Buscas por submarino argentino continuam sem sucesso

(dv) Armada Argentina / EFE / EPA

O ARA San Juan tem 65 metros de comprimento e sete de largura. Desapareceu com 44 tripulantes a bordo

As buscas no oceano Atlântico para localizar o submarino militar argentino ARA San Juan, com 44 pessoas a bordo e cujo contacto foi perdido na quarta-feira, continuaram hoje sem sucesso, apesar do reforço do dispositivo.

Na ausência de resultados após uma revista de superfície a cerca de 80% da zona onde o submarino deveria estar, a Marinha argentina preparava-se para uma eventual operação de resgate em profundidade.

“Como não o localizámos à superfície, iremos iniciar em paralelo a busca no fundo” afirmou o chefe da base naval de Mar del Plata, porto de origem do submarino situado 400 quilómetros a sul de Buenos Aires, Gabriel Gonzalez, citado pela agência France Presse.

As buscas foram dificultadas pela má visibilidade, devido ao mau tempo na zona onde o submarino foi localizado pela última vez na quarta-feira, a 430 quilómetros das costas da Patagónia e da Península de Valdés.

As buscas concentram-se numa zona com cerca de 300 quilómetros de diâmetro.

(dv) Armada Argentina / EFE / EPA

Submarino ARA San Juan da Armada Argentina ao largo da costa da Patagónia

O submarino militar argentino, que desapareceu com 44 tripulantes a bordo, reportou pela última vez a sua posição na madrugada de quarta-feira, pelo que, passado algum tempo sem comunicação com o aparelho, a Armada decidiu ativar, na tarde de quinta-feira, o protocolo de busca.

O San Juan encontrava-se a mais de 400 km da costa da Patagónia, no litoral da província de Chubut, quando estabeleceu contacto pela última vez.  O plano de buscas prevê que o submarino se encontre a 430 quilómetros do ponto mais próximo da costa a sudeste da península de Valdés.

As tempestades na região têm dificultado as operações de busca da embarcação desaparecida. Também as estações terrestres do litoral argentino procuram agora possíveis transmissões do submarino.

O ARA San Juan é um dos três submarinos da frota argentina. Fabricado na Alemanha e lançado ao mar em 1983, a embarcação tem 65 metros de comprimento e sete de largura. Entre 2007 e 2014, foi sujeito a intervenções de manutenção que prolongaram o seu uso por mais 30 anos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …