelar resposta

Preço do tabaco pode aumentar. Decisão cabe ao Governo

Os responsáveis do Programa Nacional para a Prevenção do Tabagismo propuseram um aumento do preço do tabaco, e a decisão depende agora do Governo. Os responsáveis do Programa Nacional para a Prevenção do Tabagismo propuseram um …

Derrocada em Borba. Um ano depois, ainda é uma ferida aberta e problemas continuam

Um ano depois do acidente na pedreira de Borba, o sindicato que representa os trabalhadores garante que os perigos persistem, enquanto a associação Assimagra salienta que foi um caso “isolado” e está a avançar com …

Caracóis estão a ficar amarelos para se adaptarem às alterações climáticas

Nas áreas urbanas, os caracóis estão a ficar com as cascas amarelas para se adaptarem às alterações climáticas. Os cientistas vão agora analisar os padrões das penas dos pássaros, para perceberem se também há uma …

Os terrenos contaminados de Fukushima vão tornar-se num centro de "energia verde"

Fukushima, local que sofreu um dos maiores desastres nuclear do mundo, vai reinventar-se e tornar-se num centro de energia renovável. Depois de ser atingido por um terramoto e um tsunami de 15 metros em 2011, três …

Cientistas identificaram neurónios específicos que mapeiam memórias

Neurocientistas descobriram um aspeto curioso de como a nossa memória funciona: Quando o cérebro precisa de recuperar informação relacionada com um lugar específico, neurónios individuais podem atingir memórias específicas. De acordo com o estudo publicado na …

Grande tempestade de areia pode ter ditado o fim de um império da Mesopotâmia

O Império Acádio da Mesopotâmia entrou em colapso devido a uma enorme tempestade de areia, sugeriu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Hokkaido, no Japão. Em comunicado, os especialistas explicam …

Encontrado templo milenar usado em rituais pagãos de veneração da água

O local tem 3.000 anos, onde investigadores encontraram 21 sepulturas, bem como várias peças de cerâmica e anéis de cobre. O templo era usado em rituais pagãos de veneração da água. Uma equipa de arqueólogos encontrou …

Elon Musk diz que inovações da Neuralink vão conseguir curar o autismo

Musk disse que a sua empresa Neuralink iria "solucionar uma série de doenças neurológicas", entre as quais o autismo. Contudo, o autismo não é uma doença relacionada com o cérebro, mas sim uma perturbação do …

"Indivíduos desconhecidos" terão obrigado Marinha a apagar vídeo do incidente do USS Nimitz com um OVNI

Vários membros da Marinha que testemunharam o famoso Incidente do USS Nimitiz, em 2004, disseram que "indivíduos desconhecidos" apareceram depois do acontecimento e obrigaram-nos a apagar as gravações de vídeo. Em novembro de 2004, um porta-aviões …

Coreia do Norte detonou bomba atómica equivalente a 17 "Hiroshimas"

Dados de um satélite japonês revelam que a explosão de um teste nuclear na Coreia do Norte, em 2017, terá sido 17 vezes mais poderosa do que a bomba de Hiroshima. A Coreia do Norte estimou que …