Brasil pergunta a Duarte Lima se matou Rosalina Ribeiro por 6 milhões

Marcelo Camargo / ABr

-

O Ministério Público brasileiro questionou Duarte Lima sobre os montantes transferidos por Rosalina Ribeiro para a conta do advogado e pergunta se este matou a companheira de Tomé Feteira por causa de seis milhões de euros.

“O réu matou Rosalina Ribeiro por causa de seis milhões de euros?”, questiona, sem rodeios, o procurador brasileiro Eduardo Luiz Rolins de Faria, que dirigiu 46 perguntas a Duarte Lima, via carta rogatória para Portugal.

Na carta rogatória, a que a agência Lusa teve acesso e que será cumprida pela juíza da 6.ª vara criminal de Lisboa, constam as 46 perguntas do MP brasileiro e 27 da defesa do advogado, acusado de ter assassinado a cidadã portuguesa e sua cliente Rosalina Ribeiro, a 7 de Dezembro de 2009, em Saquarema, arredores do Rio de Janeiro.

Duarte Lima será questionado sobre se é verdadeira a acusação de homicídio e, em caso negativo, se acredita haver algum motivo para o terem incriminado, ou ainda, se sabe quem foi o responsável pelo homicídio.

“Porque ligou para uma loja de armas do hotel de Belo Horizonte? Onde ficou hospedado no Rio de Janeiro e como pagou essa hospedagem? Porque marcou encontro com Rosalina, à noite, fora da casa dela, sabendo que ela não gostava de sair depois das 18 horas?”, são algumas das perguntas que constam do documento.

O procurador quer saber se Rosalina Ribeiro conferiu alguma procuração a Duarte Lima, quando e para que fim.

É ainda perguntado quantas vezes Duarte Lima pediu à vítima para assinar documentação, “isentando-o de qualquer responsabilidade em relação aos valores transferidos para a sua conta bancária”, e qual o desfecho do processo em Portugal sobre a transferência desses valores, “de forma indevida”, da vítima para a sua conta.

A acusação questiona o motivo pelo qual Duarte Lima foi, em Dezembro de 2009, ao Brasil, e porque chegou ao país via Belo Horizonte – onde alugou um carro – e não pelo Rio de Janeiro, onde se encontrou com Rosalina, e ainda por que levou um telemóvel pré-pago de Portugal.

Pergunta igualmente porque o arguido se desfez do telemóvel um dia após a morte de Rosalina.

O MP quer apurar porque é que Duarte Lima entregou o carro com um tapete novo e porque razão disse à polícia brasileira que não se lembrava do nome do local onde o havia alugado, depois de ter contactado a empresa para tratar de multas que lhe foram aplicadas.

A acusação quer esclarecer o que levou o arguido a descolar-se aos arredores do local onde o corpo de Rosalina foi encontrado.

Na parte das questões da defesa, os advogados João Costa Ribeiro Filho e Saulo Alexandre Morais e Sá, Duarte Lima instigam o seu cliente a recordar o seu relacionamento com Rosalina e a forma como esta pagou os honorários.

“D. Rosalina transferiu em 2001 cerca de 5 milhões de euros para a sua conta bancária localizada no banco suíço UBS? A que título foi feita essa transferência”, questiona a defesa.

Os advogados perguntam a Duarte Lima com quem deixou Rosalina Ribeiro em Maricá, se o carro utilizado por essa pessoa era claro ou escuro e se em algum momento a vítima lhe falou no nome de Gisele.

A investigação da polícia brasileira nunca conseguiu identificar Gisele, que, segundo Duarte Lima, estaria hospedada no hotel no qual deixara Rosalina.

A defesa chama a atenção para a relação conturbada entre Rosalina Ribeiro e Olímpia Feteira, filha de Lúcio Tomé Feteira, e chega a sugerir que Rosalina estivesse temerosa com a presença de Olímpia no Rio de Janeiro, pouco tempo antes de sua morte.

Os advogados questionam ainda o facto de Rosalina ter feito alterações no seu testamento em Portugal, em 2009, uma semana antes de partir para o Brasil, quem são os novos beneficiários e quem foi o prejudicado com a alteração.

Duarte Lima será julgado no Brasil por um tribunal de júri, provavelmente sem a sua presença, mas com advogados a representá-lo.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Novo recorde: SNS24 recebeu mais de 23 mil chamadas só esta segunda-feira

O centro de contactos SNS24 bateu um novo recorde de atendimentos no dia 19 de outubro, com 23.373 chamadas atendidas, revelaram os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) ao Público. Os picos de chamadas …

Israel descobre túnel escavado desde a Faixa de Gaza

"O túnel, com várias dezenas de metros de comprimento, foi escavado em Khan Younès, no sul da Faixa de Gaza, e entra no território israelita", afirmou o porta-voz do exército, Jonathan Conricus, durante uma conferência …

Lei aprovada no Parlamento pretende facilitar prescrições de multas a partidos políticos

O projeto foi aprovado na generalidade no Parlamento, e está em discussão na especialidade. A Entidade das Contas e Financiamentos Políticos (ECFP) teme os efeitos da nova legislação sobre as prescrições de multas a partidos …

Noiva de Khashoggi processa príncipe herdeiro saudita

Hatice Cengiz, noiva de Jamal Khashoggi, colocou um processo contra o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman e outros alegados mentores do assassínio. A noiva do jornalista Jamal Khashoggi, assassinado na Turquia em outubro de …

Papa Francisco defende pela primeira vez uniões de facto para casais homossexuais

O Papa Francisco defendeu a regulação do casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, afirmando que os homossexuais têm direito a constituir família. "Homossexuais têm o direito de constituir família. São filhos de Deus", defendeu o …

“Uma desgraça completa”. Ex-ministro do PSD arrasa atuação do Ministério da Saúde no combate à pandemia

O antigo governante do PSD Fernando Leal da Costa acusou esta quarta-feira o Ministério da Saúde de “falta de liderança” na gestão da pandemia de covid-19, e falou até de “uma desgraça completa” do ponto …

Ministro defende que investimento nas Forças Armadas “é tão relevante” como na saúde

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, destacou o papel das Forças Armadas no combate à pandemia de covid-19 e defendeu que o investimento público nesta área “é tão relevante” quanto na saúde ou …

Giro. João "Rosa" Almeida segura liderança da geral

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) manteve esta quarta-feira a liderança da Volta a Itália em bicicleta, numa 17.ª etapa ganha pelo australiano Ben O'Connor (NTT). O'Connor, de 24 anos, cumpriu os 203 quilómetros entre Bassano del …

Investimento público atinge máximo de uma década em 2021

Dados do relatório do Orçamento do Estado mostram que o Governo conta terminar 2020 com um investimento público de 4.884 milhões de euros (75 milhões de euros a menos do que a previsão do Orçamento …

Audições urgentes pedidas pelo PS sobre StayAway Covid são por escrito ou em dezembro

O Parlamento aprovou, esta terça-feira, a audição de entidades e personalidades sobre a obrigatoriedade da aplicação Stayaway Covid, proposta pelo PS, "com caráter de urgência", por escrito ou em dezembro, após o debate do Orçamento …