CDS não respondeu a Manuel Monteiro sobre refiliação. Decisão ficará para sucessor de Cristas

Manuel Monteiro, o antigo presidente do CDS que quer voltar a inscrever-se no partido, não terá resposta da direção até haver um sucessor para o lugar de Assunção Cristas.

A carta que Manuel Monteiro enviou à secretaria-geral do partido na semana passada, em que questionava qual a base legal e regulamentar para a sua refiliação estar a ser travada, ficará sem resposta pelo menos até janeiro de 2020, data do próximo congresso do partido.

Essa carta, juntamente com a ficha de militante de Monteiro, farão parte da “pasta de transição” que será entregue ao próximo líder do partido, de acordo com o semanário Expresso, que confirmou essa informação junto várias fontes da direção do CDS.

Segundo os estatutos do partido, a refiliação deveria estar dependente da aprovação da concelhia onde o processo fosse entregue – coisa que aconteceu há mais de um mês, quando a concelhia da Póvoa de Varzim aceitou, por unanimidade, o regresso de Manuel Monteiro.

No entanto, o processo travou na secretaria-geral, que nunca chegou a enviar ao ex-presidente o novo cartão de militante, gerando críticas dos apoiantes de Monteiro a um suposto “veto de gaveta”. O ex-presidente disse mesmo ao Expresso, na semana passada, que o CDS “não é um partido pária” e que deve respeitar os próprios estatutos, porque isso distingue “uma democracia de uma ditadura”.

Para a direção atual, o caso de Monteiro tem especificidades que não permitem que seja tratado da mesma forma que o resto das inscrições. Monteiro, que presidiu ao CDS antes de Paulo Portas, saiu do partido e chegou a fundar um concorrente, o Nova Democracia. Com isso “roubou votos e deputados”, fez “do CDS um alvo” e, já depois do fim Nova Democracia, apelou à abstenção em várias eleições.

O regresso de Manuel Monteiro, era desejado por vários setores do partido, mas também visto como uma afronta pelos mais próximos do “portismo”. Há um ano e meio, Assunção Cristas assumiu que o regresso de Monteiro viria abrir “feridas” antigas e incomodar pessoas próximas de si.

Monteiro chegou a dizer ter apenas uma razão para hesitar quanto à filiação: os rumores que corriam e lhe apontavam uma suposta ambição para se candidatar de novo à liderança do CDS. O antigo presidente dos centristas assumia que votaria nestas eleições no seu ex-partido, mas assegurava não ter “absolutamente planos nenhuns” para avançar com nova candidatura.

Em 1998, após um mau resultado autárquico, Manuel Monteiro anunciou a demissão da direção do partido. No congresso para eleição de uma nova liderança, Monteiro apoiou Maria José Nogueira Pinto contra Paulo Portas, que acabou por conquistar a presidência do CDS.

Em 2003, já desfiliado do CDS, Manuel Monteiro fundou um novo partido a Nova Democracia, cuja liderança abandonou em 2008. Desde 2010, depois de ter sido cabeça de lista do Nova Democracia/Missão Minho no círculo de Braga nas legislativas de 2009, afastou-se de qualquer atividade partidária.

O CDS obteve 4,25% nas eleições legislativas, passando a sua representação parlamentar de 18 para cinco deputados. Os resultados levaram a líder centrista, Assunção Cristas, a deixar a liderança do partido. Logo no domingo, Filipe Lobo d’Ávila afirmou-se “em estado de choque” com os resultados do partido.

João Almeida e Filipe Lobo d’Ávila, dois dos nomes apontados para substituir Cristas na liderança do partido, apresentam uma moção de estratégia global ao Congresso, na qual pode vir uma candidatura à liderança. Pedro Mota Soares, outro nome apontado, diz que “não é candidato a nada”.

Adolfo Mesquita Nunes, depois de ter sido desafiado por António Pires de Lima a avançar para a sucessão de Assunção Cristas, anunciou que não será candidato à liderança do CDS.

Telmo Correia era outro dos nomes que alguns não descartava, devido à “experiência governativa” e por ser, a par de João Almeida, um dos cinco deputados eleitos este domingo. Porém, o deputado já anunciou que não se vai candidatar.

O presidente da Juventude Popular (JP), Francisco Rodrigues dos Santos, anunciou que vai apresentar “em nome próprio” uma moção de estratégia global ao congresso do CDS pela “reconstrução de um novo partido velho”, o que pode abrir portas à candidatura à liderança do partido.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Lei aprovada no Parlamento pretende facilitar prescrições de multas a partidos políticos

O projeto foi aprovado na generalidade no Parlamento, e está em discussão na especialidade. A Entidade das Contas e Financiamentos Políticos (ECFP) teme os efeitos da nova legislação sobre as prescrições de multas a partidos …

Noiva de Khashoggi processa príncipe herdeiro saudita

Hatice Cengiz, noiva de Jamal Khashoggi, colocou um processo contra o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman e outros alegados mentores do assassínio. A noiva do jornalista Jamal Khashoggi, assassinado na Turquia em outubro de …

Papa Francisco defende pela primeira vez uniões de facto para casais homossexuais

O Papa Francisco defendeu a regulação do casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, afirmando que os homossexuais têm direito a constituir família. "Homossexuais têm o direito de constituir família. São filhos de Deus", defendeu o …

“Uma desgraça completa”. Ex-ministro do PSD arrasa atuação do Ministério da Saúde no combate à pandemia

O antigo governante do PSD Fernando Leal da Costa acusou esta quarta-feira o Ministério da Saúde de “falta de liderança” na gestão da pandemia de covid-19, e falou até de “uma desgraça completa” do ponto …

Ministro defende que investimento nas Forças Armadas “é tão relevante” como na saúde

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, destacou o papel das Forças Armadas no combate à pandemia de covid-19 e defendeu que o investimento público nesta área “é tão relevante” quanto na saúde ou …

Giro. João "Rosa" Almeida segura liderança da geral

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) manteve esta quarta-feira a liderança da Volta a Itália em bicicleta, numa 17.ª etapa ganha pelo australiano Ben O'Connor (NTT). O'Connor, de 24 anos, cumpriu os 203 quilómetros entre Bassano del …

Investimento público atinge máximo de uma década em 2021

Dados do relatório do Orçamento do Estado mostram que o Governo conta terminar 2020 com um investimento público de 4.884 milhões de euros (75 milhões de euros a menos do que a previsão do Orçamento …

Audições urgentes pedidas pelo PS sobre StayAway Covid são por escrito ou em dezembro

O Parlamento aprovou, esta terça-feira, a audição de entidades e personalidades sobre a obrigatoriedade da aplicação Stayaway Covid, proposta pelo PS, "com caráter de urgência", por escrito ou em dezembro, após o debate do Orçamento …

Taxa de nascimentos de linces no Vale do Guadiana é a mais alta da Península Ibérica

A taxa de nascimentos na população de linces ibéricos no Vale do Guadiana é a mais elevada da Península Ibérica, segundo os resultados dos censos 2019 divulgados hoje pelo Instituto da Conservação da Natureza e …

Pai de aluna teria ligações ao assassino do professor decapitado em França

Os investigadores encontraram uma possível ligação entre o assassino do professor francês Samuel Paty, decapitado em Paris, e o pai de uma aluna. Em declarações à AFP, citadas pelo Diário de Notícias, uma fonte próxima do …