Cavaco: Não votar é abdicar de um direito

presidencia.pt

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva

O Presidente da República apelou hoje aos portugueses para que este domingo exerçam o seu direito de voto nas eleições para o Parlamento Europeu, lembrando que as decisões das instituições europeias têm “impacto muito direto” no dia-a-dia.

“A União Europeia é vital para o desenvolvimento económico e social do país e para a nossa projeção e influência internacional. As decisões tomadas nas instituições europeias têm um impacto muito direto no dia-a-dia dos Portugueses”, referiu o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, numa mensagem a propósito as eleições para o Parlamento Europeu, onde serão eleitos os 21 eurodeputados portugueses.

Apelando a que todos os eleitores “não deixem de exercer o seu direito de voto”, Cavaco Silva notou que se trata de uma eleição muito importante para Portugal e que existem “diversas e relevantes razões” para votar.

Por um lado, disse, o Parlamento Europeu é a única instituição europeia com representantes diretamente eleitos, sendo que ao longo de quatro dias, cerca de 380 milhões de eleitores dos 28 países da União elegem os seus deputados europeus, “naquela que constitui uma eleição única no Mundo”.

Por outro lado, continuou, Portugal beneficiou nas últimas décadas de programas europeus que “em muito contribuíram para a melhoria das condições de vida das populações e para o progresso do país nos mais diversos domínios”, nomeadamente na educação e modernização das atividades económicas e das infraestruturas nacionais e locais.

“A eleição dos deputados para um parlamento onde estão representados cerca de 500 milhões de cidadãos europeus constitui um aspeto fundamental da nossa participação na construção europeia e da própria defesa do interesse nacional”, enfatizou, reiterando que é fundamental que a voz de cada um dos povos europeus seja ouvida na assembleia onde se reúnem os representantes dos 28 Estados-membros.

Insistindo que “a Europa tem cada vez mais impacto no quotidiano dos portugueses” e o Parlamento Europeu tem cada vez mais poderes na União Europeia, o chefe de Estado notou que “o papel a desempenhar e o trabalho a desenvolver pelos deputados assumem particular relevância”.

“É fundamental, insisto, participarmos ativamente na escolha dos nossos representantes e fazermos ouvir a nossa voz em prol da Europa e de Portugal”, disse.

Cavaco Silva reconheceu, contudo, que em anteriores eleições para o Parlamento Europeu se registaram elevados níveis de abstenção “e que as previsões indicam que tal pode voltar a acontecer” no domingo.

Não votar amanhã é abdicar de um direito, do direito fundamental de participar nas escolhas que influenciam o futuro da Europa. Apelo a todos os portugueses a que amanhã [domingo], através do seu voto, participem na escolha dos deputados para o Parlamento Europeu”, repetiu.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Nicolás Maduro acusa EUA de usarem sanções para se apoderarem do petróleo da Venezuela

O Presidente Nicolás Maduro acusou sábado os EUA de usarem as sanções contra a Venezuela como uma maneira de dominar o país para se apoderarem dos recursos petrolíferos venezuelanos. "Os EUA querem dominar-nos para controlar o …

Ministros das Finanças e da Justiça britânicos demitem-se se Boris Johnson for primeiro-ministro

O ministro das Finanças britânico, Philip Hammond, disse este domingo à BBC que se demite se o candidato à liderança do Partido Conservador Boris Johnson se tornar primeiro-ministro, por se opor a um Brexit sem …

Há 50 anos, Armstrong pousou na lua. Simulação mostra como foi

A equipa do Lunar Reconnaissance Orbiter Camera (LROC) da NASA recriou o pouso na superfície da Lua em 1969, do módulo lunar Apollo 11, conhecido como "Águia", mostrando o que o astronauta Neil Armstrong viu da …

Detido homem de 55 anos suspeito de atear fogo em Castelo Branco

Um homem de 55 anos foi detido pela PJ, em colaboração com a GNR, por suspeitas de incêndio florestal, ateado este sábado na zona de Castelo Branco. A Polícia Judiciária, em colaboração com a GNR, deteve …

A luta continua. Dezenas de milhares de manifestantes nas ruas de Hong Kong

Dezenas de milhares de manifestantes saíram este domingo à rua em Hong Kong, para mais um protesto contra as emendas à lei da extradição, já suspensas, e o Governo da cidade. A marcha arrancou pelas 15h30 …

“Demónio de Taganga” libertado em Portugal por atraso no envio de prova

Um cidadão israelita suspeito de liderar uma rede de prostituição em Taganga, Colômbia, e de estar a tentar replicar o esquema na Península Ibérica foi libertado pelo Tribunal da Relação de Lisboa e está a …

Nave russa Soyuz descola do Cazaquistão rumo à Estação Espacial Internacional

Na hora programada, às 21h28 locais (17h28 em Lisboa), a Soyuz MS-13 descolou do Cazaquistão, com o russo Alexandr Skvortsov, o norte-americano Andrew R. Morgan e o italiano Luca Parmitano a bordo. Os três levavam nos …

Costa quer fazer da Saúde a jóia da coroa da legislatura (e Centeno pode desempenhar funções importantes)

O programa eleitoral do PS foi este sábado aprovado, por unanimidade, no final da Convenção Nacional do partido, que decorreu em Lisboa. O programa eleitoral do PS para as legislativas de 06 de outubro foi apresentado …

Há 20 feridos e suspeita de mão criminosa nos incêndios de Castelo Branco e Santarém

O Comandante do Agrupamento Centro Sul da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, Belo Costa, disse esta manhã de domingo, que as Forças Armadas estão no terreno com máquinas de rastos, bem como a …

Cemitérios verdes. Especialista britânico sugere enterrar mortos à beira da estrada

O especialista britânico sugere que se use os espaços ao lado das estradas, ferrovias e passeios como "corredores funerários" amigos do ambiente. Uma vez que a ciência ainda não encontrou forma de nos tornar imortais, encontrar …