Cães estão a ser treinados para se saber se conseguem detetar covid-19

Investigadores ingleses estão a treinar cães para perceber se conseguem detetar a covid-19. Caso isto se confirme, esta poderá ser uma ferramenta de diagnóstico que pode revolucionar a resposta à doença.

De acordo com o site Business Insider, este conceito está a ser explorado pela Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres (LSHTM), pela Universidade de Durham e pela organização Medical Detection Dogs, todas em Inglaterra.

Em finais de março, a LSHTM explicou, em comunicado, que o objetivo do projeto é perceber se os cães conseguem detetar a covid-19 da mesma forma que o fazem com outras doenças.

O treino consiste em dar aos cães máscaras faciais de pacientes infetados, para que estes as cheirem e, assim, descobrir se a doença provocada pelo novo coronavírus tem um odor único que possa ser identificado pelos sentidos aprimorados destes animais.

“Ainda não sabemos se a covid-19 possui um odor específico, mas sabemos que outras doenças respiratórias alteram o odor do nosso corpo, logo, há probabilidade disso acontecer. Se isto se confirmar, os cães serão capazes de detetá-lo. E esta nova ferramenta de diagnóstico pode revolucionar a resposta à doença”, afirma o professor James Logan, chefe do departamento do controlo de doenças da LSHTM.

Estes cães especificamente treinados já são utilizados para ajudar a rastrear uma série de condições médicas, incluindo cancro, malária e a doença de Parkinson. Em declarações ao jornal Daily Mirror, Claire Guest, CEO da Medical Detection Dogs, diz acreditar que os cães “podem ser treinados para farejar a covid-19”.

“Quando os kits de teste são escassos, centenas de pessoas não podem ser testadas de uma só vez. Mas os cães podem rastrear até 750 pessoas muito rapidamente. Ao identificar aqueles que precisam de ser testados e de se isolar, estes animais podem interromper o processo de propagação”.

O professor Steve Lindsay, da Universidade de Durham, diz ainda que, se esta ferramenta se mostrar bem sucedida, poderá ser usada noutras áreas. “Podíamos usar estes cães nos aeroportos, no final da pandemia, para identificar rapidamente as pessoas portadoras do vírus. Isso ajudaria a evitar o ressurgimento da doença”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Myanmar: Exército dispara munições reais contra manifestantes

O exército birmanês disparou este domingo contra vários manifestantes com munições reais em Bagan, a cidade histórica na área central de Myanmar, causando um ferido leve, segundo os organizadores do protesto. Milhares de birmaneses voltaram às …

Cientistas criam um "relógio" que mede a idade biológica

Dois cientistas do CECAD Cluster of Excellence in Aging Research desenvolveram um método que pode determinar a idade biológica de um organismo com uma precisão sem precedentes. Todos conhecemos a idade cronológica - a nossa idade …

"Das palavras aos atos". Marcelo com mais de 60% de mulheres na sua equipa no segundo mandato

O Presidente da República considerou este domingo que os passos dados para salvaguardar a igualdade de género em Portugal não são ainda suficientes e afirmou que quis passar "das palavras aos atos" com mais mulheres …

Governo dá 19,8 milhões às escolas para testes rápidos. Ensino privado também quer

O Conselho de Ministros aprovou, este domingo, uma resolução que permite às escolas e ao setor solidário efetuar despesa na realização de testes rápidos de antigénio à covid-19, num montante global de 19,8 milhões de …

Afinal, abandonar Montijo não obriga a indemnizar ANA (e há quem defenda opção Beja)

A alteração do local do novo aeroporto na sequência da avaliação ambiental estratégica não obriga ao pagamento de qualquer indemnização à ANA. De acordo com o esclarecimento do Ministério das Infraestruturas, uma eventual alteração do local …

Descoberta nova relação entre a biodiversidade dos animais e das florestas

Uma análise ao registo de imagens de 15 reservas de vida selvagem em florestas tropicais revelou uma relação até então desconhecida entre a biodiversidade de vários mamíferos e as florestas em que vivem. As florestas tropicais …

Pelo menos 17 mortos e 400 feridos em explosões na Guiné Equatorial

Pelo menos 17 pessoas morreram e outras 400 ficaram feridas após várias explosões registadas, este domingo, num quartel militar na cidade de Bata, na Guiné Equatorial, informaram as autoridades. De acordo com dados do Ministério da …

Marques Mendes antecipa desconfinamento a 15 de março. Creches e 1º ciclo são os primeiros a abrir

No seu habitual espaço de comentário na SIC, Luís Marques Mendes revelou, este domingo, que as creches, pré-escolar e 1º ciclo deverão abrir já a 15 de março. Segundo o comentador, o plano que vai ser …

Olivier Dassault, deputado bilionário francês, morre em acidente de helicóptero

O deputado francês Olivier Dassault, neto do fundador da Dassault Aviation, morreu este domingo, aos 69 anos, num acidente de helicóptero, no nordeste de França, avança a Agência France-Press (AFP). O acidente aconteceu este domingo perto …

Teoria ensinada na escola pode estar errada. Há um "núcleo mais interno" no centro da Terra

Uma equipa de investigadores da Universidade Nacional da Austrália confirmou, rastreando milhares de modelos numéricos, a existência do "núcleo mais interno" nas profundezas da Terra.  Na escola, os estudantes costumam aprender que o planeta Terra é …