Canos rotos, sujidade e cheiro a gás. É assim a Aldeia Olímpica

Marcelo Sayao / EPA

-

Várias delegações relataram problemas ligados com acabamentos e falta de limpeza no complexo que vai servir de morada aos atletas que chegaram ao Brasil para competir nos Jogos Olímpicos.

As queixas começaram com a comitiva australiana que chegou, no domingo passado, à Aldeia Olímpica, situada na zona da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

O cenário negro começou a ser descrito pela Chefe de Missão australiana, Kitty Chiller, que afirmou mesmo que os atletas foram retirados do complexo.

“Devíamos ter ido para a aldeia a 21 de julho mas temos ficado em hotéis nas redondezas, porque a aldeia, simplesmente, não está segura ou pronta”, explicou.

Em comunicado, a representante descreveu a existência de “casas de banho trancadas”, “canos rotos”, “água a escorrer do teto e a empoçar”, “curto-circuitos elétricos” e “um forte odor a gás”.

O anúncio gerou uma troca de farpas com o Prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, que decidiu ironizar as queixas, dizendo que ia providenciar um canguru para fazer a delegação australiana se sentir em casa.

A resposta da comitiva australiana não tardou a chegar: “Não precisamos de cangurus, precisamos de canalizadores para arranjar os vários lagos que encontrámos nos apartamentos”, cita a BBC.

Seguiram-se queixas de outras delegações como, por exemplo, a britânica, a neozelandesa, a argentina ou a sueca. Todas se queixavam dos mesmos problemas, ou seja, os acabamentos e a falta de limpeza.

As delegações dos Estados Unidos, Itália e Holanda decidiram, por sua vez, contratar trabalhadores para refazer os serviços nos apartamentos que lhes eram destinados.

No caso de Portugal, vários apartamentos da delegação ainda não tinham água e estavam sujos mas nada de grave comparado com o espaço de outras delegações.

Entretanto, o Chefe da Missão portuguesa, João Garcia, anunciou à agência Lusa que os problemas “foram ultrapassados”.

“Tivemos um problema com um ralo e um problema com gás num dos 77 apartamentos. Não me parece que seja minimamente digno de registo”, disse.

Depois das várias denúncias, o comité organizador contratou 500 pessoas para resolver rapidamente estes problemas e espera-se que fique tudo pronto ainda esta semana.

No total, são esperadas 18 mil pessoas na aldeia, apoiadas por cerca de 13 mil funcionários e voluntários.

Lutador neozelandês sequestrado

Além dos problemas dentro do complexo que vai servir de morada aos atletas a competir nas “Olimpíadas”, a falta de segurança no exterior também está a dar que falar.

O lutador de jiu-jitsu neozelandês, Jason Lee, denunciou através das redes sociais ter sido sequestrado no fim-de-semana por vários homens vestidos com uniformes de polícias.

Segundo o texto publicado no Facebook, o atleta foi abordado por homens fardados e ameaçado de prisão, caso não entrasse na viatura.

De seguida, os homens exigiram que levantasse “uma grande quantidade de dinheiro” de uma caixa multibanco para ser libertado.

Segundo Jason, o episódio aconteceu fora do Rio de Janeiro, quando estava a regressar de uma competição em Resende, na zona sul fluminense.

“Não sei o que é mais deprimente: o facto destas coisas acontecerem com estrangeiros tão próximo dos Jogos Olímpicos ou o facto dos brasileiros terem de viver numa sociedade que permite estas situações diariamente”, escreveu.

De acordo com o jornal neozelandês NZ Herald, o lutador está há dez meses no Brasil para aprimorar as suas técnicas de jiu-jitsu, já que o país é uma referência nessa modalidade.

ZAP / Lusa / BBC / ABr

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Estavam à espera de quê?
    País podre como o Brasil, não era de esperar outra coisa.
    Com tanto país bom para realizar os jogos internacionais da paz…. Tinham logo de escolher um onde as pessoas não sabem o significado dessa palavra.
    É para aprenderem.
    Fica na história… Sochi (Russia) e Rio de Janeiro (Brasil).

  2. Mais uma vergonha à brasileira!…
    O que interessa não são os jogos olímpicos, mas sim reabilitar toda uma zona com alto valor imobiliário e apenas se usa os jogos olímpicos como desculpara para tirar os pobres e favelas do caminho!…
    Mas, com mundial de futebol no Qatar, J. Olímpicos na China, etc, etc, já se viu como anda o “depsorto”!…

RESPONDER

Nokia vai criar para a NASA a primeira rede móvel operacional na Lua

O grupo finlandês Nokia vai fabricar para a NASA aquela que será a primeira rede móvel móvel na Lua, como parte de um projeto de base humana permanente da agência espacial norte-americana, foi esta segunda-feira …

Sarkozy acusado de "associação criminosa". Investigação sobre ligações à Líbia continua

Nicolas Sarkozy, o antigo Presidente francês, está a ser acusado de "associação criminosa" como parte de uma investigação sobre o financiamento da sua campanha presidencial de 2007, particularmente acerca dos seus alegados vínculos com o …

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em três milénios

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em quase três milénios, aponta uma nova investigação da Universidade de Massachusetts em Amherst, nos Estados Unidos, e da Universidade de Quebec, no Canadá. As …

NASA apresenta rover "transformer" que vai explorar os penhascos íngremes de Marte

A NASA acaba de apresentar um rover de quatro rodas, denominado DuAxel, que se pode dividir em dois rovers de duas rodas separados. O robô foi projetado para, um dia, explorar alguns dos terrenos mais …

Veneno de vespa pode ter muito "potencial" na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de …

"Ou és infetado ou morres de fome". Trabalhadores da Amazon nas Filipinas denunciam condições precárias

Trabalhadores contratados pela empresa de segurança Ring da Amazon que trabalham em call centers nas Filipinas denunciam condições de trabalho que dizem ser precárias, mostrando-se ainda mais preocupados com a situação por causa da pandemia …

"Momento muito duro". André Almeida sofreu rotura de ligamentos e arrisca paragem longa

O futebolista internacional português André Almeida sofreu uma entorse do joelho direito, que resultou numa “rotura do ligamento cruzado anterior e do ligamento lateral interno”, informou esta segunda-feira o Benfica. O lateral dos encarnados saiu aos …

Apoio à retoma. Empresas com perdas de 25% podem reduzir horário até 33% já esta terça-feira

Empregadores com quebra de faturação igual ou superior a 25% vão poder reduzir até 33% o horário dos trabalhadores, entre outubro e dezembro, segundo a alteração ao regime de retoma progressiva de empresas em crise. O …

Chega quer tornar voto obrigatório e sanções para quem não cumprir

O deputado único do Chega entregou uma nova proposta no âmbito do projeto de revisão constitucional do partido para tornar o voto obrigatório para todos os cidadãos que o possam exercer e sanções para quem …

A Alemanha quer tornar o teletrabalho um direito legal

O Governo alemão prepara-se para publicar um projeto de lei que dará aos trabalhadores do país o direito legar de trabalhar a partir de casa. A medida aplicar-se-á a todos as atividades laborais que possam …