Não, diz Centeno, a carga fiscal não aumentou

José Sena Goulão / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno

O ministro das Finanças, Mário Centeno, descarta a ideia de que a carga fiscal em Portugal tenha aumentado no ano passado. “A carga fiscal é um conceito que está desfasado da realidade”, aponta.

Esta semana, o Instituto Nacional de Estatística (INE) adiantou que a carga fiscal subiu para 37% do PIB no ano passado, face aos 36,6% que atingiu em 2016. Este foi o valor mais alto dos últimos 22 anos mas, ainda assim, Mário Centeno recusa a tese de que o Governo está a pedir mais às pessoas em termos contributivos.

Ao Expresso, o ministro das Finanças afirma que “a carga fiscal é um conceito muito antigo que sobrevive por ser útil, porém está desfasado da realidade. Mede o peso da receita fiscal e contributiva no PIB. Mas a base que constitui a receita fiscal e contributiva não é o PIB”.

“A massa salarial está a crescer em Portugal 7,6%, o que compara com 4,1% do PIB em termos nominais. Ou seja, sem termos aumentado a taxa contributiva, o peso da receita de contribuições no PIB aumentou porque o emprego e os salários aumentaram mais do que o PIB”, detalha Centeno em entrevista ao semanário.

O ministro vai mais longe e garante que não está a pedir mais às pessoas em termos contributivos e que, desta forma, “a carga fiscal no sentido efetivo não aumentou, mas esse indicador que mede a carga fiscal e contributiva no PIB subiu“.

Em resposta a Rui Rio, que exigiu ao Executivo que promovesse uma descida da carga fiscal, Centeno afirmou-se como “o último a dizer para não usarmos o indicador da carga fiscal, mas não podemos usá-lo como arremesso político descontextualizado“.

Em relação ao défice de 0,91% do PIB em 2017, o ministro das Finanças deixa claro que não houve sacrifícios para que este valor fosse atingido, acrescentando que os  valores finais das cativações de 2017 ficaram abaixo dos valores de 2016.

Já sobre o impacto da recapitalização da CGD, que fez disparar o défice para 3%, Mário Centeno rejeita que o Governo tenha preparado medidas para manter o défice abaixo da fasquia dos Procedimentos por Défices Excessivos. “Nunca me passaria pela cabeça que pudéssemos condicionar a condução da políticas a um evento desta natureza”, assegura.

Sobre os lucros do banco público, o ministro afirma estar “completamente satisfeito”. Já em relação ao Novo Banco, que, pelo contrário, atingiu prejuízos no valor de 1.400 milhões em 2017 que vão obrigar a um empréstimo do Estado na ordem dos 450 milhões de euros, Mário Centeno adianta que não irá comprometer as contas públicas.

ZAP //

 

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. Sector financeiro é a ruína deste país e ninguem faz nada. Bancos com prejuizos históricos devido a desfalques históricos, não há problema que o povo paga mais uns impostos enquanto os srs que nos roubaram a todos andam por ai tranquilamente com o aval de quem faz as leis, verdadeira mafia de fato e gravata…

  2. nunca vi ninguém tão aldrabão, basta ver os impostos da gasolina e depois obviamente que tudo aumenta pois tudo depende daí, mas se não quisermos ir por aí cada um de nós deve de ter um caso concreto, o meu por exemplo como pescador desportivo fez com que as licenças de pesca passassem de menos de 5 Euros para 20Euros mais do que quadruplicou, sabem quantos pescadores existem em Portugal? Mas isto é só um exemplo, estamos a ser comidos e bem comidos

  3. Porque é tão aldrabão este SemTino ?!
    Para ele, carga fiscal é aquilo que os cidadãos de salário mínimo, pagam de IRS !
    Esquece-se que esse mesmo cidadão quando mete gasolina no carro paga a gasolina mais cara da Europa, e 70% do valor vai direitinho para os cofres do estado.
    Em média, o português trabalha 162 dias para o fisco.
    O INE fala em 37% de carga fiscal…SemTino nega !
    A UE diz que o défice é de 3%, SemTino não aceita !
    Mas que ave rara é esta que pensa saber mais que os outros ?!
    E quando a EDP só paga 0,7% sobre lucros, de imposto, SemTino muda de conversa…

    • Ò carlitos, aguenta ai os cavalinhos…
      Primeiro tens de perceber que o indicador “carga fiscal”, diz respeito à parcela de receita de impostos no bolo do PIB.
      Quando o INE diz que a carga fiscal aumentou, o sem tino não nega! simplesmente não quer dizer que os impostos tenham aumentado, o que acontece é que a receita fiscal aumentou, o que é bem diferente!
      Acontece que os políticos e pessoas como tu gostam muito de espalhar a desinformação. O sem tino neste caso tem razão!
      Em relação ao défice, há duas contabilizações que podem ser feitas, com a recapitalização da caixa e sem a recapitalização. respectivamente ficou nos 0.9% e nos 3%.
      Em relação à EDP estas só a inventar, mas tudo bem lol

      • Ó Aninhas, aguenta também os teus cavalinhos!
        Até compreendo que queiras ver apenas uma parte da realidade e fingir que a outra não existe, provavelmente por uma qualquer afinidade partidária, mas isso não faz desaparecer os brutais AUMENTOS de impostos no IMI e nos combustíveis que o aldrabão do Centeno impôs aos portugueses (só para referir 2 exemplos bem conhecidos).
        Realmente há mesmo pessoas que gostam de desinformação. Destas, as piores são aquelas que acham que os outros não ouvem, não veem e não pensam… devem pensar que somos todos parvinhos como a Aninhas…

  4. Pois é agora negam tudo, quando eram os outros que tiveram que governar apertados a garrote devido à herança socialista era a oposição em coro a clamar por justiça, agora já todos os impostos são bons e permitidos e uma vez mais tal como no governo anterior lá fica o défice nos 3% devido aos calotes dos bancos que nunca mais têm administradores à altura para os gerir.

  5. Mentiroso! Aldrabão.
    Este e o Primeiro-Ministro são uns vigaristas. Diz-me com quem andas… e era amigo do 44. Agora até parece que já nem o conhece.

  6. Não aumentou a carga fiscal reduziu alguns impostos e cobrou outros, isso sim, mas há quem finja não perceber isso, porque assim lhe convêm. Paciência…

    • E há que não perceba mesmo, mas a esses pode dar-se um “desconto”…
      Já os outros não tem desculpa para tanta parvoíce…
      Claro que há impostos que aumentaram (impostos indirectos) mas há impostos que baixam, logo, como diz o Centeno (e bem), “a carga fiscal não aumentou”!!
      Podia era ter diminuído mais, se conseguissem pôr parasitas como a EDP, banca, etc a pagar mais!…

  7. Ò carlitos, aguenta ai os cavalinhos…
    Primeiro tens de perceber que o indicador “carga fiscal”, diz respeito à parcela de receita de impostos no bolo do PIB.
    Quando o INE diz que a carga fiscal aumentou, o sem tino não nega! simplesmente não quer dizer que os impostos tenham aumentado, o que acontece é que a receita fiscal aumentou, o que é bem diferente!
    Acontece que os políticos e pessoas como tu gostam muito de espalhar a desinformação. O sem tino neste caso tem razão!
    Em relação ao défice, há duas contabilizações que podem ser feitas, com a recapitalização da caixa e sem a recapitalização. respectivamente ficou nos 0.9% e nos 3%.
    Em relação à EDP estas só a inventar, mas tudo bem lol

Pela primeira vez, uma astronauta corrige página da Wikipédia a partir do Espaço

Pela primeira vez na história da Humanidade, a astronauta norte-americana Christina H. Koch fez a edição de uma página da Wikipedia na Internet a partir da Estação Espacial Internacional (EEI), enquanto orbitava o planeta Terra. A …

Rover Mars 2020 vai procurar fósseis microscópicos

Cientistas do rover Mars 2020 da NASA descobriram o que poderá ser um dos melhores locais para procurar sinais de vida antiga na Cratera Jezero, onde o veículo vai pousar no dia 18 de fevereiro …

MP quer passar a ouvir todas as crianças expostas a violência doméstica

A procuradora-geral da República quer que os magistrados do Ministério Público peçam sempre ao juiz de instrução criminal que as crianças expostas a violência doméstica sejam ouvidas em tribunal para memória futura. A procuradora-geral da República, …

Greta Thunberg no Parlamento entre final do mês e início de dezembro

A ativista sueca aceitou participar numa sessão na Assembleia da República, em Lisboa, promovida pela comissão parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, que se realizará entre o final deste mês e início de …

Phineas Fisher. O "hacker fantoche" que está a pagar para piratearem bancos e petrolíferas

Phineas Fisher é um hackers mais infames do mundo e procura agora renovar esse estatuto ao oferecer 100 mil dólares a quem piratear instituições capitalistas, como bancos e empresas petrolíferas. O hacker ficou conhecido após ter …

Conselho Superior da Magistratura arquiva processo disciplinar a Carlos Alexandre

O Conselho Superior da Magistratura decidiu arquivar o processo disciplinar relativo ao juiz do Tribunal de Instrução Criminal por declarações sobre o sorteio da fase de instrução do processo Operação Marquês. "O plenário de hoje do …

Jardins e complexo de estufas descobertos num dos bunker de Hitler

Um grupo de especialistas descobriu jardins e um complexo de estufas, que serviu para cultivar legumes e frutas, num dos maiores quartéis generais de Adolf Hitler durante a II Guerra Mundial, o bunker conhecido como …

Ataque a Alcochete. Advogados pedem impugnação do auto de notícia da GNR

Uma discrepância nas datas de elaboração e de assinatura do auto de notícia que relata a invasão à academia do Sporting motivou, esta terça-feira, a apresentação de um requerimento de impugnação subscrito por vários advogados. No …

Japão diz que é seguro libertar água radioativa de Fukushima no Pacífico

O Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão afirmou esta segunda-feira que é seguro libertar água contaminada de Fukushima no Oceano Pacífico, de acordo com o jornal local Japan Today. A central nuclear, recorde-se, sofreu …

Dez autarcas e quatro clubes entre os 68 acusados na operação Ajuste Secreto

O Ministério Público da Feira deduziu acusação contra 68 arguidos, incluindo dez autarcas e ex-autarcas, quatro clubes desportivos e os seus respetivos presidentes, no âmbito da operação "Ajuste Secreto". Numa nota publicada no seu site oficial, …