CDS critica “espetáculo mediático” e “folclore” na chegada da vacina a Portugal

Francisco Rodrigues dos Santos / Facebook

Francisco Rodrigues dos Santos

A euforia no início da vacinação contra a covid-19 em Portugal foi criticada por Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS-PP, que salientou que os profissionais de saúde do privado não podem ser tratados como “profissionais de segunda”.

O presidente do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, condenou este domingo aquilo que considerou o “espetáculo mediático” do começo do plano de vacinação contra a covid-19 em Portugal.

“O espetáculo mediático da ministra [Marta Temido] com a chegada da vacina, a juntar ao envio do aviso por telemóvel a todos os portugueses, quando a maioria da população será vacinada apenas daqui a meses e quando ainda há tanto a fazer e que já devia ter sido feito, é irresponsável e induz uma sensação triunfal que é falsa”, afirmou o líder centrista numa nota enviada à comunicação social.

Em declarações à TSF, o responsável político disse que, em vez de “espetáculos mediáticos”, era importante que houvesse “uma verdadeira estratégia de sensibilização da população para que os portugueses possam aderir à vacina no sentido de lhes darmos segurança para podermos atingir imunidade de grupo tão cedo quanto possível”.

“Nesta altura, quando ainda há tanta coisa que falha”, como a identificação das cadeias de transmissão ou a aplicação StayAway Covid, “eu optaria pelo anúncio de que a vacina está disponível, mas com menos folclore, com mais cautelas e outra serenidade”, argumentou.

Apesar de não ser “o fim do vírus”, Rodrigues dos Santos sublinhou que “é um marco de felicidade e de esperança”. “Nem sequer é o princípio do fim. É, talvez, o fim do princípio que nos levará à vitória final. Até lá, separam-nos longos meses de resistência, em que se espera que a nossa administração pública esteja à altura da execução da complexa e gigante operação de vacinação”, rematou.

Francisco Rodrigues dos Santos criticou também o diferente acesso à vacinação por parte de profissionais de saúde do público e do privado. “Não pode ser apenas a ministra do SNS e deve abrir a resposta médica a todo o sistema e à capacidade que está instalada”, criticou, numa referência a Marta Temido.

“Não há, em Portugal, profissionais de saúde de primeira ou de segunda consoante o hospital no qual prestam serviço”, insistiu.

O plano nacional de vacinação contra a covid-19 arrancou este domingo no Hospital de São João, no Porto, com o médico infecciologista António Sarmento a receber pelas mãos da enfermeira Isabel Ribeiro a primeira dose.

O primeiro lote de vacinas, que chegou este sábado a Portugal, será reforçado com a antecipação da entrega de mais 70.200 doses, que têm chegada prevista para esta segunda-feira, elevando o total disponível para administração até ao final do ano para 79.950 vacinas, segundo o Ministério da Saúde.

Liliana Malainho, ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Chiquito, tens de formar um partido com o Ventura! Só vocês é que têm tomates para apresentar as verdades a este povo! Muito bem!

RESPONDER

"Checkmate". Rússia apresenta o seu novo jacto de combate revolucionário

O novo jacto é a aposta do governo russo para as exportações e pode vir a ditar o fim da supremacia (aérea e no mercado) do F-35 norte-americano. A Rússia apresentou o protótipo do novo jacto …

"É demasiado tarde". As palavras dos médicos aos doentes com covid-19 que recusaram a vacina

Estados Unidos da América contam com 48.49% da população totalmente vacinada, apesar de o processo ter estagnado nas últimas semanas. Os números de novas infeções crescem, assim como as mortes face ao crescimento galopante da …

"Pingdemic". Há uma nova "pandemia" a causar escassez de comida e combustível no Reino Unido

As medidas de distanciamento social no Reino Unido caíram e, como consequência, centenas de milhares de pessoas estão a ser notificadas para cumprir isolamento. A partir desta segunda-feira o uso de máscara e outras medidas de …

O lago mais improvável de Roma é um refúgio urbano (que impulsiona o ativismo ambiental)

O lago mais improvável de Roma, que nem sequer devia existir, motivou uma luta pela proteção ambiental do local. No anos 90, num local de construção a apenas alguns quilómetros a leste do Coliseu de Roma, …

Afeganistão. EUA lançam ataques aéreos enquanto Talibãs exigem a renúncia do Presidente

Os Estados Unidos (EUA) entraram num confronto pela cidade de Kandahar, realizando ataques aéreos em apoio às forças afegãs, enquanto os Talibãs apelam ao Presidente Ashraf Ghani para renunciar. O porta-voz do Pentágono, John Kirby, avançou …

A primeira casa impressa em 3D no Canadá é inspirada na sequência de Fibonacci

Depois de ter inspirado inúmeros edifícios, a sequência de Fibonacci serviu de musa à empresa de impressão em 3D Twente Additive Manufacturing (TAM), que criou a primeira casa impressa em 3D do Canadá. A Fibonacci House é …

Marcha do Orgulho de Budapeste será um protesto contra as leis anti-LGBTQI, diz organização

A marcha do Orgulho em Budapeste, que ocorrerá no sábado, será "uma celebração, mas também um protesto", disseram os organizadores, enquanto a comunidade LGBTQI húngara se prepara para desafiar a escalada da campanha anti-homossexual do …

PSD propõe máximo de 215 deputados e divisão de grandes círculos eleitorais

O PSD apresentou, esta sexta-feira, a sua proposta para a reforma do sistema eleitoral, que fixa um máximo de 215 deputados, menos 15 do que o total atualmente em vigor. A proposta do PSD para a …

Variante Lambda: o que saber sobre a nova mutação que preocupa as autoridades

Está a ter um foco mais circunscrito à América Latina, mas já houve dois casos desta mutação em Portugal. A OMS está atenta e de momento classifica a Lambda como uma variante de interesse. Foi inicialmente …

PSD força audição de Eduardo Cabrita sobre inquérito da IGAI

O PSD recorreu à figura da audição potestativa a que os partidos têm direito a usar regimentalmente para ouvir membros do Governo e entidades públicas.  O PSD requereu esta sexta-feira a audição parlamentar obrigatória do ministro …