Aumento da carga fiscal penalizou quem ganha menos

Portugal está no grupo de países em que o aumento da carga fiscal, entre 2013 e 2017, acabou por afetar mais os trabalhadores com baixos salários, apesar de a subida ter sido mais ligeira do que noutros Estados membros.

“O aumento da carga fiscal foi menos pronunciado, mas afetou especialmente os trabalhadores com rendimentos mais baixos na República Checa, na Eslovénia e em Portugal”, refere o Relatório Conjunto sobre o Emprego da Comissão e do Conselho que vai ser discutido na sexta-feira em Bruxelas, para depois ser adotado pelos 28.

Para fazer a comparação, o relatório utiliza o exemplo da carga fiscal para um trabalhador solteiro sem filhos que tem um rendimento que corresponde a 67% do salário médio – considerados os trabalhadores com salários mais baixos.

Para este caso, a carga fiscal em Portugal atingiu 36,6% em 2017. É o valor mais elevado da série da Comissão Europeia, que começa em 2001. O peso dos impostos e da contribuição social sobre os rendimentos do trabalho em Portugal situou-se ligeiramente abaixo da média de 36,7% da União Europeia.

De um modo geral, explica o Diário de Notícias, “a carga fiscal sobre o trabalho na Europa tem vindo a diminuir gradualmente nos últimos anos”, refere o relatório, sendo que Portugal não está entre os que apresentam um peso maior dos impostos.

“Em 2017, a carga fiscal para um trabalhador solteiro que aufere o salário médio oscilava entre valores inferiores a 30% na Irlanda e em Malta e cerca de 50% na Bélgica, na Alemanha, na Hungria, em Itália, em França e na Áustria. Para os trabalhadores com rendimentos mais baixos, a carga fiscal variou entre 20% em Malta e na Irlanda e mais de 45% na Bélgica, na Hungria e na Alemanha.”

O relatório faz parte da análise do chamado Semestre Europeu e fornece “uma panorâmica anual das principais evoluções do emprego e na situação social na Europa”, bem como as reformas adotadas pelos Estados membros.

Nesta versão final do Relatório Conjunto sobre o Emprego, é acrescentado mais um dado em relação a Portugal. Portugal está incluído num grupo de seis países que apresentam deficiências na capacidade de reduzir o risco de pobreza através dos apoios sociais.

“Bulgária, Grécia, Itália, Letónia, Portugal e Roménia enfrentam uma “situação crítica” quando se trata da capacidade de reduzir o risco de pobreza através das transferências sociais”, lê-se no relatório.

Por outro lado, Portugal é apontado como tendo o “melhor desempenho” no indicador referente ao acesso das crianças com menos de três anos a creches, aparecendo ao lado de países como a França, o Luxemburgo e a Holanda.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Está ficando igual ao brasil..Os socialistas contam uma estorinha bem bonita de direitos sociais e tal,tudo gratuito…A maioria cai..Quando se acrodam ,já é tarde..

RESPONDER

Nicotina contribui para cancro do pulmão formar metástases no cérebro

A nicotina, uma substância não carcinogénica presente no tabaco, contribui para que o cancro no pulmão se dissemine no cérebro, formando metástases, concluiu um estudo publicado na revista Journal of Experimental Medicine. Uma equipa de investigadores …

Nas montanhas suíças, há quartos de hotel sem paredes nem teto

Dois artistas concetuais suíços criaram sete "quartos de hotel" ao ar livre, sem paredes nem teto, mas com vistas para as montanhas da Suíça e de Liechtenstein. A dupla suíça, os irmãos gémeos Frank e Patrik …

Risco de segunda vaga de covid-19 é alto em França

Um estudo publicado esta sexta-feira revela que a chamada "imunidade de grupo" está longe de ser alcançada em França. O risco de uma segunda vaga de covid-19 em França é "extremamente elevado", de acordo com um …

Desvendado mistério das cartas censuradas entre a rainha Maria Antonieta e o seu suposto amante

A natureza da relação entre a rainha Maria Antonieta e o conde sueco Axel de Fersen continua a intrigar os historiadores há mais de um século. Eram realmente amantes? Agora, graças a uma nova análise …

Ministra do Madagáscar afastada por querer gastar 1,8 milhões em rebuçados para disfarçar sabor de "Covid-Organics"

A ministra da Educação do Madagáscar foi destituída esta quinta-feira, depois de ter proposto gastar 1,8 milhões de euros em rebuçados, para distribuir em escolas e atenuar o sabor de uma infusão para a covid-19. A …

Santa Clara 3-2 SC Braga | Açorianos estreiam-se na nova casa com vitória sobre os minhotos

O Santa Clara venceu hoje o Sporting de Braga por 3-2, em jogo da 25.ª jornada da I Liga de futebol em que se assinalou também a estreia da Cidade do Futebol como palco de …

O maior e mais antigo monumento Maia já conhecido foi descoberto no México

O maior e mais antigo monumento já conhecido construído pela civilização Maia, batizado como Aguada Fénix, foi encontrado no sudeste do México. De acordo com o site New Scientist, o Aguada Fénix é uma enorme …

Twitter bloqueia vídeo de campanha de Donald Trump com tributo a George Floyd

O Twitter bloqueou um vídeo de tributo a George Floyd feito pela campanha de reeleição do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. A rede social colocou um rótulo no vídeo da página da conta @TeamTrump, dizendo …

Depois da covid-19, poder haver uma outra doença respiratória à nossa espera

Com o desconfinamento, vamos gradualmente regressando ao normal, mas agora possivelmente com um novo inimigo. A doença dos legionários pode estar escondida nos edifícios que deixamos para trás. Surtos globais de coronavírus forçaram o encerramento de …

Apple está a seguir iPhones roubados das lojas durante os protestos nos EUA

Os iPhones que têm sido roubados das lojas da Apple durante os protestos contra a violência policial, nos Estados Unidos, foram desativados e estão a ser seguidos pela empresa. De acordo com a revista Newsweek, as …