Câmara de Ovar diz que trabalhadores serão pagos a 100%

Manuel Fernando Araújo / Lusa

O vice-presidente do PSD, Salvador Malheiro

O presidente da Câmara Municipal de Ovar garantiu que os trabalhadores impedidos de laborar no concelho ou fora dele devido ao cerco sanitário irão receber da Segurança Social 100% das suas habituais remunerações.

Essas declarações, proferidas na noite de terça-feira através do Facebook, surgem depois de diferentes entidades locais terem divulgado que, pelo prazo de prolongamento do cerco profilático, que atualmente abrange o período de 2 a 17 de abril e ainda poderá ser prolongado, o Estado se preparava para pagar apenas 55% dos salários desses contribuintes, como se o impedimento para o exercício laboral se devesse a doença e não à imposição legal de recolhimento domiciliário.

Depois de verificar o assunto, Salvador Malheiro informou: “Sobre o tratamento dado aos trabalhadores de Ovar impedidos de trabalhar e também aos que, sendo de fora do concelho, não puderam laborar, fica aqui o esclarecimento de que receberão por inteiro por parte da Segurança Social, no âmbito das regras do isolamento profilático, durante a vigência completa do nosso estado de calamidade pública”.

O autarca do PSD diz ter tido “oportunidade de explicar à ministra [do Trabalho e da Segurança Social] que não existem dois estados de calamidade em Ovar, mas sim um único, que foi prolongado”.

Atendendo a recentes declarações de Salvador Malheiro defendendo a manutenção de “medidas musculadas” no concelho, o vereador local do PS apela, contudo, ao final do cerco sanitário que vem impedindo entradas e saídas no território, e obrigando mais de 1200 unidades industriais e outros negócios a manterem-se fechados desde o dia 18 de março, data de início da referida quarentena geográfica.

“Se concordamos que, no início e por força da transmissão comunitária do vírus no concelho, a medida de imposição de uma cerca sanitária se justificava, a partir do momento em que o estado de emergência foi decretado para todo o país, essa justificação não tem mais sentido“, defende Artur Duarte.

Notando que ainda na terça-feira mais 300 empresas locais foram autorizadas a retomar a sua atividade, embora sob condicionamentos, o vereador socialista defende: “Em vez de continuar a pugnar pelo prolongamento da cerca, que, para alguns é um queijo suíço, o executivo municipal deve manifestar às entidades competentes, de uma forma clara, a necessidade de acabarmos com esta discriminação negativa ao povo vareiro”.

Fernando Camelo de Almeida, deputado do CDS-PP na Assembleia Municipal, também defende o fim do cerco.

“O momento exige muita responsabilidade e há o sério risco de Ovar voltar a ser notícia, desta vez por ser o epicentro de uma pandemia económica. Aí precisaremos de uma unidade de cuidados intensivos sem tempo para batismos ou bênçãos, pois serão muitos os que terão dificuldade em sobreviver”, avisa.

Membro também da direção nacional do CDS, o mesmo responsável acrescenta: “O presidente da Câmara tem o dever de publicamente defender o fim do cerco, com a mesma veemência com que gerou algum alarmismo desnecessário. Não é correto manter-se em silêncio e sistematicamente dizer que a situação em Ovar é muito complicada, contribuindo subtilmente para que o cerco se mantenha, e, provavelmente, depois vir dizer que a responsabilidade é do Governo”.

Na terça-feira à noite, a Câmara Municipal de Ovar indicava registar entre os seus cerca de 55.400 habitantes um total de 23 óbitos e 582 infetados pelo novo coronavírus, enquanto a Direção-Geral da Saúde indicava esta manhã para o mesmo território apenas 435 contaminados.

Nesse contexto epidemiológico, a autarquia já fizera o seguinte balanço: na primeira semana de testes à covid-19, por cada 100 pessoas o número de infetados era na ordem dos 35; na segunda semana esse valor passou para 30 infetados em cada 100 exames; na terceira diminuiu para 20 e atualmente está nos 10.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Há quatro distritos sem meios aéreos de combate a incêndios. PSD denuncia "grave violação do planeamento"

O PSD denuncia a falta de, pelo menos, oito helicópteros ligeiros e de todas as aeronaves de coordenação previstas no Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais. Este domingo, o PSD questionou o Governo relativamente ao …

Desemprego sobe 52% entre jovens até aos 24 anos

O desemprego entre os jovens até aos 24 anos disparou à boleia da pandemia de covid-19, que já fez mais de 1.300 vítimas mortais em Portugal. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança …

Orçamento Retificativo: entre um cocktail de propostas e os apoios que Costa prefere segurar

António Costa decidiu ouvir todos os partidos com assento parlamentar antes de desenhar o esboço final do Orçamento Retificativo. Os encontros decorrem entre segunda e terça-feira. O primeiro-ministro recebe, entre hoje a amanhã, todos os partidos …

Descobertos fósseis do maior canguru do mundo e lagarto com seis metros

Os fósseis do maior canguru do mundo e de um lagarto com 6 metros de comprimento foram alguns dos achados de uma equipa de paleontólogos na Austrália. Uma equipa de paleontólogos relatou a descoberta de uma …

"Resolvia metade dos problemas sociais". PCP critica verba para o Novo Banco

O secretário-geral do Partido Comunista Português (PCP) disse este domingo que os 850 milhões de euros transferidos recentemente para o Novo Banco davam para “resolver metade dos problemas sociais que neste momento existem”. “Tantas vezes nos …

Schumacher "está numa fase difícil", revela antigo colega do piloto

Michael Schumacher "está numa fase difícil", disse este domingo Felipe Massa, que foi colega do piloto alemão na Ferrari, em 2006. "Sei como está, tenho informações. A minha relação com [Michael Schumacher] sempre foi muito próxima. …

Centeno deixa na gaveta reforma que tira poder ao governador do BdP

O ministro das Finanças, Mário Centeno, deixou na gaveta uma reforma da supervisão financeira que retirava poder ao governador do Banco de Portugal (BdP), avança este domingo o jornal Expresso. Em causa está uma reforma …

Um supercomputador culpou a nossa espécie por aniquilar os neandertais

De acordo com modelos desenvolvidos num supercomputador, a extinção dos neandertais não foi causada por mudanças repentinas no clima glacial nem por cruzamentos com o Homo sapiens. Os neandertais viveram na Eurásia durante, pelo menos, 300.00 …

Liverpool-Atlético levou a 41 mortes por covid-19, revela estudo

Um estudo publicado pelo jornal Sunday Times conclui que o jogo da Liga dos Campeões de futebol entre Liverpool e Atlético de Madrid, em 11 de março, levou a 41 mortes por infeção de covid-19. O …

Trump proíbe entrada nos Estados Unidos de estrangeiros oriundos do Brasil

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, decretou este domingo a proibição de entrada no país de todos os estrangeiros que tenham estado no Brasil nos 14 dias anteriores à tentativa de entrada, devido à …