CDS acusa governo de ter escondido entrada de capital chinês na TAP

portugal.gov.pt

O líder do CDS/PP e vice-primeiro-ministro, Paulo Portas

O líder do CDS/PP e vice-primeiro-ministro, Paulo Portas

O CDS acusa o Governo de ter omitido aos portugueses e ao Parlamento a “verdade sobre os exames, impostos” e sobre as “cláusulas escondidas do negócio da TAP”, nomeadamente a eventual entrada de capital chinês.

O Expresso noticiou este sábado que o “Governo deixa entrar chineses no capital da TAP”, sublinhando que o executivo de António Costa “assinou cláusula” para a HNA ter 10% da empresa.

“Não está em causa o facto de o possível investidor ser chinês. Não está em causa a companhia em questão, que tem dimensão. Está em causa que o Governo foi duas vezes ao Parlamento e fez várias cerimónias públicas em que omitiu absolutamente este facto e escondeu infantilmente esta cláusula. Este Governo acha que pode enganar o Parlamento e os seus sócios, o BE e o PCP, dão cobertura”, afirmou à agência Lusa uma fonte da direção do CDS-PP.

A fonte do CDS assinalou que, da mesma forma que o Governo, “em três meses, não disse a verdade sobre os exames do Ensino Básico e Secundário e os impostos”, também “não disse a verdade ao Parlamento sobre as cláusulas escondidas do negócio da TAP“, acusando ainda o PCP e o BE de darem “cobertura” aos atos do executivo.

No âmbito do acordo alcançado entre o Governo e o consórcio Gateway, o Estado vai pagar 1,9 milhões de euros para ficar com 50% da empresa, em vez de 34%, enquanto o consórcio privado vai passar de 61% do capital da companhia para 45% – podendo chegar aos 50%, com a aquisição do capital à disposição dos trabalhadores.

O Estado passa ainda a nomear o presidente do conselho de administração da companhia aérea, composto por 12 elementos (seis escolhidos pelo Estado e seis pelo consórcio privado). Já a comissão executiva, liderada por Fernando Pinto, terá três membros, nomeados pelos acionistas privados.

ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

    • Os submarinos vazem o combate ao narco-trafico na costa Portuguesa, principalmente a droga que vem de Marrocos.

      Por isso é que o PCP e o BE sempre tiveram um galo enorme e não podem com os submarinos nem por nada.
      Basta olha para os votos que o CDU/PCP têm, depois dar uma volta por Lisboa ou Almada e ver que em cada poste por altura de eleições só se vê cartazes do CDU.
      Em Almada é aos milhões, só cartazes deles.
      Nas ultimas presidencias Edgar Silva tinha mais cartazes por Lisboa que todos os outros candidatos juntos.

      Onde é que um partido tão pequeno arranja tanto dinheiro?

      Pois…

RESPONDER

Metade dos chefes de equipa da Urgência do Hospital de Braga demitiu-se em bloco

Uma dezena de chefes de equipa da Urgência do Hospital de Braga demitiu-se esta segunda-feira, em protesto contra a falta de condições de trabalho e o "desinvestimento" no Serviço Nacional de Saúde. Contactada pela agência Lusa, …

Primeiro-ministro da Polónia acusa UE de ter "arma apontada à cabeça" do país

O primeiro-ministro polaco acusou a União Europeia (UE), esta segunda-feira, de "ter uma arma pontada à cabeça" da Polónia, ao exigir que Varsóvia reveja as reformas judiciais, ameaçando-a com sanções. Numa entrevista publicada pelo Financial Times, …

Carlos César acusa BE e PCP de terem preferido "jogos de poder"

O presidente do PS acusou, esta segunda-feira, os partidos de esquerda de terem preferido "os jogos de poder", no seguimento do anúncio de ambos do voto contra o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). "BE e …

O dirigente do PSD Paulo Mota Pinto

Mota Pinto aponta "irresponsabilidade" de marcar diretas. Rangel reforça importância de ter líder "fortemente legitimado"

O dirigente do PSD defendeu, esta segunda-feira, que o partido "está preparado" para legislativas antecipadas, defendendo que estas devem ocorrer "o mais rapidamente possível". Em declarações à agência Lusa, o presidente da Mesa do Congresso e …

EMA aprova terceira dose da vacina da Moderna a partir dos 18 anos

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) deu luz verde, esta segunda-feira, à administração da terceira dose da vacina da Moderna a partir dos 18 anos. Em comunicado, a agência refere que os dados apontam que uma …

Câmara do Porto aprova sistema de videovigilância no centro histórico

Esta segunda-feira, na reunião do Executivo portuense, foi aprovado, com o voto contra da CDU e do BE, o protocolo a celebrar com a PSP para implementação da videovigilância na Baixa do Porto. O presidente da …

Conselho das Finanças Públicas alerta para riscos na TAP e falta de orçamentação para Novo Banco

O Conselho das Finanças Públicas (CFP) alertou esta segunda-feira, numa análise à proposta do Governo para o Orçamento do Estado de 2022 (OE2022), para a possibilidade de se injetar mais dinheiro na TAP e no …

O presidente executivo do Novo Banco, António Ramalho

Novo Banco apresenta nova imagem. "Agora é o renascimento", diz Ramalho

O presidente do Novo Banco disse, esta segunda-feira, que a nova imagem representa o "renascimento" da instituição financeira, que está numa "rota de lucro e rendibilidade". Na apresentação da nova imagem de marca do Novo Banco, …

Governo disponível para suspender caducidade de convenções coletivas "sem limite de tempo"

O Governo está disponível para avançar com a suspensão dos prazos da caducidade das convenções coletivas "sem limite de tempo", disse, esta segunda-feira, no Parlamento a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. A medida foi …

PEV também vota contra o Orçamento do Estado para 2022

O partido ecologista "Os Verdes" (PEV) anunciou, esta segunda-feira, que também vai votar contra o Orçamento do Estado para 2022. Em conferência de imprensa, na Assembleia da República, José Luís Ferreira disse que "o grupo parlamentar …