Bruxelas adia para julho decisão sobre sanções a Portugal

ECR Group / Flickr

Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia

Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia

A Comissão Europeia adiou para julho eventuais sanções para Portugal e Espanha, mas deixa um recado: Bruxelas quer medidas estruturais adicionais para reduzir défice e dívida.

As sanções não avançam já e a Comissão Europeia vai manter Portugal sob Procedimento por Défice Excessivo (PDE), mas recomenda ao Conselho Europeu que peça a Portugal medidas adicionais já este ano.

Numa nota de enquadramento sobre as recomendações específicas por país divulgada hoje pela Comissão Europeia, Bruxelas recomenda que sejam “tomadas as necessárias medidas estruturais” no sentido de uma “correção duradoura do défice excessivo em 2016 e 2017, tomando as medidas estruturais necessárias e usando todos os ganhos para a redução do défice e da dívida”, de forma a que se situe dentro de meta de 3% do PIB.

Espanha terá dois anos para fazer um corte de 7.500 euros, mas a Comissão irá voltar ao assunto depois das eleições espanholas.

“Em linha com a sua obrigação de monitorizar a implementação do procedimento por défices excessivos ao abrigo do artigo 126.º do Tratado, a Comissão irá regressar à situação destes dois Estados-membros no inicio de julho”, lê-se no comunicado da Comissão, divulgado ao final desta manhã.

Portugal enfrentava a possibilidade de uma sanção inédita por violação do Pacto de Estabilidade, correndo o risco de suspensão de fundos comunitários, por não ter tomado medidas eficazes para corrigir o défice excessivo tendo em conta a execução orçamental passada e da que se promete para o futuro.

No entanto, já esta manhã o jornal El País afirmava que Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia, se mostra favorável ao adiar de sanções, e Bruxelas só iria evidenciar que Portugal e Espanha precisam empenhar-se com mais rigor para atingir as metas propostas pela União Europeia.

As sanções poderiam passar pelo congelamento de fundos europeus ou até por uma multa que poderia chegara 0,2% do PIB.

Execução dos próximos meses permitirá atingir metas de Bruxelas

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José Vieira da Silva, afirmou que a execução orçamental dos próximos meses deverá permitir atingir as metas estabelecidas por Bruxelas.

“Aquilo que me parece relevante é que a Comissão Europeia não identificou nenhuma situação dramática que exigisse a aplicação de sanções, que há um reconhecimento de que no período em análise – de 2013 a 2015 – não foram atingidos os objetivos da consolidação orçamental, mas há também a manifestação por parte da Comissão Europeia que Portugal irá atingir essa situação em 2016“, disse o ministro do Trabalho.

Vieira da Silva, que falava aos jornalistas no final de uma audição de quase quatro horas na Comissão parlamentar de Trabalho e de Segurança Social, declara que “o ano que é concedido a Portugal [de 2016] parte já da convicção da Comissão Europeia que Portugal fique claramente abaixo do limiar do PDE”.

O ministro salientou que a Comissão pede a Portugal um défice de 2,3% este ano, “acima do que está previsto no Orçamento do Estado (de 2,2%), e o Governo está confiante que vai conseguir, com a execução dos próximos meses, comprovar que é possível atingir esses valores e que não serão necessárias medidas adicionais”.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. A Europa sonhada pelos seus fundadores e posteriores discípulos, hoje é uma caricatura, já não inspira confiança nos seus cidadãos e a esperança está quase morta porque, os últimos dirigentes deixaram de representar o legado europeu, as aspirações dos cidadãos europeus mas os interesses da canalha que nos dias de hoje, destroiem países, sociedades, os interesses comuns dos cidadãos para estarem ao lado dos agiotas que sugam os recursos dos país membros e não só, assim como coartam a liberdade dos povos, o seu desenvolvimento dos países nos vários domínios da vida das pessoas. A situação referida na notícia, mostra-nos como atuam de forma calculista e “sádica”. Se porventura o PP de Rajoy ganhar as eleições, o discurso será outro e então o alvo da ira, desta canalha, será o atual governo de Portugal, com a cumplicidade de muitos traidores cá do burgo, “abrigados” na coligação de interesses dos exploradores/corruptos/parasitas que, nos últimos quatro anos, levou a sociedade portuguesa a um atraso civilizacional de décadas.

RESPONDER

"Monarquia criminosa". Parlamento declara Catalunha republicana e não reconhece o rei

O Parlamento catalão aprovou esta sexta-feira uma resolução na qual declara que “a Catalunha é republicana e, portanto, não reconhece nem quer ter um rei”, rotulando a monarquia de “criminosa”. A resolução foi aprovada em sessão …

Novo método deteta metais tóxicos em alimentos e água em apenas algumas horas

Uma equipa de cientistas da Universidade de Joanesburgo, na África do Sul, desenvolveu um método sensível para detetar níveis perigosos de metais pesados em alguns alimentos e água. Os vestígios de metais como chumbo (Pb), arsénico …

Meghan Markle vence primeira batalha judicial contra jornal britânico

A Duquesa de Sussex conseguiu que o Tribunal Superior de Londres optasse por manter anónima a identidade das suas cinco amigas, como parte da ação legal que está a ser levada a cabo. O 39º aniversário …

Cientistas obrigados a rebatizar dezenas de genes humanos. A culpa é do Excel

Só no ano passado, os cientistas viram-se obrigados a mudar os nomes de 27 genes humanos por causa de um erro de leitura do Microsoft Excel. Tal como explica o portal The Verge, que avança …

"Vai continuar a queimar". Covid-19 é mais parecida com um fogo florestal do que com ondas e picos

Com o surgimento do novo coronavírus no mundo, vários especialistas previam que este iria surgir em ondas e picos. Agora a visão de futuro é outra e os especialistas dizem que a pandemia se compara …

Mudanças climáticas podem vir a causar mais mortes do que a covid-19, alerta Bill Gates

  As mudanças climáticas podem custar muito mais vidas nas próximas décadas do que a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O alerta é do co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que, através de uma reflexão no seu …

Descoberta a primeira disrupção gigante nas nuvens de Vénus

Uma equipa internacional de cientistas, que incluiu um investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), descobriu a "primeira disrupção gigante" nas nuvens de Vénus que tem fustigado as zonas profundas da atmosfera …

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais …

Fair-play financeiro. UEFA mantém restrições ao FC Porto

A UEFA informou, esta sexta-feira, que o FC Porto "cumpriu parcialmente as metas estabelecidas para a época 2019/20" a nível do fair-play financeiro e que vai manter as restrições impostas ao clube azul e branco. "O …

Procuradora-geral de Nova Iorque quer dissolver NRA após investigação de fraude

A procuradora-geral de Nova Iorque anunciou, esta quinta-feira, ter movido um processo judicial contra a National Rifle Association (NRA), depois de uma investigação que mostra que os seus dirigentes desviaram milhões de dólares para benefício …