Camionistas e Antram voltam a negociações. Mas acordo ainda está longe

Os sindicatos representativos dos camionistas e a associação empresarial do sector voltam esta segunda-feira à mesa de negociações, sob a mediação do Ministério do Trabalho, mas com uma ameaça de greve para meados de agosto.

Os sindicatos Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) e Independente dos Motoristas de Mercadorias anunciaram no dia 6, após o seu 1.º Congresso Nacional, uma paralisação, com início a 12 de agosto.

Estes dois sindicatos independentes, juntamente com a federação sindical filiada na CGTP, têm vindo a negociar com a associação empresarial do sector, a Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM), a revisão do contrato coletivo, sob a mediação da Direção Geral do Emprego e Relações de Trabalho do Ministério do Trabalho.

O presidente do SNMMP, Francisco São Bento, disse à agência Lusa que, as negociações estão ainda numa fase inicial, pois o processo tem sido muito moroso, reconhecendo a existência de algumas divergências. No entanto, a ANTRAM foi surpreendida com o anúncio da greve, pois considerava que as negociações estavam a decorrer com normalidade.

A Federação Sindical dos Transportes (FECTRANS), filiada na CGTP, apresentou informalmente à ANTRAM no dia 4 de julho uma proposta para que, em janeiro de 2021, o salário base dos motoristas de pesados de mercadorias passe para os 850 euros, a que serão acrescidos os diversos subsídios de função. A FECTRANS deverá formalizar esta proposta esta segunda-feira à mesa das negociações.

Esta federação e o Sindicato Independente dos Motoristas e o dos Motoristas de Matérias Perigosas têm vindo a negociar a revisão do Contrato Coletivo do sector com a ANTRAM, desde Maio, tendo acordado um protocolo com a vista à implementação de um salário base de 700 euros para os camionistas, em janeiro de 2020. A este salário base, acresce, como agora, vários subsídios inerentes ao desempenho da atividade e as diuturnidades.

Os dois sindicatos independentes vão para as negociações com a intenção de entregar de imediato o pré-aviso de greve caso a associação patronal não responda às suas reivindicações.

O Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas foi criado no final de 2018 e tornou-se conhecido com a greve iniciada no dia 15 de abril, que levou o Governo a decretar uma requisição civil e, posteriormente, a convidar as partes a sentarem-se à mesa de negociações.

A elevada adesão à greve de três dias surpreendeu todos, incluindo o próprio sindicato, e deixou sem combustível grande parte dos postos de abastecimento do país. O SNMMP reivindicava salários de 1.200 euros para os profissionais do sector, um subsídio específico de 240 euros e a redução da idade de reforma.

Segundo fonte sindical, existem em Portugal cerca de 50 mil motoristas de veículos pesados de mercadorias, 900 dos quais a transportar mercadorias perigosas. O sindicato presidido por Francisco São Bento tem cerca de 700 sócios.

Nova greve pode ter ainda mais impacto

O Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias avisa que o pré-aviso de greve que apresentaram em conjunto com o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas para vigorar a partir de 12 de agosto, por tempo indeterminado, pode ter consequências ainda piores que a greve de abril.

Desta vez a paralisação é convocada também por um sindicato que representa os motoristas de todo o tipo de mercadorias. O dirigente do Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias relembrou, em declarações à TSF, o que aconteceu quando a greve era apenas nas matérias perigosas, deixando vazias muitas bombas de gasolina.

Agora, segundo Jorge Cordeiro, é uma “greve das mercadorias em geral, pelo que se tiver a adesão esperada, tendo em conta as reações que já existiram, os supermercados ficam sem abastecimento… o país vai parar“.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

França investe oito mil milhões de euros para aumentar profissionais de saúde

O Governo francês anunciou, esta segunda-feira, que vai disponibilizar quase oito milhões de euros para que os profissionais de saúde possam ter aumentos salariais.  De acordo com a rádio Renascença, a medida foi anunciada pelo novo …

Máscaras e luvas usadas para proteger contra covid-19 enchem rios europeus

Os principais rios da Europa estão cheios de máscaras cirúrgicas e luvas médicas descartadas por pessoas que utilizaram estes equipamentos para se protegem contra o novo coronavírus, denunciaram cientistas. Segundo noticiou na segunda-feira a agência AFP, …

Dez milhões de crianças "podem nunca voltar à escola" após coronavírus

A pandemia de coronavírus causou uma "emergência educacional sem precedentes", com 9,7 milhões de crianças afetadas pelo encerramento de escolas em risco de nunca voltar às aulas, alertou na segunda-feira a Organização Não Governamental (ONG) …

Nos Estados Unidos, há uma máquina obsoleta a dificultar a resposta à pandemia. Chama-se fax

O facto de vários departamentos de saúde pública norte-americanos ainda utilizarem o fax para trocarem informação com hospitais, centros de saúde e laboratórios que realizam testes de deteção do novo coronavírus é um grande problema …

Uber passa a estar disponível em todo o país

A plataforma de transporte pode, a partir desta terça-feira, ter operadores em todo o território nacional, considerando ser um passo importante num contexto em que o turismo interno ganha relevância, no âmbito da pandemia da …

Profissionais do SNS já trabalharam oito milhões de horas extra no primeiro semestre

No primeiro semestre de 2020, contam-se mais 1,2 milhões de horas suplementares trabalhadas, sendo que só em maio a subida foi superior a 471 mil. Segundo o Jornal de Notícias, nos primeiros seis meses deste ano, …

Rui Moreira diz que não é possível prevenir festejos de adeptos do FC Porto

O presidente da Câmara Municipal do Porto disse, esta terça-feira, não ser possível tomar medidas de prevenção em relação a possíveis festejos de adeptos do FC Porto pela conquista do título, pedindo apenas que se …

Mulher assintomática provoca surto de 71 infetados na China. Bastou entrar sozinha num elevador

A passagem de uma mulher infetada com covid-19, mas assintomática, por um elevador de um edifício habitacional na China deu origem a um surto de 71 contagiados. De acordo com o estudo publicado pelo Centro de …

Detido em França um dos pedófilos da "darknet" mais procurados do mundo

A polícia francesa prendeu um suspeito de gerir portais na "darknet" que permitiram a "milhares de internautas de todo o mundo ter acesso a fotografias ou vídeos de caráter pedopornográfico", anunciou, esta segunda-feira, o Ministério …

Mais seis mortes e 233 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta terça-feira, mais seis mortes e 233 novos casos de infeção por covid-19 em relação a segunda-feira. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos 233 novos casos, 143 são na região …