Carga viral pode manter-se até 40 dias, avisa epidemiologista

Massimo Percossi / EPA

O oficial de emergência da OMS defende que passageiros que chegaram a Angola provenientes de Portugal entre 17 e 21 de março devem ser testados, porque carga viral pode manter-se por cerca de 40 dias.

A carga viral do novo coronavirus pode manter-se por cerca de 40 dias, justificando a necessidade de testar os passageiros que chegaram a Angola provenientes de Portugal entre 17 e 21 de março e que ainda não tiveram alta epidemiológica.

A informação foi veiculada à Lusa pelo oficial de emergência da Organização Mundial de Saúde (OMS) em Angola, explicando que o passo anunciado pelas autoridades sanitárias angolanas na terça-feira “é muito importante” e segue as orientações internacionais.

“A OMS orienta a testagem em massa, tanto dos passageiros como da comunidade”, disse Walter Firmino, explicando que até agora foram testados os contactos diretos dos passageiros provenientes desses voos e cujos resultados foram positivos, durante o período de 14 dias da quarentena.

Na terça-feira, o secretário de Estado para a Saúde Pública angolano, Franco Mufinda, anunciou que as autoridades sanitárias vão recolher amostras de todos os passageiros provenientes de Lisboa entre 17 e 19 de março.

“Este segundo passo do MINSA (Ministério da Saúde) é muito importante. O que se está a fazer agora é expandir [a base de amostragem], tentar descartar se há mais pessoas afetadas”, indicou Walter Firmino, explicando que as pessoas podem estar assintomáticas e ter sido contaminadas pelo vírus, podendo transmiti-lo para além dos 14 dias definidos para quarentena.

“O período de incubação é de 14 dias e durante esse período a pessoa pode desenvolver ou não a doença, mas uma pessoa assintomática pode ter a carga viral durante mais ou menos 40 dias e pode transmitir o vírus”, adiantou o epidemiologista Por isso, “as pessoas só têm alta de quarentena depois de serem testadas”.

Segundo o especialista, no caso de o teste ser positivo “as pessoas são automaticamente encaminhadas para centro de tratamento”.

Quem estiver de quarentena e assintomático não tem alta epidemiológica antes de fazer um novo teste, pelo que os passageiros dos voos continuam em quarentena domiciliar e o MINSA “vai fazer os testes para confirmar se são portadores ou não”.

Esta quarta-feira inicia-se a colheita de amostras para os passageiros de dois voos Lisboa-Luanda, em 17 de março, no Hospital Américo Boavida e na Escola Nacional de Saúde Publica (ENSP).

Na quinta-feira serão testados passageiros de mais um voo Lisboa-Luanda em 17 de março, no Hospital Américo Boavida, e de passageiros provenientes de Lisboa em 18 de março na ENSP.

Na sexta-feira serão colhidas amostras de outro voo de 18 março e de um voo de 19 de março, ambos provenientes de Lisboa.

No sábado deverão ser feitas colheitas dos passageiros do voo Porto-Luanda de 21 de março. Todos os voos incluídos neste processo foram operados pela transportadora angolana TAAG.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Quarentena sempre quis dizer “quarenta”, dias no caso… se os antigos marinheiros ficavam 40 dias isolados, eles lá saberiam porquê!

RESPONDER

Israel descobre túnel escavado desde a Faixa de Gaza

"O túnel, com várias dezenas de metros de comprimento, foi escavado em Khan Younès, no sul da Faixa de Gaza, e entra no território israelita", afirmou o porta-voz do exército, Jonathan Conricus, durante uma conferência …

Lei aprovada no Parlamento pretende facilitar prescrições de multas a partidos políticos

O projeto foi aprovado na generalidade no Parlamento, e está em discussão na especialidade. A Entidade das Contas e Financiamentos Políticos (ECFP) teme os efeitos da nova legislação sobre as prescrições de multas a partidos …

Noiva de Khashoggi processa príncipe herdeiro saudita

Hatice Cengiz, noiva de Jamal Khashoggi, colocou um processo contra o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman e outros alegados mentores do assassínio. A noiva do jornalista Jamal Khashoggi, assassinado na Turquia em outubro de …

Papa Francisco defende pela primeira vez uniões de facto para casais homossexuais

O Papa Francisco defendeu a regulação do casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, afirmando que os homossexuais têm direito a constituir família. "Homossexuais têm o direito de constituir família. São filhos de Deus", defendeu o …

“Uma desgraça completa”. Ex-ministro do PSD arrasa atuação do Ministério da Saúde no combate à pandemia

O antigo governante do PSD Fernando Leal da Costa acusou esta quarta-feira o Ministério da Saúde de “falta de liderança” na gestão da pandemia de covid-19, e falou até de “uma desgraça completa” do ponto …

Ministro defende que investimento nas Forças Armadas “é tão relevante” como na saúde

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, destacou o papel das Forças Armadas no combate à pandemia de covid-19 e defendeu que o investimento público nesta área “é tão relevante” quanto na saúde ou …

Giro. João "Rosa" Almeida segura liderança da geral

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) manteve esta quarta-feira a liderança da Volta a Itália em bicicleta, numa 17.ª etapa ganha pelo australiano Ben O'Connor (NTT). O'Connor, de 24 anos, cumpriu os 203 quilómetros entre Bassano del …

Investimento público atinge máximo de uma década em 2021

Dados do relatório do Orçamento do Estado mostram que o Governo conta terminar 2020 com um investimento público de 4.884 milhões de euros (75 milhões de euros a menos do que a previsão do Orçamento …

Audições urgentes pedidas pelo PS sobre StayAway Covid são por escrito ou em dezembro

O Parlamento aprovou, esta terça-feira, a audição de entidades e personalidades sobre a obrigatoriedade da aplicação Stayaway Covid, proposta pelo PS, "com caráter de urgência", por escrito ou em dezembro, após o debate do Orçamento …

Taxa de nascimentos de linces no Vale do Guadiana é a mais alta da Península Ibérica

A taxa de nascimentos na população de linces ibéricos no Vale do Guadiana é a mais elevada da Península Ibérica, segundo os resultados dos censos 2019 divulgados hoje pelo Instituto da Conservação da Natureza e …