Brasil ultrapassou as 50 mil mortes e Bolsonaro preferiu o silêncio

Fernando Frazão / Agencia Brasil

Jair Bolsonaro

O Brasil ultrapassou as 50 mil mortes provocadas pela covid-19. O Presidente Jair Bolsonaro está a ser criticado por ter ficado em silêncio.

Uma base de dados desenvolvida por uma consórcio de meios de comunicação social, que depende de estatísticas dos governos regionais, dá conta de que o Brasil atingiu, esta segunda-feira, um total de 50.737 mortes, tem quase 1,1 milhões de casos e é um dos principais pólos mundiais da pandemia.

No entanto, estes números não conseguiram arrancar qualquer comentário ao Presidente, que não os comentou nem prestou uma homenagem às vítimas e às famílias.

“Apesar dos marcos trágicos que alcançámos nos últimos dias, o presidente Jair Bolsonaro não disse nada sobre as vítimas ou sobre a luta contra esta doença”, lê-se no “jornal conservador Estado de São Paulo” desta segunda-feira, escreve o The Guardian.

O diário brasileiro avança ainda que o político permaneceu “em silêncio nas redes sociais” e aponta que, ao ignorar o número de vítimas da pandemia, o governo de Bolsonaro está a tentar esconder o fato de que a covid-19 já roubou mais vidas brasileiras do que os tiroteios e balas perdidas durante todo o ano de 2019.

Especialista defende que Brasil terá 10 milhões de casos

Roberto Medronho, especialista em doenças infecciosas, disse em entrevista à Globo que o país terá cerca de 10 milhões de infetados e não 1 milhão. Também esta segunda-feira a OMS adiantou que o país testa muito pouco tendo em conta o número de habitantes, apesar de não ter apontado qualquer estimativa.

“O que estamos a ver é apenas a ponta de um imenso iceberg”, disse Medronho.

Mike Ryan, da Organização Mundial da Saúde (OMS), disse também que os números estão subdimensionados – ou seja, não estão a ser notificados os reais casos de infeção por falta de testagem na população.

“O número de pessoas com covid-19 no Brasil deve ser maior do que o registado“, referiu, citado pelo Diário de Notícias.

Jair Bolsonaro adota uma postura diferente, considerando que a reação do mundo à pandemia de covid-19 é exagerada e defendendo uma aceleração no processo de abertura de empresas e retoma das atividades suspensas pelas medidas de restrição.

O Brasil tornou-se o segundo país mais afetado pela pandemia, depois dos Estados Unidos, e os efeitos económicos ameaçam mergulhar o país na maior recessão da sua história.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

    • Gostava de saber quem lhe deu autorização de acusar Deus de ter escolhido o Bolsonaro para Presidente do Brasil? Que eu saiba foi eleito democraticamente e por votos da população. Ou agora a população é Deus? Tenha cuidado com o que escreve.

      • Bolsonaro foi eleito por 58 milhões de pessoas sem qualidades humanas nenhumas. Estes milhões sentem-se representados por um troglodita que elogiou um torcionário da Ditadura Militar. Nem sequer podem alegar que foram enganados.

  1. Não sei o que se passa! Por esta hora os dezenas de fake profiles robôs já deviam ter invadido a zona dos comentários. Devem estar muito ocupados lá no Brasil e não têm tempo para manipular informação em Portugal. Eheeh. Mas não faz mal, por cá temos o Chega, que é o nosso partido Bolsonarista, especialista em manipular informação com fake profiles.

RESPONDER

Governo reforça financiamento de projetos LGBTI com 50 mil euros

O Governo vai reforçar em 50 mil euros o financiamento de projetos de organizações que atuem na defesa dos direitos das pessoas lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexo (LGBTI), anunciou o gabinete da secretária de …

CDS pede ao Governo "um plano de desconfinamento controlado, à inglesa"

Francisco Rodrigues dos Santos quer que o Executivo apresente um plano de desconfinamento que permita a retoma da atividade de alguns setores. Esta sexta-feira, o presidente do CDS-PP insistiu na necessidade de o Governo apresentar um …

Para os idosos que estão em lares, visitar a família sem isolamento poderá acontecer em maio

A CNIS estima que, com todos os idosos residentes em lares vacinados, maio possa ser o mês da libertação depois de mais de um ano de pandemia, confinamentos e restrições apertadas. DGS diz que orientações …

UE retalia e declara chefe da missão venezuelana "persona non grata"

A União Europeia (UE) decidiu, esta quinta-feira, declarar a chefe da missão venezuelana em Bruxelas persona non grata, respondendo ao anúncio feito por Caracas de dar 72 horas à embaixadora comunitária para abandonar o país. "Por …

Novo problema num Boeing 777 leva a aterragem de emergência na Rússia

Um Boeing 777 da companhia aérea russa Rossiya fez uma aterragem de emergência em Moscovo, esta sexta-feira, devido a um problema de motor, uma semana depois de um incidente semelhante com um aparelho do mesmo …

Covid-19. Mais 1.027 casos e 58 mortes em Portugal

Portugal registou hoje 58 mortes e 1.027 novos casos de infeção nas últimas 24 horas, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico desta sexta-feira, divulgado pela Direção-Geral da Saúde, dá conta de 1.027 novos …

Costa anuncia "passaporte sanitário" para circulação na UE (e aposta em novos modelos económicos)

O primeiro-ministro António Costa anunciou esta sexta-feira que a Comissão Europeia vai preparar um documento para facilitar a circulação entre países da União Europeia (UE). Segundo avançou o Correio da Manhã, este "passaporte sanitário", que estará …

Vírus já circulava "de forma silenciosa" em Portugal em fevereiro (e veio principalmente do Reino Unido)

O Reino Unido, com mais casos, e a Itália, com mais peso na transmissão comunitária, foram os países com maior impacto no início da pandemia de covid-19 em Portugal, revela esta sexta-feira um estudo do …

Morreu Alfredo Quintana, guarda-redes de andebol do FC Porto

Alfredo Quintana, guarda-redes de andebol do FC Porto, faleceu esta sexta-feira, aos 32 anos. O internacional português sofreu uma paragem cardiorrespiratória no treino de segunda-feira. Alfredo Quintana, guarda-redes da equipa de andebol do FC Porto e …

Rainha de Inglaterra encoraja população a ser vacinada. Processo é "inofensivo"

A rainha de Inglaterra, Isabel II, encorajou esta sexta-feira as pessoas a serem vacinadas contra a covid-19, garantindo que a injeção é rápida, inofensiva e vai ajudar a proteger todos os cidadãos contra a doença. Numa …