Carga fiscal portuguesa atinge novo máximo histórico no próximo ano

A carga fiscal dos portugueses continua a aumentar e, depois de ter atingido um máximo histórico em 2018, pode atingir o valor mais alto de sempre já no próximo ano.

Depois de o Banco de Portugal ter alertado que, em 2018, a carga fiscal permanente subiu e superou os níveis da Troika, agora é a Comissão Europeia que avisa que no próximo ano o peso dos impostos e das contribuições no produto interno bruto devem atingir um novo valor recorde, chegando aos 35,5%.

A se verificar esta previsão, o peso da carga fiscal no PIB deverá subir 5,1 pontos percentuais, atingindo assim um máximo histórico em Portugal. As indicações da Comissão Europeia contrariam os cálculos do Ministério das Finanças que prevê que o peso da tributação se mantenha igual ao valor de 2019.

Segundo o Diário de Notícias, apesar da carga fiscal portuguesa não ser das maiores da Europa, este aumento previsto será o quinto maior da zona euro. Desta forma, os impostos e contribuições sobem a um ritmo superior à economia portuguesa.

Ainda no mês passado, Mário Centeno, disse que a carga fiscal dos portugueses não está a aumentar. O ministro das Finanças defende que o indicador usado não está a ilustrar de forma inteiramente correta a carga fiscal dos portugueses. Centeno explicou que usar o PIB como termo de comparação não permite conhecer o esforço fiscal feito pelos portugueses.

Contrariando as previsões da Comissão Europeia, o Governo diz ainda que as alterações na legislação que tem feito deste que está no poder até reduzem a carga fiscal. Contudo, assume que há outro fatores que agravam esse rácio, nomeadamente o crescimento da economia e do emprego, e a não atualização dos escalões do IRS.

Juntamente com Portugal, outros 19 países vão aumentar a sua carga fiscal já no próximo ano. O agravamento português de 0,1% ficará ainda longe da subida de 2,6% do Chipre, que é o caso mais gritante na zona euro. No sentido contrário, a Grécia vai diminuir a sua carga fiscal, com uma descida de 2% do PIB.

Com esta carga fiscal prevista pela Comissão Europeia, o Governo português conseguirá arrecadar mais de 76 mil milhões de euros em impostos e descontos. Isto reflete um aumento de quase 7% em relação ao ano passado.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

    • Já todos percebemos que não fazes peva do que seja o indicador Carga Fiscal… O normal dos xuxiais democratas portanto!

      • Como és a supra sumo do conhecimento, explica aqui ao economista, o que é a carga fiscal de 35,5% do PIB. Talvez hoje aprenda qq coisa.
        Quer-me parecer que do meu comentário, só leste o “viva” irónico… !

  1. E ainda bem, quer dizer que o estado está a arrecadar mais receita com o consumo!
    Atenção que aumento da carga fiscal não quer dizer que os impostos aumentaram, neste caso quer dizer que a receita aumentou, ora se o consumo aumenta é normal que o estado receba mais impostos!

RESPONDER

Morreu Marie Fredriksson, vocalista dos Roxette

A cantora sueca Marie Fredriksson, dos Roxette, morreu segunda-feira aos 61 anos, anunciou esta terça-feira a sua manager em comunicado. Marie Fredriksson, vocalista e co-fundadora da banda Roxette, faleceu esta segunda-feira, aos 61 anos. A morte …

Taxa de sucesso no ensino profissional atinge os 63%. É o valor mais alto de sempre

No ano letivo de 2017/2018, 63% dos alunos inscritos no ensino profissional concluíram os seus cursos no tempo previsto, mais dez pontos percentuais do que quatro anos antes, avança o jornal Público. De acordo com um …

Regra para filhos de pais separados em casas alternadas divide partidos

A lei já prevê que os filhos de pais separados possam ficar em residência alternada se o tribunal assim o decidir. Porém, as regras não são claras e vai ser discutida a melhor forma de …

Helicóptero do INEM avariou durante missão. Vítima que ia socorrer acabou por morrer

Um helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), localizado em Loulé, teve uma avaria a meio de uma missão de socorro, sendo obrigado a abortar a viagem que visava ajudar uma mulher de 22 …

Águas do Porto alerta para cobranças fraudulentas porta a porta

A empresa municipal Águas do Porto alertou, esta segunda-feira, para uma fraude que está a ser cometida em seu nome com falsos funcionários que tentam fazer cobranças à porta. De acordo com a Águas do Porto, …

Um terço dos universitários de Lisboa já sofreu violência sexual física

Um terço dos estudantes universitários da área metropolitana de Lisboa já foi vítima de violência sexual física pelo menos uma vez, mas são muitos poucos os que denunciam as agressões, raramente o fazendo à …

OE2020: Esquerda vai negociar "até ao último minuto". PSD não comenta eventual traição madeirense

O Governo apresentou, nesta terça-feira, na Assembleia da República, as linhas gerais da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) aos partidos com representação parlamentar. Dos encontros, não saiu fumo branco, com o Bloco …

Turismo fez subir o custo de vida dos portugueses. Salários continuam estagnados

O crescimento do turismo em Portugal fez crescer o custo de vida dos portugueses, especialmente nos que vivem nas grandes cidades, apesar de estes continuarem com os salários estagnados, escreve o Jornal de Notícias. Entre 2013 …

Contrato público. Amazon apresenta queixa em tribunal contra Trump

A Amazon revela que os "insistentes ataques públicos e de bastidores" de Donald Trump contra Jeff Bezos causaram "pressão" que levou à perda de contrato público com o Departamento de Defesa.  A Amazon apresentou uma queixa …

Empurrões, insultos e (talvez) um murro: Sérgio Conceição e Pedro Ribeiro perderam as estribeiras no túnel do Jamor

Os treinadores de FC Porto e Belenenses, Sérgio Conceição e Pedro Ribeiro, desentenderam-se no túnel de acesso ao relvado do Estádio Nacional, ao intervalo do jogo em que as duas equipas empataram a uma bola. …